Dólar com. R$ 3,136
IBovespa -0,02%
20 de setembro de 2017
min. 24º máx. 26º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Temer defende solução diplomática para a crise com a Coreia do Norte

Blogs

Verdades e mentiras sobre o carregamento de celulares

06.09.2017 às 10:58

Nós sabemos que as baterias de celular não duram pra sempre. Na verdade, esse é o maior problema de utilização dos dispositivos que tem ficado cada vez mais essenciais no nosso dia a dia. A necessidade de frequentemente mantê-los carregados pode nos deixar na mão ou sempre com cabos e adaptadores nos bolsos para não ser pego desprevenido.

A verdade é que grande parte do problema de durabilidade das baterias dos telefones pode ser culpa dos próprios usuários. Por conta do histórico de cargas dos primeiros modelos de celulares, ficamos com alguns conceitos enraizados e ainda usamos hábito de carregamento que podem prejudicar as baterias.

Deixar os celulares conectados na tomada enquanto você está dormindo ou deixá-lo descarregar completamente para poder voltar a colocar no carregador, por exemplo, são hábitos prejudiciais que muita gente reproduz acreditando que vai prolongar a vida das baterias.

Para aprender a maximizar a durabilidade de suas baterias e evitar cometer erros que, ao invés de colaborar, deixam a bateria ainda pior, confira algumas dicas que você pode seguir ao longo do dia.

Temperatura do celular e da bateria

Uma das coisas que mais acaba com a qualidade da bateria de um celular é deixá-la super aquecida. Deixar o celular no sol ou em ambientes muito quentes, pode fazer com que ele tenha muito menos energia do que poderia em condições normais.

Em alguns casos, os fabricantes até sugerem que não sejam usadas capinha de proteção durante o carregamento dos telefones, já que alguns modelos podem fazer com que, durante o processo ele fique mais aquecido. Se o seu modelo de celular esquenta muito quando está carregando

Frequência de recarga

As baterias de celulares modernos que temos no mercado hoje em dia não precisam de estar com a carga completa com frequência para ter a vida útil prolongada. Na verdade, carregar o celular constantemente e evitar que a bateria se descarregue e remover o carregar antes mesmo dele alcançar a carga máxima é o recomendado. Caso você deixe o aparelho carregando até 100%, remova o mais cedo possível da fonte de energia, pois a energia conectada à bateria com frequência pode desgastá-la.

Isso acontece porque ao chegar à carga máxima, a bateria continua recebendo energia, o que provoca uma alta tensão. O desgaste provoca uma espécie de cansaço na bateria, que faz com que ela tenha um desempenho menor por causa disso.

Bateria descarregada

Se você está com a bateria com carga baixa, é melhor conectá-la a um carregador antes mesmo dela chegar ao fim. Por mais que muita gente tenha a crença de que a bateria carrega melhor se tiver alcançado 0% de carga, a ideia não procede. Evitar que a bateria perca sua carga mantém a atividade dos componentes químicos que garantem a energia e o funcionamento dela e ajuda a prolongar a vida. Pense na bateria como numa pessoa faminta. É melhor que essa pessoa seja alimentada com maior frequência para evitar que realmente sofra com fome do que só coma nas horas em que realmente já está sentindo falta dos nutrientes no corpo.

E aí, será que seus hábitos de recarregar o celular estavam corretos? Às vezes ao tentar curar o problema de falta de bateria, na verdade você só estava prolongando o problema.


*Texto extraído de fatosdesconhecidos.com.br 

Postado por Cultura Inúltil

Triângulo das Bermudas: Barco reaparece 90 anos depois de seu naufrágio

26.07.2017 às 18:58
SS Cotopaxi em 2015 - Divulgação

A guarda costeira cubana anunciou há cerca de dois meses que haviam interceptado um barco não tripulado indo em direção à ilha, que se presumia ser o SS Cotopaxi, um cargueiro que estava desaparecido desde dezembro de 1925 e desde então estava ligado à lenda do Triângulo das Bermudas. As autoridades cubanas descobriram o barco pela primeira vez em 16 de maio de 2015, próximo a uma zona militar restrita a oeste de Havana.

Foram feitas muitas tentativas frustradas de se comunicar com a tripulação até que finalmente mandaram três patrulheiros para interceptá-lo. Quando chegaram, surpreenderam-se ao ver que o navio era na verdade um barco a vapor que tinha quase 100 anos de existência, identificado como Cotopaxi, um nome famoso associado à lenda do Triângulo das Bermudas. Não havia ninguém e o barco parecia ter sido abandonado há décadas, o que sugeria que poderia ser o cargueiro desaparecido em 1925.

Uma busca exaustiva pela embarcação levou ao descobrimento do diário de navegação do capitão. Estava de fato associado à Companhia de Navegação Clinchfield, proprietária do SS Cotopaxi, mas não trazia nenhuma pista sobre o que teria acontecido no barco durante os últimos noventa anos. O especialista cubano Rodolfo Salvador acredita que o livro encontrado no interior do barco é autêntico. Esse documento está cheio de informações valiosas sobre a vida da tripulação antes do desaparecimento, mas os escritos cessaram repentinamente em 1 de dezembro de 1925.

Em 29 de novembro de 1925, o SS Cotopaxi partiu de Charleston, na Carolina do Sul e se dirigiu a Havana, Cuba. O barco tinha uma tripulação de 32 homens sob o comando do capitão W.J. Meyer e transportava uma carga de 2.340 toneladas de carvão. O seu desaparecimento foi informado dois dias depois e ninguém soube de mais nada até 90 anos depois. O vice-presidente do Conselho de Ministros, o general Abelardo Colomé anunciou que as autoridades cubanas iam realizar uma investigação exaustiva para esclarecer o mistério do desaparecimento e reaparecimento do navio.

