Dólar com. R$ 3,19
IBovespa +0,14%
22 de outubro de 2017
min. 24º máx. 27º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Temer quer que deputados não compareçam à votação de denúncia
16/06/2016 às 11h01

Blogs

Trem da Cerveja! Preparem os cintos e as canecas

Viagem ocorre entre quatro e cinco vezes por ano e lota pelo menos dois vagões com cervejeiros de todo o país que procuram uma forma diferente de curtir sua bebida preferida


Trem da Cerveja! Rock, cerveja gelada, gaita de fole, muitas gargalhadas, conversas animadas, novas amizades e uma paisagem deslumbrante. É assim que rola o Beer Train que ruma de Curitiba para a histórica cidade de Morretes, no Paraná. A viagem ocorre entre quatro e cinco vezes por ano e lota pelo menos dois vagões com cervejeiros de todo o país que procuram uma forma diferente de curtir sua bebida preferida, fazer amigos e ainda conferir as belezas da região da Serra do Mar.

A viagem, promovida pela cervejaria Bodebrown, é bem diferente do que se espera de um passeio de trem pela região. Às 8h15, mal começam a ser distribuídos os pretzels de café da manhã e os participantes já estão de pé, com caneca na mão, à espera da primeira rodada de chope, que é servida assim que o maquinista apita para o início do passeio. “Tá show. A gente já fez o passeio do trem do vinho, no Chile, mas o pessoal não fica tão empolgado”, conta Lia Crippa, de Florianópolis.

Lia estava a bordo com o namorado, Daniel Frassetto, convidados por um amigo curitibano. A capacidade de confraternização proporcionada pela cerveja logo integrou o grupo. “Na estação ninguém se conhecia. Chegamos aqui no trem e já trocamos ideia, contatos”. Daniel adorou a novidade. “Eu estava preocupado com o horário, beber às 8 da manhã… Mas a harmonização acertou. Foi num crescente, de cervejas mais leves para as mais porradas. Pretendo voltar”, garante.

E a viagem de três horas pela serra é realmente uma festa constante. Nas caixas de som muito rock e heavy metal, de ZZ Top a Iron Maiden, enquanto os cervejeiros empolgados secam barril atrás de barril em uma competição informal com o outro vagão. Lá pelas tantas surge uma dupla com sanfoneiro e gaiteiro de fole – esse caracterizado como escocês, com direito a kilt e tudo. Os passageiros-cervejeiros erguem as canecas em reverência aos músicos, que retribuem com versões de clássicos brasileiros, como Asa Branca, de Luiz Gonzaga. “A gente tá aproveitando muito, é muito divertido. O formato do trem já combina com o que gostamos, música e cerveja”, sentencia Juliana Simões, 28 anos, que viajou de Brasília para curtir o passeio no Paraná.

A viagem 

O Beer Train é feito há quatro anos e oferece muito mais do que cerveja gelada. Segundo o mestre-cervejeiro da Bodebrown, Samuel Cavalcanti, o passeio é uma forma de unir as pessoas. Ao longo do percurso são plugados pelo menos cinco chopes de diferentes estilos, harmonizados com pães, brioches, queijos e doces. “A gente oferece uma experiência entre as pessoas”, explica Samuel. No fim, um almoço com o barreado (prato típico do Paraná) é servido na cidade de Morretes.

Apesar de ser promovido pela cervejaria curitibana, são apresentadas cervejas feitas por outros produtores da região. “Nosso objetivo é unir as pessoas, se divertir, não oferecer só as nossas cervejas. É uma ação disruptiva”, explica Samuel. Além de uma confraternização, o passeio fomenta o turismo cervejeiro, algo comum em países europeus e nos Estados Unidos. “Estamos visitando uma cidade histórica, comendo um prato histórico e tendo o prazer de compartilhar essa experiência entre as pessoas”, comenta.

Outros trens cervejeiros:

Maria Fumaça Rio Acima  -  A Maria Fumaça de Rio Acima, em Minas Gerais, também realiza passeios cervejeiros com degustação de cervejas da Jacarandá, cervejaria da cidade, e duram cerca de 55 minutos por paisagens da Estrada Real.

Trem da Cerveja Belga  - Realizada sua primeira edição no segundo semestre de 2015, esse passeio deve retornar na mesma época em 2016. Como o nome entrega, a viagem foca nas cervejas belgas, com itinerário que parte da Estação da Luz, em São Paulo, e segue para Sabaúna, em Mogi das Cruzes.

Real Ale Train – Na Inglaterra há opções como o Real Ale Train, da Watercress Line, que oferece viagem para cerca de 300 cervejeiros a bordo de um trem a vapor. Na viagem os passageiros podem aproveitar cervejas locais, com itinerário no condado de Hampshire.

Sacramento BeerTrain - Esse é um dos pa sseios de trem cervejeiros dos Estados Unidos. Realizado entre West Sacramento a Woodland, ele tem foco na cena cervejeira da Carolina do Norte.

The Great Alaska Beer Train - O estado mais ao norte dos Estados Unidos tem uma tradição cervejeira e um trem para os cervejeiros que não se importam com o frio. Com itinerário de entre Anchorage e Portage, oferece degustações de cervejas locais e jantar.

Oktoberfest Train - A maior festa da cerveja alemã não podia deixar de ter trens especiais. Nessa viagem é possível embarcar nas estações de Utrecht, Rotterdam, Breda, Eindhoven e Venlo, na Holanda, e seguir até a Estação Central de Munique, na Alemanha, onde a celebração ocorre. A viagem sai dia 24 de setembro e oferece vagão de festa com bar e muita cerveja.


*http://www.buteconosso.com


Cultura Inúltil por Redação

O inusitado, o diferente, o incrível, você encontra aqui, no Cultura Inútil: o blog que revela o sentido de coisas sem o menor sentido.


Todos os direitos reservados
- 2009-2017 Press Comunicações S/S
Avenida Hamilton de Barros Soutinho, 1866 - Jatiúca - Maceió-AL
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]