Dólar com. R$ 3,178
IBovespa -0,23%
27 de abril de 2017
min. 24º máx. 31º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Interrogatório de Lula em Curitiba é adiado por Moro a pedido da Polícia Federal
16/11/2016 às 17h56

Blogs

O que você precisa saber antes de assistir Animais Fantásticos e Onde Habitam

As artes das trevas antes de Voldemort

Eddie Redmayne como Newt Scamander em Animais Fantásticos.

Por Alexandre Bessi

Com Animais Fantásticos e Onde Habitam, J.K. Rowling tece um novo conto no universo de Harry Potter sobre o magizoologista Newton “Newt” Ártemis Fido Scamander e suas aventuras na década de 1920 em Nova York. O enredo básico é simples: durante este tempo turbulento para os bruxos na América, algumas criaturas de Newt escapam e ameaçam expor a magia ao mundo dos trouxas. Mas há uma ameaça mais nefasta em jogo, que pode ter algo a ver com um dos mais poderosos magos das trevas deste mundo.

O nome Gerardo Grindelwald tem aparecido nos materiais de marketing do filme: a Presidente Picquery do Congresso Mágico dos Estados Unidos da América (Macusa), referindo-se aos ataques de Grindelwald nos trailers, e a própria Rowling discutiu o personagem em um featurette. "Eles estão falando sobre a primeira vez em que um feiticeiro ameaçou a ordem mundial", disse ela. Durante um evento internacional de fãs para o novo longa, o diretor David Yates também declarou: “Grindelwald vai se tornar uma parte muito mais proeminente dessa história no futuro. Mais do que isso, eu realmente não poderia dizer."

Em tempo, Rowling anunciou que mais quatro sequências de Animais Fantásticos estão a caminho, então parece que vamos acompanhar de perto o desenrolar deste personagem nesses novos filmes (Johnny Depp irá interpretá-lo ao longo da franquia). Antes da estreia do primeiro “Animais Fantásticos” amanhã, 17 de novembro, mergulhamos nos livros e na série de cinema de Harry Potter para aprender mais sobre o vilão que precedeu Lord Voldemort.

Grindelwald, o estudante

No livro As Relíquias da Morte, uma passagem de “A Vida e as Mentiras de Alvo Dumbledore” descreve Grindelwald: "Em uma lista dos mais perigosos Magos das Trevas de Todos os Tempos, ele perderia o primeiro lugar só porque Você-Sabe-Quem apareceu, uma geração depois, para roubar sua coroa".

Antes de ganhar sua infâmia, ele era um jovem loiro, de cabelos cacheados, matriculado na escola escandinava de magia, Instituto Durmstrang. O sobrinho-neto de Bathilda Bagshot - a historiadora autora do livro História da Magia, adotado no currículo de Hogwarts - provou ser um estudante excepcionalmente brilhante e talentoso. Ele é descrito como "encantador" nos livros, mas Grindelwald foi expulso da escola aos 16 anos em razão dos “experimentos deturpados" que ele conduziu.

Não se sabe muito sobre em que essas experiências implicaram, mas uma carta de Alvo Dumbledore a Grindelwald diz: "Onde encontramos resistência, devemos usar apenas a força que é necessária e não mais. (Este foi o seu erro em Durmstrang! ...)"

De Durmstrang para Dumbledore

As atividades de Grindelwald nos meses que se seguiram são desconhecidas, mas durante a adolescência ele se mudou com sua tia-avó para Godric's Hollow, onde os Potters seriam enterrados mais tarde. Lá, Grindelwald conheceu Dumbledore, que havia voltado para casa para cuidar de seu irmão Aberforth e da irmã Ariana depois que sua mãe, Kendra, morreu.

Quando Rowling desvendou a homossexualidade de Dumbledore em 2007, foi revelado que ele se apaixonou por Grindelwald durante aquele tempo. "Isso aumentou seu horror quando Grindelwald mostrou-se ser o que era", disse ela. "Até então, nós dizemos que essa condição eximiu Dumbledore em certa medida porque o estado de paixão pode nos cegar”. Mas até que ponto? Inobstante, ele conheceu alguém tão brilhante quanto ele, e um pouco como Bellatrix Lestrange com Voldemort, ele estava muito atraído por essa pessoa brilhante, e, ao mesmo tempo, horrivelmente, terrivelmente decepcionado com ela.