“É muito importante para nós entender o que aconteceu”, disse o general Colomé. “Este tipo de incidente podem ser muito ruins para nossa economia, por isso é melhor ter certeza de que esse tipo de desaparecimento não vai acontecer de novo. Chegou o momento de resolver o mistério do Triângulo das Bermudas de uma vez por todas.” O Triângulo das Bermudas é uma região pouco definida que cobre a área entre Miami, Puerto e as Bermudas, onde dezenas de barcos e aviões desapareceram em circunstâncias estranhas.

A cultura popular atribuiu muitos desses desaparecimentos a fenômenos paranormais e sobrenaturais ou a atividades de seres extraterrestres. Uma outra explicação até coloca a culpa na tecnologia do que teria sobrado do continente perdido, Atlântida. Apesar da popularidade de todas essas teorias estranhas, a maioria dos cientistas nem sequer reconhece a existência do Triângulo das Bermudas e atribuem a culpa dos desaparecimentos a falhas humanas. A misteriosa reaparição do SS Cotopaxi gerou, porém, um grande interesse da comunidade científica e pode fazer alguns especialistas mudarem de opinião sobre o tema.

Postado por Cultura Inúltil

Você sabe quem controla a sua mente?

29.04.2017 às 19:20


Você pode pensar que é dono de suas ações, de seus conceitos, de seus desejos e de suas decisões como um ser racional e pouco influenciável. Mas a realidade é quem sem você se dar conta, sua mente pode estar sendo manipulada agora mesmo…


Todos temos a doce ilusão de que somos seres únicos com várias características únicas e que tomamos decisões baseadas nas mais profundas reflexões sobre a realidade e o mundo que nos cerca, e é exatamente assim que cada um se sente e gosta de sentir-se, mas o que está por trás de suas supostas escolhas é muito mais complexo do que a maioria das pessoas conseguiria entender.

Desde a organização dos supermercados até aquilo que você assiste na televisão, tudo possui propósitos muito bem definidos como sugestionar, mudar seu comportamento ou imprimir conceitos em sua mente de forma consciente ou inconsciente. Uma das principais funções é fazer com que você compre de forma irracional determinado produto ou serviço, mas há outros objetivos além deste.

1. Supermercados. Nos supermercados os produtos e o próprio mercado são organizados de forma a induzir o cliente a comprar mais e nem sempre aquilo que ele precisa. Os produtos essenciais são dispostos em localizações estratégicas para que o comprador tenha que percorrer o mercado todo para encontra-los e consequentemente seja atraído por outros produtos. As embalagens coloridas dos produtos também servem para cativar o consumidor. O cheiro de pão assado na hora de panificadoras localizadas estrategicamente também induzem o cliente a comprar.

2. Televisão, filmes e séries. A propaganda aparece na televisão não só da forma explícita como estamos acostumados a ver, mas também no contexto (personagens consumindo produtos, produtos associados a atitudes ou simples aparições), porém estes meios possuem uma capacidade muito maior de indução e manipulação além das habituais. Conceitos também podem ser introduzidos nas pessoas por este meio, um belo exemplo é a imagem que Hollywood nos vende dos EUA (terra da liberdade e dos bonzinhos que vão combater os mauzinhos que discordam deles além de ser um bastião democrático), os produtos que aparecem nos filmes e séries e a quase onipresente bandeira do país em quase todas as produções.

Além disso, a propaganda implícita associa os produtos com conceitos de fácil absorção pelas massas para potencializar as vendas e induzir o consumo e desejo de possuir determinado produto “exclusivo”. Fazem uma associação entre veículos e status social, roupas, bebidas e outros produtos com aceitação social criando conceitos que são facilmente absorvidos pelas pessoas comuns, principalmente pelos mais jovens sem senso crítico formado.

Dessa mesma forma são ditados os padrões de moda e beleza na sociedade atual para incentivar ou induzir o consumo de cosméticos e de roupas de uma forma constante. “Estar na moda” e “ser bonito” muitas vezes significa ser um fiel comprador compulsivo de novos lançamentos destas duas indústrias que ditam estes padrões à sociedade simplesmente visando o lucro. A maioria das pessoas absorve consciente ou inconscientemente estas imposições sem nunca submete-las ao senso crítico, visto que isto já forma um pensamento padronizado na sociedade atual.

Outra forma de induzir nossa mente é através de notícias que apresentam-se como isentas e imparciais mas que reproduzem uma visão específica da situação que muitas não condizem com a realidade e que possuem como finalidade fazer com que as pessoas apoiem esta visão e que emitam suas opiniões baseadas nela.

3. Religião. Quem já foi em algum culto evangélico já deve ter notado um grande número de pessoas que simplesmente desmaiam com o “poder divino” do local ou que está sendo “canalizado através do pastor”. Porém o que você não percebeu é que estas “possessões” e desmaios são fruto da aplicação de técnicas de hipnose por parte de pastores como se fossem parte de uma doutrina de cura religiosa com a finalidade de ganhar dinheiro aproveitando-se da fragilidade e do sofrimento das pessoas humildes.

Qualquer indivíduo que tenha algumas noções de hipnose percebe isso na maioria dos cultos evangélicos. Não passam de truques para controlar a mente das pessoas com a finalidade de fazê-las acreditar que é uma espécie de “intervenção divina”.

4. Outros estabelecimentos comerciais. Certas cores de paredes, organização e técnicas de venda possuem também como finalidade induzi-lo a consumir mais nestes lugares atacando diretamente seu inconsciente. Um lugar aconchegante, com cores agradáveis e com bons atendentes fazem milagres, não é mesmo?

