Dólar com. R$ 3,253
IBovespa +1,43%
21 de novembro de 2017
min. 22º máx. 31º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel TSE pede que governo mude início do horário de verão de 2018 devido às eleições

Blogs

Rádio Difusora é finalista no Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo

19.08.2014 às 23:13
Jornalistas Carlos Madeiro e Giuliano Porto(Foto:Ascom/IZP)
A Rádio Difusora AM, emissora integrante do Instituto Zumbi dos Palmares, é finalista do Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo em Desenvolvimento Regional, na categoria Mídia Eletrônica-Rádio, com a reportagem “Suco de Laranja com Limão”, dos jornalistas Carlos Madeiro e Giuliano Porto.  A matéria venceu a etapa estadual e agora segue para a nacional, que acontece em novembro, em Fortaleza (CE).
 
A reportagem, que pode ser conferida AQUI,  destacou plantação de laranja-lima na Região da Zona da Mata Norte de Alagoas, com enfoque na produção de polpa de fruta para suco, uma iniciativa inédita.
 
A edição de 2013 recebeu 130 inscrições válidas, com cerca de 300 profissionais e estudantes, oriundos de veículos e jornais laboratórios situados no Nordeste e estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Minas Gerais e Espírito Santo.
 
O objetivo do Prêmio é incentivar o debate sobre aspectos do desenvolvimento regional nordestino. A premiação contempla reportagens publicadas em veículos impressos (texto e foto) e eletrônicos (rádio, tv e internet) ao longo do ano. Concorrem reportagens de todo o País, que tratem da temática, podendo participar profissionais e estudantes de Jornalismo.
 
Confira a relação dos finalistas:
 
Mídia Impressa-Texto
 
• Adriana Guarda e Equipe - Outro Sertão é possível (Jornal do Comércio – PE);
 
• Lauriberto Carneiro Braga e Equipe - Na dianteira do crescimento (O Estado de São Paulo – SP);
 
• Mariana Segala - Retirada para o Nordeste (Carta Capital – SP);
 
• Paulo Vitor Silva do Nascimento - O futuro da indústria potiguar (Novo Jornal – RN);
 
Severino Carvalho Gomes - Uma outra forma de fazer turismo no Brasil (Gazeta de Alagoas - AL)
 
Mídia Impressa-Foto
 
• Fábio Lima - A peleja da Água (Jornal O Povo - CE);
 
• Ney Douglas Marques – O futuro da indústria potiguar – Novo Jornal (RN)
 
• Teresa Maia - À margem do Progresso (Diário de Pernambuco - PE);
 
Mídia Eletrônica-TV
 
• Alessandro Manso Torres e Equipe - Sertão de Empreendedores (TV Verdes Mares - CE);
 
• Francisco das Chagas Sales Júnior - Empresa Viva (Intertv Cabugi - RN);
 
• Thiago Correia e Equipe - O Piruliteiro (TV Pajuçara - AL);
 
• Wendell Rodrigues - Série Exemplos (TV Correio/Record - PB);
 
Mídia Eletrônica-Rádio
 
• Emanuel Weslley e Lucas dos Santos - Aterro sanitário da região metropolitana do Cariri (UFCA);
 
• Erick França - Novas Formas de Negócio (Jangadeiro FM - PE);
 
Giuliano Martins Porto de Souza e Equipe - Suco de Laranja com Limão (Rádio Difusora de Alagoas - AL);
 
• Tárcio Araújo - Sonhar não custa nada, se qualificar também não (95 FM - RN);
 
• Vanessa Sonaly de Oliveira - Caminhos do Seridó - UERN
 
 
Mídia Eletrônica-Internet
 
• Anamaria Nascimento - Carbono Zero (Diário de Pernambuco - PE);
 
• Esdras Marchezan Sales - Resistência em Palmares (Portal no Ar - RN);
 
• Patrícia Basílio - Paraíba é 2ª colocada em sobrevivência de pequenas empresas (iG – SP).
 
