Dólar com. R$ 3,339
IBovespa -0,3%
25 de junho de 2017
min. 22º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Receita Federal alerta para envio de falsas intimações pelos Correios
19/06/2016 às 21h18

Blogs

Pela teimosia de um ousado paraibano, a televisão chega ao Brasil

Chateaubriand discursando durante a solenidade de inauguração da PRF-3-TV Tupy-Difusora - canal 3 de São Paulo

Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Melo, o “Chatô”, resolveu trazer a televisão para o Brasil, porque foi desafiado e afrontado


A Televisão no Brasil nasceu da idéia de um homem que não teve medo de ousar; seu nome era Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Melo, o “Chatô”, advogado, jornalista, nascido no interior da Paraíba e criado em Pernambuco. Era presidente da maior cadeia de jornais e rádios do hemisfério Sul.  Foi um dos maiores empresários de comunicação do país . Seu império chegou a compreender quase 100 empresas, sendo 33 jornais, 25 emissoras de rádio, 22 emissoras de televisão, uma editora, 28 revistas, duas agências de notícias, três empresas de serviços, uma de representação, uma agência de publicidade, duas fazendas, três gráficas e duas gravadoras.

Em depoimento, Rubens Furtado (ex-diretor da Rede Tupi) conta-nos que Chatô  resolveu fazer TV, porque foi desafiado e afrontado.

A General Eletric e a RCA foram as primeiras empresas americanas a construir transmissores e aparelhagens de televisão. Como ele tinha comprado transmissores para suas rádios, conhecia muito o general Sarnoff presidente da RCA.

Um belo dia ao visitar o general, ele deparou com um transmissor de televisão e perguntou:

- “Como é que se faz isso? - Dito. 

- Quero comprar um negócio desse e montar uma televisão no Brasil!”.

O general Sarnoff achou aquilo um absurdo e disse para Chateaubriand:

- "Televisão é um negócio só para países desenvolvidos e para empresas que tenham capacidade econômica. Como sua empresa não tem porte para isso e o Brasil é um país subdesenvolvido não há condições de ter televisão nas próximas décadas".

Isso irritou profundamente Chateaubriand, que imediatamente comprou dois transmissores para montar duas estações de TV no Brasil.

Sarnoff, que conhecia bem as maluquices de Chatô, disse:

- “Aqui nos Estados unidos, o número de receptores ainda é muito pequeno e a rentabilidade da televisão muito baixa. No Brasil não existe nem fábrica de televisores, como você vai montar transmissores de um negócio que nem receptores tem?”.

Chatô fez-se de surdo trouxe o primeiro transmissor de seis quilowatts para São Paulo e outro para o Rio de Janeiro montando duas estações de TV. A novidade chega ao Brasil no anonimato, pois as agências de propaganda não conheciam o negócio e também não haviam televisores aqui. A apenas um mês da inauguração da TV, Chatô é alertado por Walter Obermüller, diretor da NBC-TV, e se dá conta que vai fazer TV para ninguém assistir, pois não havia receptores no país. Com seu jeitinho brasileiro, Chateaubriand decidiu importar 200 televisores dos Estados Unidos, mas, ao descobrir que a alfândega atrasaria seus planos em 30 dias, não teve dúvidas:

“Então traga de contrabando. Eu me responsabilizo.

O primeiro receptor que desembarcar eu mando entregar no Palácio do Catete, como presente meu para o presidente Dutra.”

Ele importou também trezentos aparelhos televisores dos EUA, que foram colocadas a venda pelas lojas Cássio Muniz.

Para financiar seu empreendimento, Chateaubriant conseguira em 1947, contratos com a Seguradora Sul América, a Antártica, a laminação dos Pignatari e o Moinho Santista.

Essas empresas pagaram adiantado um ano de publicidade a cadeia dos associados, fornecendo parte dos 16 milhões de cruzeiros pagos a RCA Victor norte americana pela compra de uma estação de TV.

No dia 18 de Setembro de 1950, é inaugurada a 1ª TV Brasileira, e segunda da América, a primeira da  América Latina e também do Hemisfério Sul, a quarta do Mundo (depois de EUA, Inglaterra e França), a PRF-3-TV Tupy-Difusora - canal 3.


Era uma vez ... na TV por Redação

Histórias e curiosidades sobre o passado da TV brasileira

Todos os direitos reservados
- 2009-2017 Press Comunicações S/S
Avenida Hamilton de Barros Soutinho, 1866 - Jatiúca - Maceió-AL
Tel: (82) 3313-7566
contato@painelnoticias.com.br