Introduzir conceitos, padrões, verdades e ganhar a confiança de sua mente é relativamente muito fácil. Ninguém é um ser blindado em racionalidade como muitos preferem acreditar e todos são passíveis de manipulações. Os exemplos aqui expostos são só uma pequena amostra do que lhe é servido diariamente de forma implícita para gerar um comportamento e criar seres totalmente manipuláveis para qualquer fim. O ser humano é um ser muito maleável neste sentido.

Agora responda: Você controla sua mente?


*Extraído de sedeinsana.com

Postado por Cultura Inúltil

Como os mosquitos escolhem as pessoas que vão picar ?

15.04.2017 às 22:30


Parece que os mosquitos estão sempre procurando alguém para picar. Mas você sabe por que eles têm preferência por algumas pessoas, e nunca picam outras?


Os mosquitos são insetos desagradáveis, inconvenientes e irritantes, cuja presença pode facilmente arruinar o dia de qualquer pessoa, principalmente se este mosquito for transmissor da dengue e de outras doenças. Tudo irrita em um mosquito, desde seu barulho chato até a picada que deixa a pele vermelha e coçando.

Os mosquitos adoram picar um corpo quente. Estes sugadores de sangue transmitem doenças diretamente pela circulação sanguínea das pessoas picadas. Todos os anos, cerca de 700 milhões de pessoas acabam contraindo uma doença transmitida por mosquitos no mundo, resultando em mais de um milhão de mortes. E esse número continua crescendo de forma assustadora.


A atual crise de saúde pública em torno do Zika Vírus, doença que é transmitida pelo mosquito da dengue, está causando muita preocupação. Essa é a mais recente ameaça à saúde internacional diretamente relacionada às picadas de mosquitos. Além desse vírus, outras doenças como malária, febre amarela, dengue e encefalite também são transmitidas para a população.

Uma maneira de diminuir a quantidade de picadas de mosquitos é saber o que atrai estes insetos em primeiro lugar. Basicamente, a picada depende do cheiro da pessoa. Os mosquitos têm receptores de odores em suas antenas, e eles podem cheirar qualquer humano dentro de 100 metros.

Outro fator determinante para as picadas é a genética. 85% das pessoas que os mosquitos preferem picar têm uma genética capaz de atrair o inseto. É por isso que eles picam mais algumas pessoas, e menos outras pessoas.

 Principais fatores que fazem de uma pessoa um verdadeiro ímã de picadas de mosquitos:


Exercício e produção de ácido láctico- A pessoa mais suada e com o cheiro mais forte atrai o mosquito. Indivíduos que produzem mais ácido láctico, que é produzido pelas glândulas sudoríparas, são fortes candidatos a receberem picadas do inseto. Quanto mais transpiração, maior será o acúmulo de ácido láctico, o que significa uma refeição saborosa para o mosquito. Por isso, a recomendação é tomar um banho logo depois de malhar e sair da academia.

Bactérias- Nossa pele está literalmente repleta de bactérias. Estima-se que o ser humano médio tenha cerca de um trilhão de bactérias em seu corpo. Os tipos de bactérias que vivem em nossa pele podem variar muito de pessoa para pessoa, e algumas variedades atraem os mosquitos. Pesquisas indicaram que pessoas com mais bactérias dos tipos Staphylococcus e Variovorax presentes na pele sofrem mais problemas com mosquitos.

Tipo de sangue- O tipo de sangue é um fator de risco para picadas de mosquito. Estudos descobriram que as pessoas com sangue Tipo O são mordidas com mais frequência, seguidas por pessoas com sangue Tipo B e Tipo A.

Dióxido de carbono- Os mosquitos são atraídos pelo CO2 que o ser humano expira. Indivíduos que produzem mais CO2 podem ser picados com mais frequência, como mulheres grávidas e pessoas com excesso de peso. Os bebedores de cerveja também podem ser mais picados, já que respiram de forma mais pesada e lenta sob o efeito da bebida.


*Texto extraído do sitedecuriosidades.com

Postado por Cultura Inúltil

Arquivos do FBI indicam que Hitler não se suicidou e pode ter vivido na Argentina e Brasil

12.12.2016 às 11:30
Reprodução

Com quase 70 anos de atraso o FBI abre seus arquivos secretos que atestam: HITLER foi para a Argentina em vez de cometer suicídio. Outros relatos anteriores a estas provas indicavam já detalhes da vida de Hitler na Argentina e final de sua vida no Brasil.

A 30 de abril de 1945, Adolf Hitler suicida-se num bunker subterrâneo. O corpo foi descoberto mais tarde e identificado pelos soviéticos, envolto em contradições e histórias, antes de ser levado de volta para a Rússia. É realmente possível , que os soviéticos tivessem mentido todo este tempo, propositadamente para a história ser reescrita?

Ninguém pensava assim até a liberação dos documentos do FBI . Parece que é possível, que o homem mais odiado da história escapou da Alemanha devastada pela guerra e viveu uma vida bucólica e tranquila nos maravilhosos sopés da Cordilheira dos Andes ou alegadamente terá terminado a sua senda em algum longínquo lugar no Brasil.

Registros do FBI divulgados recentemente estão a mostrar que não só Hitler e Eva Braun tiveram suicídios falsificados, mas que a dupla infame pode ter tido a ajuda do diretor suíço dos OSS dos Estados Unidos, Allen Dulles.

Num documento do FBI de Los Angeles, é revelado que a agência estava ciente de um misterioso submarino fazendo caminho até a costa argentina levava para fora altos funcionários nazis. O que é mais surpreendente é o fato estranho que o FBI sabia que ele estava de fato a viver no sopé da Cordilheira dos Andes.