Regina Carvalho - Mercado de Franquias (Gazeta Web - AL);
 
• Renata Rayane Moura da Silva Rodrigues - Costurando o desenvolvimento (Tribuna do Norte - RN);
 
*Ascom/IZP
Postado por Etcetera

Projeto Linda brinda a talentos dos palcos alagoanos

27.07.2014 às 18:20
Em mais uma edição de seu tradicional Projeto Linda de Música e Artes Visuais, o Espaço Cultural Linda Mascarenhas resolveu celebrar o Teatro alagoano em uma programação especial, que contará com o show "Converso com o Verso", da cantora Elisa Lemos, e a exposição Ato Inúmero, que tem curadoria do ator Carlos Alberto Barros e faz uma visita à história do Teatro Alagoano. O show e a abertura da exposição acontecem no Espaço Cultural Linda Mascarenhas, no dia 01 de agosto, às 20 horas, com entrada franca. Vale a pena conferir.
 
Elisa Lemos
 
Elisa Lemos, oriunda do Teatro, é destas cantoras que você não consegue associar a nenhuma outra, seja pela imagem, seja pela voz suave e espírito denso. Apresentará um espetáculo com músicas autorais e composições inéditas de outros compositores.O show, ‘Converso com o Verso’, é também uma pequena mostra do primeiro CD que vem aí, produzido pelo guitarrista Toni Augusto.
 
Filha de seu tempo, Elisa une elementos da música contemporânea e inclui seu estilo no cenário da nova MPB, com a atmosfera terna característica de suas performances.
Contemplativo, dançante e singular, ‘Converso com o Verso’ vem acrescentar à música brasileira a voz forte e autêntica de Elisa Lemos
 
Ato Inúmero
 
Fruto de uma grande pesquisa realizada pelo ator e diretor Carlos Alberto Barros, a Exposição Ato Inúmero faz uma justa homenagem ao Teatro alagoano. Foram diversas horas de entrevistas com expoentes da cena teatral alagoana, e uma análise cuidadosa de muito material de acervo e registros da história dessa nobre arte, que sempre terá mais um ato para se expressar e encantar o público alagoano. Ato Inúmero faz uma visita às produções mais marcantes, às companhias teatrais e às personagens inesquecíveis dos palcos e da vida real, que dedicaram suas biografias para escrever a história do nosso Teatro, deixando que o Teatro imprimisse no roteiro de suas vidas os traços mais singulares e encantadores da magia teatral. 
 
A exposição ficará em cartaz no Hall do Espaço Cultural Linda Mascarenhas por um mês, em horário comercial e durante as atividades do Espaço, com visitação gratuita. 
 
*Com Ascom/IZP
*Foto:Mariana Olímpia/Assessoria
Postado por Etcetera

Emissoras do IZP na cobertura do 24º Festival de Inverno de Garanhuns

20.07.2014 às 11:07
As emissoras do Instituto Zumbi dos Palmares estão presentes em mais uma edição do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), que acontece de 17 a 26 de julho, com a Rádio Educativa FM transmitindo os principais shows, além de flashes também pela Difusora AM. Grandes nomes da música brasileira como Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Vanessa da Mata, Luiz Caldas, Zé Ramalho, Ângela Maria, Titãs e muitos outros irão se apresentar nos palcos do festival, e o ouvinte da 107,7 poderá acompanhar tudo ao vivo.
 
As emissoras integrantes do IZP farão uma intensa cobertura sobre o evento, transmitindo ao vivo todos os shows do palco principal. Com os trabalhos técnicos de Albérico Monteiro, reportagens de Marcos Antônio e apresentação de Ricardo Teles, as transmissões começam todos os dias às 20 horas, trazendo sempre o panorama do festival, as atrações da noite, entrevistas com artistas e músicos e todas as informações do FIG. “O festival é realmente um grande acontecimento cultural, com muitas atrações de qualidade, para todos os gostos e de graça. É, sem dúvida, um dos maiores eventos culturais da América Latina”, disse o diretor da Rádio Educativa, Ricardo Teles.
 
O Festival de Inverno está na sua 24ª edição e já se tornou referência cultural no Brasil. Durante o mês de julho, todos os anos, a aconchegante cidade de Garanhuns recebe cerca de 500 mil pessoas durante os 10 dias de festival, que engloba além da música, o cinema, a cultura popular, o teatro, e muitas outras manifestações artísticas.
 
