Dólar com. R$ 3,159
IBovespa -0,9%
18 de outubro de 2017
min. 22º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Justiça absolve ex-sócio do escritório de Adriana Ancelmo

Blogs

2012 será um ano Bissexto

01.01.2012 às 12:17

E lá se vai 2011! Finalmente chegamos a 2012, com festa, mais promessas e desejos de que seja um ano melhor que 2011. Melhor, ninguém sabe, mas maior, com certeza!

O ano de 2012 será um ano bissexto, que é um ano com 366 dias, um dia a mais que os anos comuns. Mas, por que isso acontece?
 
A motivação é astronômica. Aliás, a construção de calendários é uma das mais antigas atividades astronômicas. Introduzir um dia a mais em determinados anos faz com que o ano terrestre continue compatível com o ano astronômico. É assim.
 
A Terra completa uma órbita em torno do Sol em 365 dias, 5 horas e 48 minutos aproximadamente, o chamado ano solar. Então, em um ano com 365 dias, a Terra não fecha uma órbita completa, ainda faltam quase 6 horas para isso acontecer. Isso significa que logo no primeiro dia do ano seguinte, em um determinado horário, a Terra estará 6 horas “atrasada” em sua trajetória no espaço em relação ao mesmo evento do ano anterior. A cada quatro anos, esse atraso soma quase um dia.
 
Como consequência, a cada quatro anos um evento estará um dia defasado deste mesmo evento há quatro anos atrás. Por exemplo, o início das estações: o outono no hemisfério sul seria “comemorado” no dia 21 de março, mas se deixássemos de corrigir esse efeito por, digamos 100 anos, o equinócio astronômico ocorreria somente lá pelo meio de abril!
 
Essa correção começou a ocorrer já na época de Júlio César no ano 45 a.C., mas era feita de maneira errada. Nessa época, um dia era inserido a cada três anos, em um calendário conhecido como Juliano. Mais tarde, no ano 8 d.C. o imperador César Augusto impôs uma nova correção ao calendário, estabelecendo que a inclusão de um novo dia deveria se fazer a cada quatro anos. Além disso, fevereiro passou a ter 28 dias (tinha 29) e o senado romano trocou o nome do mês de Sextilius para Augustus (que hoje é o mês de agosto) em homenagem ao imperador. Esse mês passou a ter 31 dias (incorporando o dia retirado de fevereiro) e por isso até hoje a alternância entre meses com 30 e 31 dias (excetuando fevereiro) falha com os meses de julho e agosto. Julho em homenagem a Júlio César tem 31 dias então agosto em homenagem a César Augusto não poderia ser mais curto. Este calendário passou a ser chamado de calendário Augustiano e vigorou entre os anos 45 d.C. e 1581.
 
Entretanto, em 1582 o papa Gregório XIII modificou o calendário Augustiano de modo a ajustar o calendário para conciliar a páscoa cristã com o equinócio de primavera (no hemisfério norte) que ocorre no dia 21 de março. Um estudo encomendado pelo papa mostrou que seria necessário retirar dez dias do ano de 1582 e isso foi feito no mês de outubro. Neste ano, o dia 15 de outubro sucedeu imediatamente o dia 04, isto é, os dez dias entre 04 e 15 de outubro foram suprimidos e não existe nenhum registro histórico com data em algum desses dias. Após essas correções, as regras para se definir um ano bissexto ficaram estabelecidas da seguinte maneira: a cada 4 anos há um ano bissexto, com a inserção de um dia ao final de fevereiro deixando-o com 29 dias; a cada 100 anos o ano não será bissexto, mas a cada 400 anos o ano é bissexto.
 
Esse novo calendário ficou conhecido como Gregoriano e é adotado por um grande número de países, mas não todos. Os cristãos ortodoxos, por exemplo não efetuaram as correções introduzidas em 1582 e hoje a defasagem entre os calendários é de 14 dias.
 