Numa carta ao escritório de Los Angeles , em agosto de 1945, um informante não identificado concordou em trocar informações de asilo político. O que ele disse aos agentes foi impressionante. O informante não só sabia que Hitler estava na Argentina como confirmou ser um dos quatro homens dentro do submarino alemão. Aparentemente, dois submarinos haviam desembarcado na costa argentina: Hitler e Eva Braun estavam a bordo do segundo.

O governo argentino não só se congratulou com o ditador alemão, como objetivamente também auxiliou no seu esconderijo. O informante não só passou a dar instruções detalhadas sobre as aldeias que Hitler e seu partido tinham passado, como também os detalhes físicos credíveis sobre Hitler. Embora por razões óbvias o informante nunca seja citado nos documentos do FBI , ele era confiável o suficiente para ser acreditado por alguns agentes.

Este informante disse ainda que o líder nazista tinha cortado o seu bigode e vivia num rancho fortemente vigiado. “Se forem a um hotel em San Antonio, Argentina, consigo arranjar um homem que se encontre lá com vocês e vos diga onde é o rancho onde está Hitler”, disse o informante.

A informação chegou ao líder do FBI, J. Edgar Hoover, que a reencaminhou para o Departamento de Guerra.

No entanto, num documento de 21 de setembro de 1945, os agentes do FBI concluíram que devido à pouca informação seria impossível continuar a seguir esta pista.

Mesmo com uma descrição física detalhada, o FBI ainda dá indicações sobre como não acompanhar nova tese. Mesmo com evidências que colocaram o submarino alemão U-530 circundando a costa argentina pouco antes de chegar, e uma abundância de testemunhas oculares atestando que o oficial alemão foi deixado, nada nem ninguém foi investigado.

Em 1945, um Adido Naval em Buenos Aires havia informado Washington que havia uma alta probabilidade de que Hitler e Eva Braun tinham acabado de chegar na Argentina. Isso coincidiu com as aparições do submarino U-530. Adicionado à prova estão, sob a forma de artigos de jornais, detalhes da construção de uma mansão em estilo bávaro, no sopé da Cordilheira dos Andes, trabalho do arquiteto Alejandro Bustillo que já escrevera sobre o seu projeto de construção de nova casa de Hitler. Tudo era financiado por ricos imigrantes alemães.

Talvez a evidência mais representativa de que Hitler sobreviveu à queda da Alemanha encontra-se na Rússia. Com a ocupação soviética da Alemanha, o corpo de Hitler deveria ser escondido rapidamente e levado para a Rússia, para nunca mais ser visto. Isso é até 2009, quando um arqueólogo de Connecticut State, Nicholas Bellatoni, foi autorizado a realizar testes de DNA num dos fragmentos do crânio recuperado descobrindo algo que desencadeou uma reação explosiva na comunidade acadêmica. Não só a de que não encontrou nenhuma das amostras de DNA que se pensava ser de Hitler, como elas não correspondem ao DNA de Hitler ou de Eva Braun. Então a questão é, o que os soviéticos descobriram no bunker, e onde estaria Hitler ?

Dwight D. Eisenhower escreveu a Washington estar preocupado com o desaparecimento de Hitler (e não com a morte) e alguns documentos apresentam que não era apenas o general Eisenhower que estava preocupado com o desaparecimento de Hitler, Stalin também expressou essa preocupação.

Muito antes destas certezas ou confirmações já no livro “El Exilio de Hitler” (Ediciones Absalón), do jornalista argentino Abel Basti, de 54 anos, se sustenta que o líder nazi e sua mulher, Eva Braun, não se mataram. “Fugiram” para Barcelona, onde passaram alguns dias, e depois foram para a Argentina de submarino, onde morreu, depois dos anos 60. Dezenas de relatórios mainstream sustentam que a polícia secreta comunista levou os restos mortais (queimados) de Hitler e Eva Braun para a União Soviética. Basti afirma, sem apresentar documentação confiável, que a informação não é verdadeira e que os nazis, como Hitler, o chefe da Gestapo, Heinrich Müller, e Martin Bormann plantaram pistas falsas. Entrevistado pelo jornal “ABC”, em Espanha, sustenta que “existem três documentos” que comprovam que o nazi não se matou: “Do serviço secreto alemão, que dá conta de que chegou a Barcelona, procedente de um voo da Áustria; do FBI, que indica que ‘o exército dos Estados Unidos está gastando a maior parte de seus esforços para localizar Hitler na Espanha’; e um terceiro do serviço secreto inglês, que fala de um comboio de submarinos com líderes nazis e ouro saindo rumo a Argentina, fazendo uma escala nas Ilhas Canárias”.

Um jesuíta nonagenário é apresentado por Basti como uma de suas mais importantes fontes. Ele dispõe de muitas informações sobre a presença de Hitler na Espanha, segundo o jornalista. No livro, porém, não revela nada de sensacional.

Para não ser reconhecido, Hitler cortou o cabelo, ficou quase careca e rapou o bigode. Teria ficado irreconhecível. “O corte do bigode deixou à mostra uma cicatriz, sobre o lábio superior, que não era conhecida por gente comum.”

Basti assegura que “a fuga de Hitler estava prevista em um grande plano de evasão — de homens, capital e tecnologia — preparado pelos nazis. Esse plano, em 1945, recebeu luz verde dos norte-americanos, como resultado de um pacto secreto militar de troca de conhecimento e cientistas. Os milhares de nazis que puderam fugir para o Ocidente — dos quais cerca de 300 mil foram para os Estados Unidos — foram ‘reciclados’ [recrutados] para lutar contra o comunismo. Hitler transformou-se num dinossauro vivo, protegido e refugiado”.

