Dólar com. R$ 3,261
IBovespa +1,28%
18 de novembro de 2017
min. 21º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel TSE pede que governo mude início do horário de verão de 2018 devido às eleições
27/10/2017 às 12h38

Blogs

A Capital da Cultura de Alagoas


Para refletir:  “A corrupção política é apenas uma consequência das escolhas do povo”


A Capital da Cultura de Alagoas

Tradicionalmente Palmeira dos Índios sempre foi considerada o maior celeiro cultural do estado. Sua produção literária de qualidade e com um número grande de escritores, poetas e trovadores a levou a receber o merecido titulo de “capital alagoana da cultura”. Muito embora nunca contasse com o apoio oficial o setor cresceu e se estabeleceu graças aos próprios escritores e intelectuais locais que buscaram fora o apoio ou mesmo bancaram as suas próprias obras. Com, esforço de um grupo de abnegados criou a sua Academia Palmeirense de Letras e Artes, que é o único órgão em atividade a divulgar e fazer existir uma programação cultural no município. Geralmente os prefeitos e políticos, por não entenderem de cultura ou por acreditar que cultura não dá votos, não dão apoio e alguns até atrapalham o importante papel dessa academia na vida cultural e na divulgação da cidade.

Que seja reconhecido o apoio do prefeito Júlio Cezar e o seu entusiasmo que tem demonstrado nos diversos eixos de cultura, turismo e desenvolvimento de Palmeira dos Índios. Tem dado apoio institucional à Academia de Letras, apoiado movimentos culturais e esportivos e despertado a cidade para buscar crescer por suas tradições e vocações.


A Flipal acontece com êxito garantido

Nascida da união de um grupo de escritores, jornalistas e intelectuais, com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura começou na quarta feira a I Festa Literária de Palmeira dos Índios (FLIPAL) que vai até este sábado, Os resultados positivos já eram vistos desde sua abertura com a cidade em alvoroço, inteiramente voltada para o evento que vem oferecendo uma vasta e eclética programação para os palmeirenses e também o grande número de visitantes. Figuras de expressão nacional, artistas renomados, escritores desfilam pelo “corredor da cultura” dão autógrafos, conversam e participam de mesas literárias sempre com grande público presente.


Graciliano e Ivan Barros

Os dois grandes homenageados durante a programação da FLIPAL são os escritores Graciliano Ramos, o emblemático ex-prefeito e autor de obras de fama internacional, algumas transformadas em filmes , considerado um dos  mais lidos do país e o jornalista e escritor Ivan Barros, ainda em plena atividade literária, considerado o ícone da intelectualidade palmeirense, sobre o qual tive a honra de falar a entrevistar ontem ( quinta feira) por ocasião da realização de uma mesa literária assistida por numeroso e interessado público. Foi um momento de muita emoção para mim ter a oportunidade de participar da programação falando sobre a figura mais importante de nossa cultura contemporânea e por quem tenho grande admiração. Agradeço a oportunidade de viver momento tão significativo.


O curador Carlito Lima

Costumo dizer que Festa Literária sem Carlito Lima, pode até ser festa, mas não é “literária”. E foi justamente ele que “construiu”, como curador, a Festa Literária de Palmeira dos Índios, com o apoio da secretária de Cultura, escritora Isvânia Marques e vários colaboradores locais, Carlito Lima é hoje figura de expressão internacional na experiência e participação em eventos culturais por vários países. No Brasil tem participado ativamente de diversas festas como convidado especial. Foi o criador da festa literária de Marechal Deodoro, Pontal da Barra e já trabalha em vários projetos para outras cidades. Com certeza será o grande laureado ao final da FLIPAL e na sua inquietude característica já deve começar a trabalhar para o sucesso dobrado no próximo ano.