“A Rádio Educativa cumpre o seu papel, mais uma vez, de disseminar e divulgar a cultura e a boa música. A cobertura de um evento grandioso como esse é de suma importância para o objetivo da emissora, que é levar ao nosso público, um ouvinte de bom gosto e formador de opinião, uma programação musical e cultural de qualidade”, afirmou Ricardo.
 
Ao todo, são 17 polos espalhados pela cidade, onde acontecerão mostras literárias, exposições fotográficas e de cinema, apresentações de cultura popular, artesanato, espetáculos circenses, oficinas e debates. A tradicional praça Guadalajara, atualmente Praça Mestre Dominguinhos, vai abrigar as grandes atrações musicais, que também incluem Fábio Júnior, Alceu Valença, Otto, Marcelo Jeneci, Céu, José Augusto, Nação Zumbi, Mariana Aydar, Carminho, Waldonys e Liv Moraes.
 
*Com Ascom/IZP
Postado por Etcetera

Exposições do IZP destacam tradições juninas de Alagoas

20.06.2014 às 19:37
No Maceió Shopping a exposição fica em cartaz até 30 deste mês e no Espaço Cultural Linda Mascarenhas pode ser conferida até o dia 18 de julho. Foto:Ascom/IZP
Divididas por categorias, a exposição do Linda Mascarenhas e a do Maceió Shopping destacam aspectos da religiosidade, literatura de cordel, música, artes visuais e dança
 
Em cartaz no Espaço Cultural Linda Mascarenhas e no Maceió Shopping, a exposição Gente Nossa: O melhor da Tradição Junina destaca algumas das culturas populares presentes nessa época do ano em Alagoas. A mostra convida o visitante a mergulhar nos costumes, música, artesanato e diversidade artística e cultural. No Maceió Shopping a exposição fica em cartaz até 30 deste mês e no Espaço Cultural Linda Mascarenhas pode ser conferida até o dia 18 de julho.
 
 
 Divididas por categorias, a exposição do Linda Mascarenhas e a do Maceió Shopping destacam aspectos da nossa religiosidade, literatura de cordel, música, artes visuais e dança.  No entanto, contam com propostas distintas, com a mostra em cartaz no Maceió Shopping sendo composta de painéis, dando maior visibilidade a música com homenagens aos trios de forró, bandas de pífano, instrumentistas e forrozeiros.
 
 Já a exposição em cartaz no Linda Mascarenhas, possibilita que o visitante confira obras dos mais representativos artistas plásticos e artesãos do Estado, envolvidos também com a temática junina.  Estão em exposição na Galeria do IZP esculturas do artesão Arlindo Monteiro, conhecido por suas miniaturas feitas com palito de fósforo. Da Comunidade do Muquém, de União dos Palmares, as famosas “Cabeças”, de Dona Irinéia e seu esposo Antônio Nunes; e os utilitários de Dona Marinalva. Da cidade de Capela estão expondo os discípulos de João das Alagoas: Nena, Adriana, Tita, Cláudio Henrique e João Carlos.
 
Também é possível conferir os trabalhos feitos com madeira dos artesãos Antônio de Dedé, de Lagoa da Canoa. E de André da Marinheira, filho do famoso artesão Manuel da Marinheira, de Boca da Mata. De Limoeiro de Anadia vieram as esculturas de Jackson Lima, que parecem de ferro, mas que são feitas com material reciclado. E saída dos folhetos de cordel, a escultura do personagem “João Boneco”, do cordelista e artista plástico Cristiano Krisko.
 
 Além das esculturas, também estão sendo expostas telas dos artistas plásticos Lula Nogueira, Ricardo Nascimento, Tanya Maia de Pedrosa, Pedro Cabral, Persivaldo Figueirôa, Achiles Escobar e do seu discípulo Everton Prado.
 
 A iniciativa é uma realização do Instituto Zumbi dos Palmares, por meio do projeto IZP no São João de Alagoas, em sua 4ª edição, tendo por objetivo valorizar e dar visibilidade às manifestações culturais presentes no período junino. Posteriormente também será disponibilizada versão online das exposições no site www.izpnosaojoaodealagoas.com.br.
 