O entrevistador Antonio Astorga menciona documentos secretos britânicos nos quais se revela que Hitler fugiu para a Argentina num submarino, “com escala técnica nas Ilhas Canárias”. A versão de Basti: “Antes que o comboio de submarinos partisse da Espanha, a Armada [Marinha] norte-americana retirou todas as suas unidades navais do Atlântico Sul. Os submarinos nazis ‘trocaram mensagens’ com a frota norte-americana. As mensagens foram interceptadas pelos ingleses”.


Adolf Hitler fugiu da Alemanha e depois de viver noutros países da América do Sul, morreu no Brasil aos 95 anos anos. Este é a tese de doutorado em jornalismo de Simoni Renée Guerreiro Dias, cidadã brasileira.


O ditador recorreu a amigos que tinha no Vaticano e fugiu da Alemanha depois de ter simulado a própria morte, alega a investigadora, que explica que o primeiro destino foi a Argentina após espera por submarino em Barcelona. Já com o apelido alterado para Adolfo Leipzig, Hitler ter-se-á depois mudado para o Paraguai, antes de rumar ao Brasil, onde morreu em 1984, com 95 anos, na cidade de Nossa Senhora do Livramento, no estado de Mato Grosso.

A investigadora, que reside no estado de Mato Grosso, revela que foram os relatos de um alemão idoso com muitas parecenças com Hitler que a levaram a investigar. A mulher encontrou uma fotografia desse homem, datada de 1982, e, segundo o portal Globo, ao manipular a imagem e lhe colocar um bigode, deu aquele que seria o primeiro passo da investigação: aquele homem podia mesmo ser Adolf Hitler.

A tese foi contestada por Cândido Moreira Rodrigues, professor de História Política e Contemporânea da Universidade Federal de Mato Grosso, que acusa a investigação de Simoni de falta de rigor científico.

Sobre o fato de a imagem mostrar um homem e a sua companheira, uma mulher negra, Simoni alega que era parte do disfarce, uma vez que ninguém pensaria que Hitler se envolveria com uma mulher que não fosse caucasiana. Outro dado tido por Simoni como indicação de que era mesmo Hitler aquele «alemão velho», como era chamado no bairro, tem a ver com os relatos de uma freira sobrevivente ao Holocausto que se sentiu mal ao reconhecer Adolfo Leipzig como sendo Hitler, durante uma visita do idoso ao hospital, em 1979.

O caso será desvendado em breve. Simoni conseguiu autorização para exumar o corpo de Adolf Leipzig e recolheu amostras de ADN, que serão comparadas com as de um descendente de Hitler.

Um outro livro, A última operação secreta do Terceiro Reich – de Juan Salinas e Carlos de Napoli – lançado pela Civilização Brasileira – com apoio do Ministério das Relações Exteriores e Cultura da Argentina, relata a misteriosa viagem da Europa à Mar del Plata de dois submarinos alemães, o U-530 e o U-977, após a rendição de 7 de maio de 1945, com grandes conjecturas sobre quais eram os objetivos dessa longa travessia, já depois da rendição alemã. Os submarinos se renderam à Marinha argentina, um Pais simpático ao Terceiro Reich, despertando as maiores desconfianças entre os Aliados, inclusive de que levariam altos dignatários nazistas. Stalin desconfiava que Hitler era um deles.

A calorosa recepção da Marinha em Mar del Plata aos submarinistas alemães aumentou as suspeitas que tinham como pano de fundo as evoluções da politica interna argentina, sob o domínio da dupla Farrell-Peron.

O livro é longo, quase 500 páginas, bem documentado e tem como moldura as complexas condições de rendição dos nazistas aos anglo-americanos e aos soviéticos, duas operações distintas recheadas de desconfianças mútuas, bem como do efêmero Governo do Almirante Doenitz que funcionou entre a anunciada morte do Fuhrer em 30 de abril de 45 e a rendição de 7 de maio.

Trata também das rendições paralelas no Norte da Itália e na Noruega, teatros secundários aonde as forças armadas alemãs não estavam taticamente derrotadas e poderiam resistir ainda se quisessem, bem abastecidas e com equipamento em bom estado.

Na viagem da Alemanha via Noruega para a Argentina, o U-530 torpedeou em 4 de julho, dois meses após a rendição alemã, o cruzador brasileiro BAHIA, que contava com 336 tripulantes, causando grande número de mortes após afundar em 6 minutos.

Esse episódio e outros pouco conhecidos tem um minucioso tratamento nesse livro interessante e surpreendente, mesmo para os que conhecem o tema da Segunda Guerra. Ssão fatos e episódios que se entrelaçam à trama, como a derrota eleitoral de Churchill logo após o fim da Guerra, a Conferência de Potsdam e o encontro de Stálin com Truman pela primeira vez, a primeira deposição e prisão de Peron pela Marinha argentina, o Brasil muito presente na trama, a preparação da grande rota de fuga dos nazistas para a Argentina, que se daria entre 45 e 47. A obra é uma tessitura atraente que prende o leitor, como um bom romance policial e político, todavia trata-se de um livro de história sobre o fechamento da Segunda Guerra com episódios pouco conhecidos, que deixam bem mal a Argentina daquela época.


Texto extraído de nerdices.com.br 

Postado por Cultura Inúltil

Sua Excelência a Cerveja

25.10.2016 às 10:13
Aprecie com moderação

Pesquisas recentes comprovam que a cerveja emagrece, reduz o colesterol e pode até prevenir contra "Alzheimer"

Será que apenas o vinho está na lista das bebidas que fazem bem à nossa saúde? Parece que não! De acordo com pesquisas efetuadas por profissionais de saúde e investigadores em diferentes partes do mundo, chegou-se a uma conclusão, a cerveja emagrece! Mas não fica só por aí.