A saída de Álvaro Vasconcelos

O empresário Álvaro Vasconcelos é um vitorioso na atividade privada e nome muito respeitado na sociedade alagoana. Reservado, acostumado a obter sucesso em seus empreendimentos aceitou o desafio de liderar na gestão pública uma das pastas mais desacreditadas e desprestigiadas pelos governos, a Secretaria de Agricultura. Formou uma boa equipe e com sua capacidade de realizar trouxe transformações surpreendentes para o setor. Respeitado e admirado por empresários do setor, prefeitos, agricultores e pela imprensa, emplacou sua marca de empreendedor e fez nossa agricultura ser acreditada. Gerou ciúmes nos que não sabem fazer (e são muitos) e até incomodou o governador que certamente se viu menos prestigiado que o competente auxiliar. Aproveitando o jogo da política suja da troca da dignidade por um punhado de votos, o chefe, que não teve coragem ou teve vergonha, mandou que um mero assessor de sua confiança demitisse Álvaro Vasconcelos por telefone, sem ao menos um “muito obrigado”. Alagoas indignada agradece e louva o trabalho ético e eficiente do ex-secretário. Mas aqui é assim: os bons não ficam,


Fórum de Gestão Pública

O Fórum “Estadual Gestão Pública Moral. Legal e Empreendedora” que será realizado nossa dias 6,7 e 8 de Novembro, promovido pela Escola de Contas Públicas do Tribunal de Contas e pelo Instituto Cidadão vai reunir prefeitos, vereadores, secretários e técnicos em administração pública do estado e dos municípios oportunidade em que estará sendo discutida importante pauta de interesse das administrações. Estão conformados como conferencistas o promotor Marcus Rômulo Maia de Mello, o conselheiro do TCE Otávio Lessa, o procurador do Ministério Público de Contas, Ricardo Schneider e os prefeitos Eduardo Tavares ( Traipu), Júlio Cezar ( Palmeira dos Índios) e Cláudio Filho (Marechal Deodoro), participando de um painel “ Vencendo Dificuldades e Administrando em Tempos de Crise”.


Isentando os idosos do IR

(BRASÍLIA) - A Câmara dos Deputados analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), do deputado Luis Tibé (PTdoB-MG), que garante imunidade relativa ao imposto de renda sobre aposentadoria e pensão a pessoa com idade superior a sessenta e cinco anos.

A isenção será concedida a pessoa cuja renda total seja constituída, exclusivamente, de rendimentos do trabalho. A PEC desfaz a revogação que foi feita pelo artigo 17 da Emenda Constitucional nº 20, de 1998.

De acordo com o deputado, a proposta não afeta as contas públicas, pois se trata de uma norma sem aplicabilidade imediata. “A proposta depende, como previsto pelo constituinte originário, de lei que regulamente o princípio maior estabelecido na Constituição”.


Renan e o golpe

O senador Renan Calheiros usou de toda sua artilharia pesada nos últimos dias com a ideia fixa e raivosa para derrubar o presidente Michel Temer. Varou madrugadas conspirando, jogou sujo como sempre, fez ameaças e prometeu “implodir a República”. Ninguém levou ele a sério e até serviu de gozação. Não é mais o mesmo. Sua empáfia, sua arrogância e forjada coragem, foram por água abaixo. A partir de agora vai sentir o reverso de suja perversão. Será perseguido implacavelmente pelos aliados do presidente que o querem ver “morto” politicamente, a começar por Alagoas. Vai começar o seu “inferno astral” e a há quem garanta que ele não resistirá. Aliás. Já era tempo.


Conta Gotas

SÃO TANTOS que o governo estadual já começa a ser chamado de “o rei do calote”. Não paga fornecedores da Saúde, da Educação e dos serviços terceirizados.

DE UM SÁBIO na política: “O governador Renan Filho vai pagar um alto preço pelos erros cometidos na busca ensandecida de se manter no poder.”.

SENADOR Benedito de Lira não tem uma situação nada confortável para renovar o mandato. Mas insiste em se manter candidato.

PREFEITO Rui Palmeira continua mostrar que não tem pressa. Embora saiba o que quer e onde quer chegar.


Pedro Oliveira por Pedro Oliveira

Jornalista e escritor. Articulista político dos jornais " Extra" e " Tribuna do Sertão". Pós graduado em Ciências Políticas pela UnB. É presidente do Instituto Cidadão,  membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Palmeirense de Letras.

Todos os direitos reservados
- 2009-2017 Press Comunicações S/S
Avenida Hamilton de Barros Soutinho, 1866 - Jatiúca - Maceió-AL
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]