 Criado em junho de 2011, o IZP no São João de Alagoas envolve todas as emissoras educativas do IZP - Educativa FM (Maceió, Arapiraca e Porto Calvo), Difusora AM e TV Educativa -, além do Espaço Cultural Linda Mascarenhas (teatro e galeria).
 
 A exposição é concepção da Assessoria de Comunicação do IZP, com coordenação de Iranei Barreto; concepção gráfica de Bruno Menezes; revisão e finalização de Joenne Mesquita; texto e pesquisa de Iranei Barreto, Nicollas Serafim e Ribamar Levine; colaboração de José Lessa; e apoio de Amanda Neves e Givaldo Kleber. A curadoria é de Persivaldo Figueirôa e Aldo Rodrigues.
 
*Ascom/IZP
Postado por Etcetera

Rádio Difusora vence prêmio Octávio Brandão de Jornalismo Ambiental

17.06.2014 às 00:35
Ascom/IZP
Jornalistas Giuliano Porto e Carlos Madeiro foram premiados nas três principais categorias de radiojornalismo
 
Os jornalistas Giuliano Porto e Carlos Madeiro ganharam mais um importante prêmio para a galeria de troféus da Rádio Difusora de Alagoas, emissora integrante do Instituto Zumbi dos Palmares. A dupla faturou os três primeiros lugares da categoria Radiojornalismo do prêmio Octávio Brandão de Jornalismo Ambiental, que aconteceu no último sábado (14), no Espaço Pierre Chalita.
 
Foi a primeira vez que a categoria Radiojornalismo esteve presente no prêmio, que já se tornou tradicional no estado e tem como foco as matérias com temáticas ambientalistas. As reportagens "Ufal é pioneira em monitoramento ambiental e em sustentabilidade no país", "Empresas alagoanas apostam em sustentabilidade ambiental e veem boa oportunidade de negócios", e "À espera de obras prometidas", todas produzidas pelos jornalistas da Difusora, foram as grandes vencedoras.
 
O prêmio Octávio Brandão em sua 10ª edição foi promovido pelo Sindicato dos Jornalistas em parceria com a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes-AL) e a Braskem. O evento ocorreu no bairro de Jaraguá, no Espaço Pierre Chalita, no último sábado (14) e premiou 23 profissionais nas categorias Jornalismo Impresso-Texto, Jornalismo Impresso-Imagem, Reportagem de TV, Reportagem Cinematográfica, Webjornalismo, Radiojornalismo e Estudante.
 
Carlos Madeiro e Giuliano Porto já haviam se sagrado tricampeões do prêmio Sebrae de Jornalismo no mês de maio e colecionam vários troféus. Os jornalistas da Difusora ganharam, também por três anos consecutivos, o Prêmio Braskem de Jornalismo, o mais importante em Alagoas. E, em nível nacional, conquistaram a primeira colocação no Prêmio Allianz Seguros, disputando com emissoras públicas e privadas de todo o país. Em abril deste ano, os jornalistas conquistaram ainda o prêmio Braskem de Segurança e Saúde do Trabalho.
 
Veja a lista dos ganhadores:
 
Estudante:
 
1º Lugar - Abdias Martins, Márcio da Silva e Itawi Albuquerque, com o trabalho "Riacho Salgadinho, o rio de lágrimas"
 
Menção Honrosa - Milena Monteiro Barbosa - Trabalho: "Amor que salva:a vida maltratada renasce no centro do Ibama"
 
Radiojornalismo
 
Vencedores nas três categorias: Giuliano Porto e Carlos Madeiro (Rádio Difusora)
 
 
Webjornalismo
 
1º lugar: Jamylle Bezerra e Regina Carvalho (Gazetaweb)
 
2º lugar: Waldson Costa e Alyson Rodrigres (Portal G1/AL)
 
3º lugar: Jamylle Bezerra (Gazetaweb)
 
 
 
Jornalismo Impresso-Imagem
 
1º lugar: Severino Carvalho (Gazeta de Alagoas)
 
2º lugar: Eduardo Leite (O Dia)
 
3º lugar: Eduardo Leite (O Dia)
 
 
 
Jornalismo Impresso-Texto
 
1º lugar: Ana Paula Omena (Tribuna Independente)
 