Falando em calendários, hoje há vários estudos e tentativas de se estabelecer um único e permanente calendário. Permanente ou estável, como os pesquisadores preferem dizer. Neste calendário, uma data em particular cai no mesmo dia da semana para o resto da vida. Por exemplo, o Natal de 2012 cairá em um domingo, em um calendário permanente (ou estável) ele ficaria no domingo para sempre.
 
O último desses calendários foi proposto há pouco meses pelo astrofísico Richard Henry e pelo economista Steve Hanke, ambos da John Hopkins University e chama-se calendário Hanke-Henry. A proposta é já começar a ser implantado no ano que vem e como meta, pretendem que o mundo todo o esteja usando em 2017.
 
Este calendário põe o dia primeiro de janeiro num domingo para sempre. Mais do que isso, haveria uma sequência de dois meses com 30 dias, sucedido por outro com 31. Assim teríamos, janeiro e fevereiro com 30 seguido de março com 31 dias e assim sucessivamente; abril e maio (30) seguido de junho (31) e etc. Para compatibilizar esse calendário com o calendário astronômico (aquelas 6 horas que eu mencionei lá em cima), um mês “extra” com 7 dias seria introduzido a cada 5-6 anos.
 
Diferente de outras tentativas de se reformar o calendário, esse deve ser um sucesso, segundo seus proponentes. Isso porque ele não quebra o ciclo de 7 dias por semana, considerado sagrado por Henry e Henke. Mas por que um calendário desses?
 
A motivação é puramente econômica, as indústrias poderiam planejar com antecedência seus investimentos e férias de funcionários, por exemplo, durante anos a fio. Os governos poderiam fixar os calendários escolares com relação aos feriados, que seriam sempre no mesmo dia da semana. A economia de empresas e países seria imensa com esse novo calendário.
 
Mas e daí? Se você nasceu no dia 31 de janeiro, ficará sem data para comemorar. Na melhor das hipóteses, poderá usar o dia 30, seguindo a lógica que nasceu no último dia de janeiro. E isso vai acontecer para o resto da sua vida em uma segunda feira sem graça. Natal e Ano Novo sempre aos domingos para você ir trabalhar logo na segunda feira. A cada 5-6 anos um mês extra com 7 dias, para quê? Para trabalhar mais? Tudo isso para as empresas se organizarem melhor e faturarem mais? Tô fora! Prefiro o bom e velho calendário Gregoriano, com suas datas “móveis”.
 
E falando nele, feliz Ano Novo!
 
 
*Observatório/G1
Postado por Cultura Inúltil

Material mais leve do mundo faz isopor parecer tijolo

05.12.2011 às 14:32

Ainda sem nome, o material criado pelo HRL Laboratories pode ser utilizado em carros e aviões

 
Imagine um material tão leve que seria capaz de fazer até mesmo o isopor ficar pesado. Assim é a nova invenção do HRL Laboratories. Ainda sem nome definido, o material possui a densidade de apenas 0,9 miligramas/centímetro cúbico. Isso só é possível graças à estrutura criada pelo líder do projeto – o Dr. Alan Jacobsen – que conseguiu fazer com que apenas 0,01% do elemento fosse sólido (todo o resto é volume vazio).
 
O grande segredo da leveza do material é a composição de tubos nanoscópicos muito resistentes. Isso também permite que, quando amassada, a estrutura dele volte ao formato original rapidamente, não apresentando deformações.
 
Segundo os especialistas envolvidos na fabricação do material, algumas das principais aplicações práticas dele devem ser relacionadas às indústrias aeronáutica e automobilística. O HRL Laboratories é uma empresa afiliada à Boeing Company (fabricante de aviões) e à General Motors (montadora de carros), o que dá ainda mais força às expectativas.
 