Grindelwald nunca retribuiu esse amor. "Eu acho que ele era um aproveitador e um narcisista, e eu penso que alguém como ele (Grindelwald) iria usá-lo (Dumbledore), iria usar a sua paixão". Rowling explicou para o livro “Harry, Uma História” (através do snitchseeker.com, um fan-site de Harry Potter): "Eu não acho que ele corresponderia dessa maneira, embora ele estivesse tão deslumbrado com Dumbledore quanto Dumbledore estava com ele, e assim era sua paixão: 'Meu Deus, eu nunca soube que havia alguém tão brilhante quanto eu, tão talentoso como eu, tão poderoso como eu. Juntos, somos imbatíveis! Então, eu acho que ele tiraria qualquer coisa de Dumbledore para tê-lo do seu lado."

Grindelwald ficou encantado com a lenda das Relíquias da Morte, e provavelmente por isso ele foi morar em Godric's Hollow - era a casa dos irmãos Peverell - que muitos pensavam que eram os mesmos irmãos da história da Varinha das Varinhas, da Pedra da Ressurreição, e do Manto da Invisibilidade. Dumbledore partilhou deste interesse, bem como um desejo de levantar o Estatuto do Sigilo em Magia, que mantém bruxas e bruxos escondidos do mundo dos trouxas. Dumbledore teve uma experiência pessoal trágica com o mundo das pessoas comuns. Quando Ariana era jovem, três meninos trouxas a viram fazendo magia e a atacaram. O que fizeram contra ela a deixou mental e magicamente instável, e ela exigiria cuidados constantes pelo resto da vida a partir de então.

Grindelwald e Dumbledore acreditavam na supremacia dos bruxos e usavam "Pelo Bem Maior" como lema para esses intentos. No entanto, uma carta escrita por Dumbledore mostrava que ele tinha uma visão menos dominadora do assunto: "Seu ponto sobre a Dominação pelos Magos ser para o próprio bem dos trouxas - este, eu acho, é o ponto crucial. Sim, temos recebido o poder e sim, esse poder nos dá o direito de governar, mas também nos dá responsabilidades sobre os governados".

Seus planos conjuntos - e relacionamento - nunca iriam se concretizar. Aberforth sempre se ressentia de seu irmão por deixá-lo cuidando de sua irmã a maior parte do tempo e assumir a responsabilidade apenas quando lhe era conveniente. Ele finalmente havia se saturado e confrontou Dumbledore e Grindelwald, decretando que jamais iriam levar Ariana, ainda descompensada, com eles em sua jornada. A discussão acalorada irrompeu em um duelo de três vias após Grindelwald lançar a Maldição Cruciatus em Aberforth. Ariana tentou ajudar, mas o caos resultou em sua morte. Grindelwald fugiu no rescaldo da batalha e deixou os dois irmãos lamentando a triste perda.

A ascenção e a queda de Grindelwald

Como mostrado na visão de Harry em Relíquias da Morte Parte 1, Grindelwald (interpretado então por Jamie Campbell Bower) invadiu a oficina do fabricante de varinhas Gregorovitch, o então dono da Varinha das Varinhas. Depois de roubar o artefato, ele o usou para subir ao poder e difundir a infâmia em todo o mundo mágico, adotando o símbolo das Relíquias da Morte como sua insígnia pessoal.

Ele criou uma prisão chamada Nurmengard, enfeitada com a frase familiar, "Pelo Bem Maior". Foi lá que trancou seus inimigos, e que mais tarde se tornou sua própria prisão. Dumbledore temia seu velho amigo em parte porque acreditava que Grindelwald sabia qual deles realmente lançou a maldição que matou Ariana.

O reino de terror de Grindelwald durante 1926 é o cenário do novo fime em Criaturas Fantásticas. Embora ainda não conheçamos exatamente qual será seu papel nos eventos do filme, Percival Graves (Colin Farrell) é mostrado possuindo um colar com o símbolo das Relíquias da Morte - símbolo de Grindelwald. O Auror e o homem que auxilia a Presidente Picquery também falam ao misterioso Credence (Ezra Miller) em um teaser: "Se conseguirem, seremos forçados a ficar nas sombras para sempre - e nós dois vivemos nas sombras por muito tempo”, um reflexo da ideologia de Grindelwald.

Em 1945, Dumbledore, então professor de Transfiguração em Hogwarts, finalmente enfrentou o feiticeiro maligno em um duelo que muitos descreveram como a maior luta de todos os tempos entre bruxos. A vitória de Dumbledore lhe garantiria um lugar na história, assim como a Varinha das Varinhas. Grindelwald foi então trancado em Nurmengard, que vislumbramos em outra passagem em Relíquias da Morte Parte 1.



Tapioca Pop por Afranio Aquino, Alexandre Bessi e Titara Barros

O novo, o antigo, o que está ou não na moda da cultura pop, geek e nerd você encontra aqui, no Tapioca Pop. Quadrinhos, cinema e música, pela ótica dos jornalistas Afranio Aquino, Alexandre Bessi e Titara Barros.

Todos os direitos reservados
- 2009-2017 Press Comunicações S/S