 
 
Reportagem Cinematográfica
 
1º lugar: Falcon Barros (TV Gazeta)
 
2º lugar: Falcon Barros (TV Gazeta)
 
3º lugar: Rubens Lopes da Costa (TV Gazeta)
 
 
Reportagem de TV
 
1º lugar: Tiago Correia (TV Pajuçara)
 
2º lugar: Tiago Correia, Valdemir Soares, Robson Bandeira e Renata Paes (TV Pajuçara)
 
3º lugar: Marcos Rolemberg e André Feijó (TV Gazeta)
 
 
*Ascom/IZP
Postado por Etcetera

IZP no São João de Alagoas inicia sua 4ª edição

11.06.2014 às 11:41
Ascom/IZP
O Instituto Zumbi dos Palmares iniciou na manhã desta terça-feira (10) a 4ª edição do projeto IZP no São João de Alagoas. O programa especial foi transmitido pela Rádio Educativa FM ao vivo direto da Cuscuzeria Café com muito forró e animação, e contou com a presença de grandes nomes da cultura, da música e da literatura de Alagoas. A série de programas especiais continua e vai até o dia 27 de junho, sempre ao vivo, a partir das 8 horas pela Educativa, com reapresentação às 11 horas pela Rádio Difusora de Alagoas.
 
A novidade deste ano fica por conta da exposição “Gente Nossa – O melhor da tradição junina”, que também entrou em cartaz nesta terça, no Maceió Shopping. Amanhã (11), o programa conta com a participação do Trio Matias do Forró, e os cantores Batoré e Messias Lima, além do radio documentário Gente Nossa, contando a história do forrozeiro Mestre Zinho.
 
ESTREIA - O som das sanfonas, violões, triângulos e zabumbas encheram as paredes decoradas e o espaço aconchegante da Cuscuzeria Café, que ficou repleto de artistas. Mostrando o verdadeiro forró alagoano, Anderson Fidellis, Gustavo Gomes, Benedito Pontes, Jaques Setton, Zé Mocó, Lula Sabiá, Miller do Acordeon, Geraldo Cardoso e Canarinho do Forró tocaram ao vivo para o público ouvinte.
 
O apresentador Marcos Guimarães também bateu um papo com o presidente da Fundação Municipal de Ação Cultura, Vinícius Palmeira; o escritor e secretário de Cultura de Marechal Deodoro, Carlito Lima; o secretário-adjunto de Cultura de Alagoas, Álvaro Otacílio Vasconcelos; Elen Oliveira, representando o secretário de Comunicação do Estado, Keylle Lima; o cordelista Jorge Calheiros; os radialistas Humberto Maia e Romildo Freitas; o presidente do IZP, Marcelo Sandes; o diretor da Rádio Difusora, Ednaldo Vasconcelos; e a dona do restaurante Cuscuzeria Café, Manuela Magalhães.
 
O presidente do IZP Marcelo Sandes reforçou que o objetivo do projeto é continuar dando visibilidade para as manifestações culturais que acontecem durante o São João, abrindo espaço para os artistas e valores atuais e do passado. “Chegar ao 4º ano consecutivo mostra que o projeto é vitorioso, e isso representa a continuidade desta iniciativa muito importante, que está mobilizando todas as emissoras do IZP para fazer o melhor para o público e a cultura de Alagoas”, comentou.
 
O sanfoneiro, cantor e compositor Anderson Fidellis também acompanhou a evolução do IZP no São João de Alagoas. “É um honra ser convidado para participar do programa novamente, é uma oportunidade muito grande poder mostrar meu trabalho autoral nas rádios. Eu me sinto um aprendiz no meio de tanta gente boa”, disse.
 
Benedito Pontes, cantor e compositor, parabenizou a iniciativa do IZP. “É uma alegria muito grande participar, e eu gostaria de enaltecer o IZP, que está colocando todo o seu aparato de comunicação a serviço dos artistas e da cultura alagoana”, afirmou.
 