 
*Texto extraído daqui
Postado por Cultura Inúltil

Menino de 8 anos fica milionário com loja virtual

25.11.2011 às 13:18

Garoto londrino pediu permissão para iniciar seu próprio negócio e, agora, tem clientes no mundo todo

 
Um menino de oito anos se tornou milionário ao abrir seu próprio negócio na internet, segundo informações do site Mail Online. Harli Jordean, morador de Londres, criou um site de vendas de bolinhas de gude que tem dado a ele e sua família milhares de libras por ano.
 
O garoto prodígio decidiu começar o negócio quando algumas crianças mais velhas roubaram sua coleção de bolinhas de gude. Ele pediu para sua mãe lhe comprar mais bolinhas na internet, porém, os dois perceberam que não existiam muitos sites com este tipo de produto à venda. O garoto, então, pediu permissão para iniciar seu próprio negócio. Poucos meses depois, Harli já tinha um grande volume de pedidos e estava cuidando de tudo sozinho.
 
Jordean aprendeu a lidar com fornecedores, pedidos e entregas logo cedo, pois o site começou a receber pedidos de diversos lugares do mundo. O pequeno empresário obteve tanto sucesso que precisou empregar sua mãe e os dois irmãos para conseguir atender a demanda de vendas do site. "Eu gosto de ser o chefe, mas gosto quando outras pessoas se envolvem no trabalho.
 
Assim, se algo der errado não será tudo minha culpa", conta. Segundo Tina, a mãe do menino, Harli agora quer produzir suas próprias bolinhas de gude na China para vender para lojas do mundo todo. "Ele é muito ambicioso e determinado. Algumas vezes suas ideias são tão grandiosas que nós temos que intervir. O sonho dele é ter a maior loja de bolinhas de gude do mundo",  completou.
 
*Olhar Digital
Postado por Cultura Inúltil

Nem sempre os cães lambem seus donos por amor

09.11.2011 às 15:23

Pode ser poético dizer que um cão encheu seu dono de beijos quando ele voltou de viagem, mas a realidade, estão descobrindo os cientistas, não é assim tão fofa.

 
Isso porque cachorros são extremamente sensíveis a cheiros e sabores -- coisas tão importantes para eles quanto a comunicação verbal ou a visão para os humanos. 
 
Assim, quando um dono volta da rua cheio de novos cheiros e gostos, seja da mão daquele colega de trabalho que foi cumprimentado ou da sujeira do banco de metrô em que sentou, ele está oferecendo ao seu cachorro um festival de sensações. 
 
Se seu cão quer saber por onde você andou, isso significa, claro, que ele vê algo de especial em você. Mas eles gostam de cheirar e lamber mesmo desconhecidos. 
 
"Saber do papel do odor para eles mudou minha forma de pensar sobre a maneira alegre com que minha cachorra cumprimentava um visitante, indo diretamente na região genital dele", diz Alexandra Horowitz, da Universidade Columbia (EUA). 
 
O comportamento da cachorra de Horowitz, que está lançando no Brasil o livro "A cabeça do cachorro"(BestSeller), faz todo sentido, diz. 
 
As regiões genitais, assim como a boca e os sovacos, produzem muitos odores -- e logo ensinamos às crianças a importância de lavá-las bem. Estando a boca e os sovacos geralmente mais distantes do cachorro, não é difícil imaginar que área ele vai atacar. 
 
"Não deixar que um cão cheire um visitante equivale, entre humanos, a vendar-se na hora de abrir a porta para um estranho", diz a cientista. 
 
Para um cão, cada pessoa tem um cheiro inconfundível, o que faz com que eles nos identifiquem pelo odor. Humanos conseguem usar o nariz para saber, por exemplo, se alguém fumou, mas cachorros vão muito além. 
 
Eles podem saber se você fez sexo, e até saber quem e quantas pessoas estavam junto. Ao se aproximar da sua boca, conseguem identificar o que você comeu. 
 
Mais do que isso, cachorros sentem cheiro de medo. 
 
"Gerações de crianças foram alertadas para nunca mostrar medo diante de um cão estranho", diz Horowitz.
 