Pode reduzir níveis de colesterol, prevenir o Alzheimer e combater a gripe.

A seguir, vê os bons motivos para beber cerveja moderadamente e sem culpa. Sempre ouvimos falar que a cerveja aumenta a barriga. No entanto, um estudo espanhol vai na contra-mão dessa premissa: beber cerveja diariamente evitaria o ganho de peso, além de prevenir diabetes, hipertensão arterial e problemas cardíacos. Mas antes que os fãs da ‘gelada’ se empolguem e corram para o bar mais próximo, os pesquisadores da Universidade de Barcelona afirmam que os benefícios são garantidos com o consumo de apenas uma caneca por dia.

“Conseguimos banir alguns mitos. Sabemos que a cerveja não é a culpada pela obesidade, já que tem cerca de 200 calorias por caneca, o mesmo que um café com leite integral”, destaca a médica Rosa Lamuela, uma das responsáveis pela pesquisa feita com 1.249 homens e mulheres acima de 57 anos.

O estudo ainda revela que o que engorda, na verdade, são os petiscos gordurosos que costumam acompanhar a cerveja, como salgados e fritos.

Para o endocrinologista Carlos Vilaça, a pesquisa reforça os benefícios da bebida à base de cevada e com baixa graduação alcoólica. “A cerveja tem baixo índice glicémico e é constituída de elementos poderosos, como antioxidantes, ácido fólico, ferro, minerais e vitaminas, que previnem ocorrência de doenças cardiovasculares, melhora índices do bom colesterol e previnem pedras nos rins, por estimular o fluxo urinário”, explica o médico. Mas especialistas destacam que o hábito moderado de tomar cerveja deve estar associado a dieta saudável e exercícios físicos regulares.

Combate a gripe: Acreditas que a cerveja possa afectar o sistema imunológico? Um estudo japonês publicado na revista científica Medical Molecular Morphology comprova exactamente o contrário. De acordo com os cientistas, o lúpulo presente na cerveja possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, capazes de inibir a multiplicação do vírus respiratório, contribuindo também para a prevenção da pneumonia. Evita o cálculo renal Você já ouviu falar que cerveja é diurético, certo? De acordo com um estudo finlandês, a cerveja pode reduzir em 40% os riscos de desenvolver pedras nos rins. Mas é preciso beber com moderação para obter os benefícios. Em excesso, a cerveja pode ser responsável por agravar o quadro. Segundo os pesquisadores, as mulheres devem consumir até uma lata da bebida. Já para os homens, o ideal é consumir até duas latas por dia.

Ajuda a tratar insónia e outros distúrbios do sono: De acordo com pesquisa da University of Extremadura, na Espanha, o efeito sedativo da cerveja pode ser ideal para o tratamento de insónia e distúrbios associados ao sono. O lúpulo presente na bebida aumenta a actividade do neurotransmissor GABA, substância que apresenta efeito sedativo e diminui a acção do sistema nervoso, preparando o organismo para um sono tranquilo. Para os cientistas, não é preciso exagerar no número de latas para obter o efeito, basta seguir a recomendação de uma lata diária para as mulheres e duas para homens.

Previne o surgimento de doenças cardiovasculares: Um estudo holandês, publicado na revista científica The Lancet, constatou que pessoas que bebem cerveja regularmente apresentam taxas de vitamina B6 cerca de 30% mais altas quando comparadas a exames de outros que não costumam consumir a bebida. Quando os níveis são comparados a pessoas que bebem vinho com frequência, a concentração da vitamina chega a ser duas vezes mais elevada. A vitamina B6 é responsável por ajudar a eliminar a homocisteína, substância que, em excesso contribuir para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Uma Pesquisa do Centro de Pesquisa Cardiovascular de Barcelona, na Espanha, demonstrou que a cerveja possui efeito protector do sistema cardiovascular, reduzindo a cicatriz no coração provocada por um enfarte agudo do miocárdio.

Ajuda a controlar o colesterol: A cerveja, em especial a versão escura, conta com um grama de fibra solúvel a cada garrafa. As fibras são responsáveis por reduzir os níveis de colesterol LDL, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares. Dá um up no sistema imunológico. De acordo com um estudo publicado na revista científica Annals of Nutrition and Metabolism, o consumo moderado de cerveja traz benefícios para o sistema imunológico, tornando o organismo mais resistente a algumas infecções. Os resultados da pesquisa apontaram que, após um mês, o consumo diário de uma lata de cerveja para mulheres e duas para homens é capaz de aumentar a concentração de células de defesa do sistema imune, elevando a produção de anticorpos. Proporciona ossos fortes Um estudo do Kings College, em Londres, comprovou que a cerveja pode beneficiar a saúde dos ossos e do tecido conjuntivo. O silício, presente na bebida, ajuda a melhorar a densidade óssea. Já segundo pesquisadores da Universidade da Califórnia, a substância, encontrada no grão da cevada, é mais abundante nas cervejas do tipo ales e nas lagers. Por outro lado, o processo de torra dos grãos de cevada reduz a concentração da substância nas cervejas escuras. As versões de trigo também apresentam taxas reduzidas de silício.

Previne o desenvolvimento de Alzheimer: Um grupo de cientistas da Universidade de Loyola, nos Estados Unidos, revisou de 34 estudos que relacionam o consumo de álcool e problemas cognitivos, totalizando 365 mil voluntários analisados. Os resultados apontaram que aqueles que bebem cerveja moderadamente apresentam risco 23% menor de desenvolver Alzheimer e doenças semelhantes, quando comparados a pessoas que nunca consomem a bebida.