*Ascom/IZP
Postado por Etcetera

Rádio Difusora é tricampeã do prêmio Sebrae de Jornalismo

30.05.2014 às 13:45
Foto:Paulo Vicente
Emissora do Instituto Zumbi dos Palmares fatura a etapa estadual do  Prêmio Sebrae pela terceira vez consecutiva
 
 
Os jornalistas da Rádio Difusora de Alagoas, Giuliano Porto e Carlos Madeiro, ganharam pela terceira vez consecutiva a etapa estadual do Prêmio Sebrae, na categoria Radiojornalismo. A dupla venceu o prêmio com a matéria “Empreendedores em sustentabilidade lucram com boas ideias em Alagoas”. A sexta edição do evento foi realizada na última quinta (29) e premiou os melhores trabalhos jornalísticos que tiveram como tema o empreendedorismo.
 
A reportagem foi veiculada no programa Central de Notícias e falou sobre projetos inovadores e rentáveis de empresários locais que lançaram empresas com foco em sustentabilidade ambiental. Com a conquista, os jornalistas vão representar o estado na final nacional, no mês de Agosto, em Brasília.
 
Giuliano Porto e Carlos Madeiro já foram alvo de reconhecimento em outras premiações importantes do jornalismo, ganhando, por três anos consecutivos, o Prêmio Braskem de Jornalismo, o mais importante em Alagoas. Em nível nacional, conquistaram a primeira colocação no Prêmio Allianz Seguros, disputando com emissoras públicas e privadas de todo o país. E no mês de abril deste ano, os jornalistas levaram o prêmio Braskem de Segurança e Saúde do Trabalho. 
 
Na etapa estadual do Prêmio Sebrae de 2014 foram inscritos 51 trabalhos. Dentre os demais ganhadores, na categoria Jornalismo Impresso, o vencedor foi Alain Lisboa, com a matéria “Lixo é negócio, e esquecido. Maceió desperdiça 99% de lixo que poderia ser transformado em dinheiro”, pelo Jornal Tribuna Independente; em Webjornalismo, a vencedora foi Acássia Deliê, do portal TNH1, com a reportagem “Sem coleta seletiva, Alagoas vai importar lixo para reciclar”.
 
Na categoria Telejornalismo, os vencedores foram Giovanni Luiz, Rubem Lopes e Tony Medeiros, da TV Gazeta, com a reportagem “Projeto agroecológico ajuda comunidade no sertão alagoano”; e, na nova categoria “Reportagem Cinematográfica”, o vencedor foi Wellington Soares, da TV Pajuçara, com o trabalho “Mercado Pet começa a ser estruturado em Alagoas”.
 
*Com informações da Ascom/IZP
Postado por Etcetera

Protestos, Copa do Mundo e outros espetáculos

23.05.2014 às 13:41
O governo ignorou totalmente as manifestações populares do ano passado e pouco ou nada fez, em relação àquelas reivindicações . Optou em apostar na realização da Copa e ficar na torcida pela nossa gloriosa seleção brasileira. Afinal se o Brasil for campeão, na cabeça dos nossos governantes, os protestos contra a realização da copa deixarão de ter sentido. Será?
 
 O fato é que inúmeros protestos estão marcados para acontecer durante a Copa em cidades onde ocorrerão jogos e o Brasil será o centro do mundo nesse período, pois com  a presença da imprensa internacional por aqui   a repercussão desses protestos chegará rapidamente aos quatro cantos do planeta e a imagem do nosso país, provavelmente,  será bem diferente daquela "vendida" no exterior pelos governos do PT.
 
 Aliás a nossa imagem no mundo em função da realização da Copa já não está lá essas coisas. Os atrasos nas obras de estádios, o não cumprimento de metas em diversas areas de infraestrutura, colocam nosso país como o mais incapaz e incompetente organizador do evento em todos os tempos, mesmo tendo o maior orçamento da história das Copas.
 
Enquanto isso das arquibancadas do dia a dia assistimos o fantasma da inflação pairar  novamente sobre nossas cabeças, a violência aliada ao uso de crack e outras drogas se alastrando nas principais cidades brasileiras, a corrupção chegando a níveis inimagináveis e a Petrobras envolvida em toda  sorte de interesses inconfessáveis ,perdendo mais da metade do seu valor de mercado.
 