Não era à toa. Quando assustados, suamos, e o odor do nosso corpo entrega o pavor. Além disso, a adrenalina é inodora para nós, mas não para bichos de faro aguçado. 
 
O olfato dos animais é tão bom que os cientistas querem utilizá-los na medicina. 
 
Um estudo treinou cães para reconhecer a urina de pacientes com câncer. Os cientistas se assustaram. Os cães aprenderam a "diagnosticar" a doença: só erram 14 vezes em 1.272 tentativas. 
 
Não se sabe direito quais substâncias eles aprenderam a reconhecer, mas alguns cientistas propõem "cães doutores" -- pelos estudos feitos, eles acertam mais que muitos doutores humanos.
 
*Texto extraído daqui
Postado por Cultura Inúltil

Sua excelência:o Tomate

27.10.2011 às 12:07

Um dos alimentos mais nutritivos da nossa mesa, o tomate contém vitaminas A, C e do complexo B, minerais (como potássio, fósforo e magnésio) e licopeno, que previnem uma lista de doenças e ainda rejuvenecem. A nutróloga Cristiene Coelho (médica e membro da Associação brasileira de nutrologia) explica o poder de ação de cada compnente:

 
Vitamina A: boa para a visão e a saúde da pele, também tem influência na reprodução e no desenvolvimento embrionário.
 
Vitamina C: antioxidante, protege o coração, aumenta a imunidade, participa da síntese de colágeno e auxilia na absorção do ferro presente nos alimentos.
 
Vitaminas do complexo B: importante para produzir energia no organismo, ainda preserva a saúde mental e a emocional.
 
Potássio: garante o bom funcionamento do coração e é essencial na transmissão dos impulsos nervosos e no transporte de nutrientes e água para dentro das células.
 
Fósforo: ativa as vitaminas do complexo B, participa do processo de manutenção dos ossos e dos dentes, melhora a resistência e ainda fornece energia.
 
Magnésio: o mineral age no sistema nervos, fortalece os ossos e os dentes e também previne câimbras e enxaqueca.
 
Dica: se você não é fã das sementes, sem problema: os maiores nutrientes do tomate encontram-se na casca e na polpa "as sementes concentram um alto grau de acidez, portanto eliminá-las na hora do preparo de alguns pratos é até interessante"
 
O tomate faz muito bem à saúde, mas não é para todos. "quem tem gastrite ou úlcera precisa evitá-los, pois ele irrita a mucosa gástrica" explica a nutróloga Cristiane Coelho, Os pacientes com insuficiência renal crônica devem consumir esse fruto com cautela, por conta da necessidade de controlar a absorção de potássio presente na alimentação.
 
*Texto extraído daqui
Postado por Cultura Inúltil

Por que minha voz é diferente no gravador?

30.09.2011 às 11:43

Você já ouviu sua voz gravada? Ela fica estranha, não é? Nem parece que somos nós que estamos falando. Os especialistas em som dizem que o modo como ouvimos nossa própria voz é diferente do modo como as pessoas nos ouvem. Só nós nos ouvimos desse jeito e por uma razão muito simples. Enquanto os outros nos ouvem através do ar que entra pelo aparelho auditivo, nós nos ouvimos através dos ossos, cartilagens e músculos internos de nossa cabeça. Por isso, sentimos tanta diferença. 

 
O áudio da fita chega aos nossos ouvidos através do ar, assim como a voz das outras pessoas. Logo, o timbre gravado soa estranho se comparado ao que ouvimos dentro de nossa cabeça. É do modo que está na fita que as pessoas realmente nos ouvem e esse jeito parece um tanto sem graça porque dentro da cabeça nossa voz é mais forte devido aos ecos internos de nosso crânio. Tudo, portanto, não passa de uma questão de ondas sonoras e de como elas se comportam ao passar por diferentes substâncias até chegar ao nosso cérebro.
 