Lembramos que o comparativo da pesquisa não exprime algum tipo de ideologia ou apologia a tal tema de responsabilidade do site, estamos apenas reproduzindo um conhecimento científico.


*Texto extraído de vaidarzebra.com

Postado por Cultura Inúltil

Os incríveis números do Facebook

14.07.2016 às 12:01
Mark Zuckerberg, idealizador do Facebook, é o 6º homem mais rico do mundo, de acordo com a revista Forbes

Você tem uma conta no Facebook? Se a resposta for sim, você pode se interessar em ler esse post para conhecer melhor o universo dessa rede social de grande impacto na vida da população do mundo inteiro.


O Facebook é, sem dúvida, a maior rede social do planeta, e vem batendo recordes, ano após ano, no que diz respeito a faturamento e inovação. Dados oficiais da empresa mostram que, em 2015, o Facebook conquistou um resultado financeiro melhor do que o previsto. O crescimento dos lucros se deu, principalmente, por causa da publicidade móvel e do aumento no número de usuários.


Um universo de 1,6 bilhão de pessoas

Os números do Facebook são sempre superlativos. A rede social tem 1,6 bilhão de usuários mensais ao redor do mundo. No Brasil, são 99 milhões de usuários ativos por mês.

A rede social de Mark Zuckerberg é a paixão dos brasileiros. Prova disso é que 8 a cada 10 brasileiros estão no Facebook.


A Empresa

O Facebook é uma grande empresa, com atuação em diversos países do mundo. Até dezembro de 2015, a rede social registrava 12.691 funcionários trabalhando em tempo integral.

A empresa chega a faturar US$ 17,9 bilhões no ano. Essa fortuna é resultado direto de uma estratégia de monetização eficiente. Hoje, 80% dos ganhos do Facebook são provenientes de publicidade, ou seja, dos anúncios do Facebook Ads.

O idealizador da rede social, Mark Zuckerberg, é o 6º homem mais rico do mundo, de acordo com a revista Forbes. Ele ganha aproximadamente US$ 1,28 milhão (R$ 5 milhões) por hora, ou US$ 30,7 milhões (R$ 121 milhões) por dia.

O patrimônio de Zuckerberg chega a R$ 131,6 bilhões. A empresa de Zuck também disparou na bolsa de valores dos Estados Unidos, registrando lucro de US$ 18 bilhões em 2015. A ação do Facebook na Bolsa de Nova York pode chegar a valer US$ 108,76 em um dia.

Com tanto dinheiro, Zuckerberg e sua esposa, Priscilla Chan, decidiram doar 99% de suas ações do Facebook para causas sociais.


Os salários

Muita gente sonha em trabalhar no Facebook. Esse sonho tem uma explicação: a empresa remunera muito bem seus profissionais. Para se ter ideia, um engenheiro de software ganha, em média, R$ 18,4 mil por mês.

A remuneração conta com bônus anuais, além de outros benefícios. Alguns profissionais da rede social chegam a receber R$ 230 mil por ano.


Número de posts e interações

 Facebook tem picos de uso entre às 20h e 22h durante a semana. O número de posts e interações varia de acordo com o dia e os horários. Em média, a rede social tem 55 milhões de atualizações por dia, e mais de 30 bilhões de conteúdos postados por mês.


Datacenter

O Facebook tem vários datacenters pelo mundo, com diversos servidores de alta performance e sistemas inovadores e inteligentes. O principal datacenter da rede social fica no Oregon, nos Estados Unidos.

A empresa tem uma parceria com a Intel para a fabricação de placas especiais para seus servidores. As placas são inteligentes e customizadas. Outros datacenters do Facebook estão na Carolina do Norte e em Lulea, na Suécia.


*Com informações do sitedecuriosidades.com

Postado por Cultura Inúltil

A maior e a mais assustadora ponte de vidro do mundo

07.07.2016 às 11:42

Com 300 metros de altura em relação ao solo, 430 metros de comprimento e 6 metros de largura, a ponte de vidro do Grand Cânion de Zhangjiajie promete bater 10 recordes mundiais


Não olhe para baixo! Essa é a maior, mais alta e mais assustadora ponte de vidro do mundo (ou será, quando estiver completa, provavelmente no fim desse ano).

A ponte de vidro do Grand Cânion de Zhangjiajie se encontra sobre o Parque Florestal Nacional Tianmenshan, na montanhosa província de Hunan, no sul da China. Este utópico plano de fundo foi inspiração para as montanhas flutuantes Hallelujah, do filme Avatar, de James Cameron. De fato, parte do motivo porque a construção é feita de vidro é para reduzir o impacto da presença humana nos arredores.

A ponte está suspensa a 300 metros do solo, em 430 metros de comprimento, sobre uma superfície de 6 metros de largura. Para evitar as vibrações, algo que poderia abalar a estrutura, a ponte está equipada com mais de 70 bolas de cristal, cada uma com um peso de mais de 750 kg.

Wan Tianbao, engenheiro-chefe do projeto, explica que a estrutura também passou por mais de 100 testes de segurança para garantir que é capaz de suportar o peso de até 800 pessoas.

Entre os 10 recordes mundiais que a ponte alcançará, está o de bungee jump mais alto do mundo. Além disso, a ponte gigante não só será a maior da China ou da Ásia, como também do mundo, entre as construídas com vidro.

Os visitantes poderão desfrutar da vista (e de um ataque de pânico) quando a ponte for terminada, no fim de 2016, embora a data oficial de abertura ainda não tenha sido confirmada. A cerimônia de inauguração será provavelmente em janeiro de 2017. Fica aqui o desafio para aqueles com medo de altura!