E o governo, patrocinador e articulador desses espetáculos do cotidiano, permanece quieto,sonhando com a Copa.  Mas enquanto a bola não rola outras atrações entram em cartaz ;a criação de uma CPI da Petrobras sem a participação de nenhum membro da oposição , o aumento do valor do Bolsa Família e a principal atração que parece um filme já visto inúmeras vezes-a arte de ilusionismos numéricos, exercida com maestria principalmente quando os protagonistas do espetáculo são os números da nossa economia, que no mágico palco governamental, iluminado pela crise energética que assola o país, vai muito bem,obrigado.
Postado por Etcetera

Rachel Sheherazade: 'Já vi esse filme'

15.04.2014 às 14:13
A polêmica causada pelos comentários de Rachel Sheherazade no SBT me fez lembrar de um episódio semelhante, ocorrido em 2005, envolvendo Boris Casoy e a Rede Record. O então âncora da emissora do bispo Macedo constantemente emitia comentários sobre fatos políticos e quase sempre desagradava a cúpula do PT, e o então presidente Lula.
 
Vários órgãos de imprensa começaram a noticiar que Casoy estava com os dias contados na emissora, que o próprio Lula havia ligado para Macedo, sugerido nomes para substituir o apresentador  e insinuado retirar toda a  verba publicitária governamental do tele-jornal.Lula estava particularmente insatisfeito,  com o caso  Celso Daniel e a CPI do Banestado.
 
Casoy respondia que não se calaria, que estava prestigiado na emissora com apoio total da direção. Pouco tempo depois, mais precisamente na última semana de 2005, Casoy (e toda a sua equipe) era desligado da Rede Record.
 
Sheherazade ficou famosa na internet quando ainda estava na TV Tambaú, emissora de João Pessoa. Seus comentários articulados e contundentes atraíam internautas de todo o Brasil que repercutiam e compartilhavam seus links, transformando a jornalista em recordista de acessos na rede.Sílvio Santos logo percebeu o potencial da moça e a trouxe para o SBT.
 
Na rede de televisão do "homem do baú", Sheherazade explodiu nacionalmente e seus comentários, quase sempre polêmicos, continuaram a ter enorme repercussão na internet.
 
No dia 4 de fevereiro,ao comentar uma reação popular sobre pessoas que amarraram um ladrão a um poste,tentando fazer justiça com as próprias mãos,  Sheherazade terminou sua fala mandando  um recado bombástico aos políticos inoperantes e entidades protetoras dos direitos humanos: "Adotem um bandido".
 
Tal comentário estremeceu não só entidades protetoras dos direitos humanos, a classe política, como também o próprio sindicato dos jornalistas. Ironicamente coube ao PC do B, partido com tradição histórica de lutas a favor da liberdade de expressão, através da deputada Jandira Feghali, a reação mais contundente contra a jornalista. Segundo a deputada, a âncora do SBT, e a emissora, fizeram "apologia ao crime" e devem responder por tal ato.  Numa ação, junto à PGR, Feghali pede, entre outras coisas, a suspensão do repasse de verbas oficiais ao SBT enquanto perdurar o inquérito.
 
Tal como no episódio de Casoy a imprensa começou a especular até quando Silvio Santos aguentaria a pressão e manteria Sheherazade no ar.De uma hora para a outra a apresentadora saiu da bancada do tele-jornal e a direção da emissora divulgou que a profissional havia entrado em férias.
 
Ontem(14)após duas semanas ausente, Sheherazade voltou, mas não teceu nenhum comentário. A direção de jornalismo informou que não utilizará mais nenhum apresentador da atração para tecer comentários a não ser em casos que se faça necessário um editorial, expressando exclusivamente a opinião da emissora.
 
Relendo algumas matérias publicadas na internet percebo que até o sindicato dos jornalistas vibrou com a saída de Sheherazade do ar. Muita gente contava que ela nem voltaria a aparecer na tela do SBT.
 
Rachel Sheherazade voltou. Amordaçada, mas voltou. Até quando só Deus(e talvez Sílvio Santos)sabe.
 