Analisando pelo lado espiritual, não podemos deixar de fazer uma comparação entre os fenômenos da voz e a voz de Deus. O Senhor tem muitos meios de Se comunicar conosco. Ele pode nos falar através da natureza, do sentimento, das experiências da vida...Contudo, Sua principal fonte de comunicação é a Bíblia. Ali a Palavra do Senhor toma uma forma clara e nos revela a Sua vontade e o que devemos fazer para ser salvos. Por isso, Paulo escreveu que a fé vem por ouvirmos a mensagem. Em outras palavras, a Bíblia faz a voz de Deus chegar ao nosso coração através de nossos ouvidos. 
 
O grande problema é que alguns ouvem o eco da sua própria voz e confundem com a voz de Deus. É aí que surgem religiosos fanáticos pregando seus próprios preconceitos como se fossem doutrina de Deus, ou religiosos liberais tolerando coisas que Deus abomina em Sua Palavra. O que precisamos é discernimento para reconhecer no barulho do mundo qual é a verdadeira voz de Deus.
 
 
*Texto extraído daqui
Postado por Cultura Inúltil

'Carro Cápsula': o futuro do carro urbano

20.09.2011 às 11:47
O VW Nils leva apenas o motorista na cabine

Mistura de automóvel com motocicleta, os veículos de locomoção urbana são alguns dos destaques do Salão de Frankfurt, a maior mostra automobilística do mundo.

 
Levam até dois passageiros e são movimentados por motores elétricos de baixo consumo de energia. Para serem recarregados, basta plugá-los em uma tomada comum por aproximadamente seis horas, prometem seus fabricantes.
 
Apresentados como a solução para o transporte particular em grandes centros urbanos, os protótipos de VW Nils(foto), Audi UC e Opel RAK têm muita coisa em comum.
 
Com as baterias cheias, o RAK, da Opel (subsidiária europeia da General Motors), por exemplo, roda até 100 km. Já a velocidade máxima, por questão de segurança, é de120 km/h.
 
 
 
*Com informações da Folha On line
*Texto extraído daqui
Postado por Cultura Inúltil

A volta dos 'Catecismos'

11.09.2011 às 03:09

Revistinhas eróticas de Carlos Zéfiro são reeditadas no formato original e cultuado

 
Um poderoso estimulante da libido – em especial, a masculina – está de volta. A partir do sábado 12, os antológicos catecismos de Carlos Zéfiro serão relançados, com periodicidade quinzenal, ao custo de R$ 12. 
 
A primeira revistinha será O viúvo alegre. Todas manterão o formato original: de papel ofício, 32 páginas, impressão em preto-e-branco. E terão, claro, muita sacanagem – com a licença dos leitores, não se pode ser fiel a Carlos Zéfiro usando palavras dissimuladas. 
 
A iniciativa inaugura a editora A Cena Muda, mesmo nome da banca carioca de revistas antigas, de Adda Di Guimarães. “Decidi reeditar porque fiquei impressionada com a rapidez com que se esgotaram os 500 catecismos que consegui garimpar”, conta Adda. Ela negociou com os filhos do desenhista o direito de republicar os 862 títulos da obra. O problema é que ninguém tem a coleção completa. “Estou correndo atrás de novo, mas já tenho um bom acervo”, diz.
 
Alcides Aguiar Caminha (1921-1992) era o nome do carioca que se escondia sob o pseudônimo de Zéfiro para publicar as revistinhas que fizeram a alegria dos adolescentes das décadas de 1950 e 1960.
 
Somente um ano antes de sua morte é que foi revelada sua verdadeira identidade. Numa entrevista, ele disse que se escondia devido à Lei Federal nº 7.967, já extinta, que regia o funcionalismo público. “Eu perderia o emprego se me envolvesse em escândalos. Fazia este trabalho clandestinamente”, disse ele.
 
O pacato funcionário do Departamento Nacional de Imigração, no Ministério do Trabalho, era também o autor das picantes histórias em quadrinhos com close em atos sexuais. “Na obra dele podia tudo: irmão com irmã, padre com beata, homossexuais. Acho que o que mais atrai é a simplicidade e a falta de preconceito. Era transgressorna época e continua sendo”, diz Adda.
 
