Dólar com. R$ 3,915
IBovespa -1,03%
19 de agosto de 2018
min. 23º máx. 29º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Rui Palmeira vistoria pavimentação no Antares
03/08/2018 às 13h47

Blogs

Alagoas coloca em risco aliança nacional entre PP e PSDB

Senador Benedito de Lira(PP/AL) e Deputado Federal Arthur Lira(PP/AL) - G1


Às vésperas de suas convenções, PSDB e PP podem não consolidar aliança nacional e o motivo seria a situação política em Alagoas.


"Fachada"

Sem apresentar um candidato de peso para disputar o governo contra o atual governador, a oposição , liderada por PSDB e PP, caminha para  ter uma “cabeça de chapa  de fachada” que dificilmente “incomodará” a reeleição de Renan Filho.


Boato & Realidade

Nos últimos dias um boato, que a princípio parecia ser “piada política” ,se encorpou e acabou virando realidade. O PP passou a sonhar com Fernando Collor candidato da oposição ao governo de Alagoas e jogou a “bomba” em colo tucano. Fontes do PSDB confirmaram que o ex-presidente se encontrou com o prefeito de Maceió (presidente estadual do PSDB) para discutir o assunto. No encontro, Rui Palmeira teria afirmado ser necessário consultar a executiva nacional do partido para firmar qualquer posicionamento.  Com o apoio do ex-governador Teotonio Vilela Filho , o comando nacional tucano rejeitou o apoio a Fernando Collor numa eventual candidatura ao governo.


Imposição local

Essa situação não é a única conflitante entre as duas legendas em Alagoas. Está em curso uma articulação pepista  que impõe a “não confirmação” da candidatura de Rodrigo Cunha (PSDB/AL) ao senado, como condição ao apoio do partido a Geraldo Alckmin à presidência da República. Entre boatos e negativas de membros do PP (liderados por Arthur Lira, filho de Benedito de Lira candidato do partido ao senado) o ex-governador Teotonio Vilela Filho voou para Brasília para se reunir com Alckmin e membros da executiva nacional do PSDB.


Ganhando Fôlego

A candidatura de Rodrigo Cunha, a princípio, parece ter algum fôlego apenas em Maceió e Arapiraca, cidade natal do candidato. Mas seu nome começa a ser conhecido em cidades do interior e eventuais e inesperados apoios podem ocorrer, principalmente em municípios onde ex-prefeitos não são aliados “de carteirinha” nem de Benedito de Lira nem de Renan Calheiros, principais candidatos do estado ao senado.


Suposição

Fontes do PP sugerem que atribuir a pressão do partido a Benedito de Lira, seria a “chave” de uma aliança branca entre Teotonio Vilela Filho(PSDB) e Renan Calheiros(MDB).


Consolidação 

A imposição do PP( considerada inaceitável pelo PSDB local) não deve, a princípio, se efetivar. Alheia a turbulência em Alagoas ,a aliança entre os dois partidos se consolida nacionalmente, com a indicação  da senadora Ana Amélia(PP/RS) a vice presidente de Geraldo Alckmin(PSDB/SP)


Painel Político por Redação

Notas e notícias sobre política e bastidores do poder

Todos os direitos reservados
- 2009-2018 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]