Volto a lembrar do que aconteceu com o Casoy e percebo que Sheherazade é um filme já assistido e, consequentemente, com final conhecido e triste.
Postado por Etcetera

Projeto Linda de Música e Artes Visuais navega pelo universo feminino

25.03.2014 às 11:11
Rhuanny (Foto:Fabio Medeiros)
Show de Renata Peixoto e exposição de Karina May e Rhuanny abrem programação do projeto
 
O Espaço Cultural Linda Mascarenhas inicia a temporada 2014 do Projeto Linda de Música e Artes Visuais com uma incursão artística ao universo feminino, apresentando um show especial da cantora Renata Peixoto e a exposição NU, de Rhuanny e Karina May, no próximo dia 29, fechando o mês das mulheres com atrações repletas de sensibilidade e conteúdo.
 
O Projeto Linda de Música e Artes visuais já se tornou tradição no cenário cultural alagoano, trazendo a cada mês um show e uma exposição, com a intenção de apresentar ao público um pouco da arte que vem sendo produzida com qualidade em Alagoas.  A entrada é gratuita. Os shows têm início sempre às 20 horas, marcando a abertura da exposição, que fica em cartaz por um mês no Hall do Espaço Cultural, com visitação gratuita em horário comercial.
 
Renata Peixoto
 
Aos 15 anos, a maceioense Renata Peixoto subiu ao palco profissionalmente para apresentar-se ao público com o seu “Primeiro Olhar” e despertou a atenção do público. Hoje, dois anos depois da elogiada estreia, a cantora e compositora explora em seus shows uma variedade musical e de gêneros que parte do coco alagoana até chegar aos clássicos do Blues e Soul norte-americanos.
 
Por ser influenciada pelo porte e peso interpretativo das grandes artistas brasileiras, a “menina-mulher” dos palcos envolve seus espectadores com a sensibilidade com a qual interpreta as canções, demostrando um rápido amadurecimento em cena, conquistando o seu público pela performance que privilegia todos os elementos de uma apresentação para chegar às pessoas: desempenho próprio de uma cantora que se entrega de corpo e voz à música. O resultado disso é o aplauso do público e dos parceiros da música, que vêm a destacando como um nome promissor na nova música alagoana.
 
Nu, de Rhuanny e Karina May
 
NU é um espaço que caracteriza o sutil entre o universo de duas artistas – a fotógrafa Rhuanny e a artista plástica Karina May – com temáticas e desejos pela sensibilidade e a apropriação do corpo nu na arte. Unindo duas linguagens artísticas estruturalmente distintas, as artistas sentem a essência do corpo em sua característica natural: o desnudo.
 
A intenção é expor corpos desprovidos de estereótipos, para serem simplesmente “nu”. Os rótulos e amarras diante da ideia de “beleza ideal” pretendem ser destruídos, buscando desenvolver uma nova perspectiva direcionada ao corpo.
 
Rhuanny é natural de Arapiraca, tem 23 anos e fotografa desde 2009. Abandonou o Design Gráfico para seguir sua paixão pela fotografia, a qual abraçou como profissão este ano. Karina May morou 13 de seus 21 anos em São Paulo, onde nasceu. Cursa Teatro Licenciatura na UFAL. Suas obras são inspiradas nas pessoas, em seus corpos, em suas formas de expressão.  
 
 A exposição é composta por 30 peças e ficará em cartaz até 24 de abril, no Hall do espaço Linda Mascarenhas.
 
 
Serviço
 
Projeto Linda de música e Artes Visuais – Renata Peixoto e exposição de Rhuanny e Karina May
 
Sábado, 29 de março, às 20 horas: Show e abertura da exposição
 
No Espaço Cultural Linda Mascarenhas
 
A exposição NU fica em cartaz de 29 de março a 24 de abril, em horário comercial
 
Entrada franca
 
*Ascom/Linda Mascarenhas
Postado por Etcetera


Etcetera por Ricardo Leal

Carioca, publicitário, radialista, poeta e escritor. Radicado em Alagoas desde 2002, trabalhou em diversas campanhas eleitorais no estado. Foi diretor da Organização Arnon de Melo (OAM) e do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). É diretor executivo da Press Comunicações e titular da coluna/blog Etcetera, veiculada no portal Painel Notícias e no jornal Painel Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2017 Press Comunicações S/S
Avenida Hamilton de Barros Soutinho, 1866 - Jatiúca - Maceió-AL
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]