 
 
*Texto estraído daqui
Postado por Cultura Inúltil

No 'Dia do Sexo', saiba quais são os dez países mais sexualmente ativos do mundo

06.09.2011 às 21:11

O Brasil é o segundo país onde mais se tem relações sexuais no mundo. A informação é da fabricante de camisinhas Durex, que aproveitou o Dia do Sexo, comemorado nesta terça-feira (6), e divulgou uma lista com os dez países que mais sexualmente ativos.

 
Quem ficou com a primeira posição foi a Grécia, onde 87% dos entrevistados afirmaram ter relações pelo menos uma vez por semana. O Brasil chega perto, com 82%.
 
O objetivo do levantamento era traçar um perfil da sexualidade em cada país. Segundo a pesquisa, ainda que 60% das pessoas considere o sexo uma prática essencial, menos da metade (44%) está completamente satisfeita com suas vidas sexuais.
 
 Além disso, a pesquisa mostrou que apenas 48% dos entrevistados afirmaram ter orgasmos com frequência. De acordo com o estudo, a satisfação sexual é consequência de uma série de fatores, como a saúde física e mental e a regularidade com que as pessoas fazem sexo.
 
Veja quais foram as nações que entraram no Top 10:
 
1- Grécia - 87%
 
2- Brasil - 82%
 
3- Rússia - 80%
 
4- China - 78%
 
5- Polônia - 76%
 
6- Itália - 76%
 
7- Malásia - 74%
 
8- Espanha - 72%
 
9- Suíça - 72%
 
10- México - 71%
 
 
*Com informações do JB Online
Postado por Cultura Inúltil

Tudo o que você gostaria de saber sobre orgasmo

30.08.2011 às 10:19

Qual posição sexual é a mais indicada para que eu ajude minha namorada a conseguir orgasmos múltiplos?

 
Isso é complicado porque nem todas as mulheres conseguem ter orgasmos múltiplos, também não é uma questão de posição. É ilusão achar que as mulheres conseguirão orgasmos múltiplos com muita frequência. Muitas delas, mesmo com uma vida sexual legal e ativa, relatam que tiveram entre três e quatro orgasmos deste tipo durante toda a vida. Contudo, independente de orgasmos sequenciais, é enorme o número de mulheres que alcançam o prazer com a famosa “cavalgada”, por cima do homem. Nessa posição é possível que ela tenha o controle da força e do movimento de penetração e, além disso, há uma grande fricção dos órgãos genitais dos dois.
 
 
Existe algum remédio que melhore o desejo e facilite o orgasmo da mulher?
 
Nos últimos dez anos, esse assunto tem sido intensamente estudado, mas ainda há muita especulação. Diversos médicos têm trabalhado com a estimulação do desejo por meio da testosterona, que é o principal hormônio masculino – em forma de gel, por exemplo, deve ser aplicado na região da vagina. Mas esse recurso deve ser usado com extremo cuidado e acompanhamento. A testosterona pode produzir alterações no corpo feminino que nem sempre serão benéficas. A reposição hormonal também pode ajudar na estimulação do desejo. Já em relação ao orgasmo, não existe no mercado nenhum remédio que o facilite. 
 
A mulher que goza gritando tem mais prazer do que a mulher que fica mais quieta durante o orgasmo?
 
Gritar não é referência de prazer, não há associação entre uma coisa e outra. Essa ideia equivocada é muito influenciada pelo cinema e pelos filmes eróticos, nos quais a mulher grita, sobe pelas paredes e faz caras e bocas. A quietinha pode ter um orgasmo muito prazeroso e intenso, já a mais escandalosa pode não ter a mesma sensação. Sentir é uma coisa, expressar é outra. A forma de expressão pode estar distorcida pelos nossos valores culturais.
 
Tomar vinho, cerveja ou outra bebida alcoólica antes de transar ajuda ou atrapalha o orgasmo da mulher e do homem?
 