*Supercurioso.com

Postado por Cultura Inúltil

Por que não nos lembramos de ser bebês?

30.06.2016 às 12:46


Praticamente ninguém tem lembranças dos seus primeiros anos de vida, mas não é porque seres humanos são incapazes de reter informações quando pequenos.

De acordo com a ciência, pode ser que não nos lembramos de nada porque, nessa idade, nossos cérebros ainda não desempenham uma função que agrupa informações em padrões neurais complexos que conhecemos como “memórias episódicas”.

É claro que as crianças se lembram de fatos como quem são seus pais, ou que devem dizer “por favor” antes de pedir algo a alguém. Isso é chamado de “memória semântica” e prova que, mesmo muito pequenos, nós podemos reter informações.

No entanto, em algum momento entre as idades de dois e quatro anos, as crianças não têm “memória episódica” – memória sobre os detalhes de um evento específico.

Estas memórias são armazenadas em várias partes da superfície do cérebro, ou “córtex”. Por exemplo, a memória de som é processada nos córtices auditivos, nas laterais do cérebro, enquanto a memória visual é gerida pelo córtex visual, na parte de trás. A região do cérebro chamada de hipocampo une todos esses “pedaços” de informações.


Buquê de memórias

“Se você pensar em seu córtex como um canteiro de flores, há flores em todo o topo de sua cabeça. O hipocampo, dobrado muito ordenadamente no meio de seu cérebro, é responsável por puxar todas elas e amarrá-las em um buquê”, explica Patricia Bauer, da Universidade Emory, em Atlanta (EUA). “A memória é o buquê – o padrão neural de ligações entre as partes do cérebro onde uma lembrança é armazenada”.


É melhor não lembrar

Então, por que as crianças geralmente não conseguem gravar episódios específicos até a faixa etária de dois a quatro anos? Pode ser porque essa é a época na qual o hipocampo começa a “amarrar” fragmentos de informação.

Segundo a psicóloga Nora Newcombe, da Universidade Temple, na Filadélfia (EUA), pode haver uma razão para isso. A memória episódica pode ser desnecessariamente complexa num momento em que a criança está começando a aprender como o mundo funciona.

“Eu acho que o principal objetivo dos dois primeiros anos é adquirir conhecimento semântico. Desse ponto de vista, a memória episódica pode realmente ser uma distração”, argumenta Newcombe. 


Fonte:Livescience 

Postado por Cultura Inúltil

A "evolução" dos seios femininos através dos tempos

23.06.2016 às 19:55

Seios dos antepassados de seres humanos do sexo feminino evoluíram ao longo do tempo


No mundo primata, peitos cheios só aparecem durante o aleitamento materno. Mas esta regra não se aplica aos seres humanos. As mulheres sempre foram "peitudas" o tempo todo, mesmo após a menopausa (com algumas exceções).


De acordo com algunscientistas, este traço é um truque evolucionário para os homens, pois sinaliza a capacidade da mulher de alimentar seus filhos.


Gordura & Fertilidade

Mesmo que eles pareçam completos, os seios de uma mulher só são preenchidos com leite após ela dar à luz. O resto do tempo, eles são na sua maioria compostos de gordura. Então, segundo David P. Barash e Judith Eve Lipton, do Centro Nacional de Recursos de Sexualidade dos Estados Unidos, os seios humanos poderiam muito bem ser uma espécie de engano biológico.


No entanto, Barash e Lipton relatam que seios fartos facilmente poderiam sinalizar a verdade sobre a capacidade da mulher para armazenar gordura e sua fertilidade. Por exemplo, meninas antes da puberdade, sem peito, são jovens demais para ter filhos, e os peitos caídos encolhidos de mulheres mais velhas podem sugerir que elas já passaram da fase de reproduzir.


"Princípio da desvantagem"

Como os seios às vezes atrapalham as mulheres, alguns cientistas desenvolveram uma teoria evolucionária que eles chamam de “princípio da desvantagem”. De acordo com esta teoria, seios pesados honestamente anunciam a saúde genética de uma mulher, mas com o custo de ela carregá-los por onde for. E se você tem mamas, sabe como essa “bagagem” pode ser um tanto pesada.


Barash e Lipton explicam que esta mesma ideia se aplica a criaturas como o pavão macho, que arma sua cauda ornamental na esperança de atrair fêmeas. Uma outra teoria, apoiada por Leonard Shlain, cirurgião e autor do livro “Sexo, Tempo e Poder: Como a sexualidade das mulheres moldou a Evolução Humana” em tradução livre (Viking, 2003), sugere que os seios das mulheres cresceu depois que os nossos primeiros ancestrais ficaram em pé.


Neste ponto de vista, os seios dos antepassados de seres humanos do sexo feminino evoluíram ao longo do tempo, juntamente com uma inclinação gradual da bacia, de modo que a vagina foi orientada mais para a frente do corpo. Em conjunto, estas transformações encorajaram o sexo, e marcaram uma saída a partir da posição mais comum usada por outros primatas, em que o macho se aproxima da fêmea por trás.


O etólogo Desmond Morris também propôs esta teoria, sugerindo que os seios são substitutos para as nádegas vermelhas de nossos ancestrais símios fêmeas.


*Fonte: livescience 



Postado por Cultura Inúltil


Cultura Inúltil por Redação

O inusitado, o diferente, o incrível, você encontra aqui, no Cultura Inútil: o blog que revela o sentido de coisas sem o menor sentido.


Todos os direitos reservados
- 2009-2017 Press Comunicações S/S
Avenida Hamilton de Barros Soutinho, 1866 - Jatiúca - Maceió-AL
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]