Depende da quantidade e de como cada corpo reage. O que se sabe é que o álcool, num primeiro momento, intensifica a percepção, deixando a pessoa mais atenta e sensível. Porém, num segundo momento, ele pode causar depressão e moleza. O difícil é achar o equilíbrio. Desde que consumido socialmente e com moderação, o álcool desinibe e diminui a tensão. Por outro lado, quem bebe demais tende a acabar a noite na cama, mas só para dormir.
 
Quero proporcionar um orgasmo vaginal para a minha mulher – ela diz que só tem clitoriano. Como eu faço?
 
Orgasmo é orgasmo. Esse mito persiste – principalmente na cabeça dos homens – porque Freud falou que as mulheres mais maduras teriam orgasmos vaginais. Mas isso foi há 120 anos. O orgasmo acontece basicamente pela estimulação da enervação da região do clitóris. É um grande engano achar que a sua parceira vai ter um orgasmo por causa da penetração. O orgasmo acontece porque a relação foi boa suficiente para excitar homem e mulher nos seus genitais e erotismo. Não fique preocupado com essa diferença, isso tira o foco do mais importante, que é curtir o prazer a dois. 
 
 
Por que dizem que gozar faz bem pra pele?
 
Quando alguém está se excitando, o corpo vai acelerando, os batimentos cardíacos aumentam e circulação também, a pele fica mais ruborizada e cheia de vida. É como se você desse uma “chacoalhada” no corpo. Além disso, muitas substâncias são liberadas e neurotransmissoras ativados durante o orgasmo. Dessa forma, vários fatores contribuem para a “cara boa” no dia seguinte. 
 
 
O orgasmo muda no decorrer da vida ou ele é sempre igual em todas as idades?
 
A plenitude sexual das mulheres acontece entre 30 e 45 anos. Com o avançar do tempo, algumas mudanças estruturais com a queda hormonal podem interferir na lubrificação da vagina, na própria questão do desejo e consequentemente no orgasmo. Então, se houver indicação médica, o recomendado é a reposição hormonal. Homens e mulheres na terceira idade costumam demorar mais a chegar o orgasmo, que também será menos intenso. Ambos vão necessitar de mais estímulo. 
 
O que é um microorgasmo?
 
Algumas mulheres nunca sentirão o chamado orgasmo total. Elas terão picos prazerosos de pouca intensidade, que algumas pessoas chamam de microorgasmo. Os que muitas mulheres relatam é que sentem flashes rápidos de sensações prazerosas. Se a gente pensar que o orgasmo mais intenso tem de três a sete segundos, o microorgasmo pode ter dois segundos. Cientificamente, ainda não há clareza sobre essa diferença entre orgasmos. 
 
O orgasmo feminino ajuda ou atrapalha a fecundação do espermatozoide?
Ajuda. Durante as contrações provocadas pelo orgasmo, a vagina se distende e forma o chamado “lago de espermatozoides”, numa espécie de conchinha que fica no final da vagina e começo do útero; nesse local o sêmen se acumula. Com as contrações, o útero faz uma sucção do esperma. Então, essas contrações, dependendo da intensidade, podem facilitar a chegada do sêmen nas trompas, onde ocorre a fecundação dos óvulos. Pensando no sexo apenas do ponto de vista biológico, podemos dizer que o orgasmo tem a função de facilitar a fecundação quando a mulher está fértil. E obviamente também é possível engravidar sem ter um orgasmo!
 
*Texto extraído de http://clubesutia.blogspot.com
Postado por Cultura Inúltil


Cultura Inúltil por Redação

O inusitado, o diferente, o incrível, você encontra aqui, no Cultura Inútil: o blog que revela o sentido de coisas sem o menor sentido.


Todos os direitos reservados
- 2009-2017 Press Comunicações S/S
Avenida Hamilton de Barros Soutinho, 1866 - Jatiúca - Maceió-AL
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]