Dólar com. R$ 3,178
IBovespa -0,23%
27 de abril de 2017
min. 24º máx. 31º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Interrogatório de Lula em Curitiba é adiado por Moro a pedido da Polícia Federal
21/04/2017 às 13h20

Economia

Governo potencializa investimentos no turismo e enfrenta cenário de crise

Pesquisa revela que cinco novos empreendimentos foram instalados e dois ampliados em Alagoas que ainda é um dos estados mais competitivos do país para atração de novos voos - Kaio Fragoso

O turismo tem mais um motivo para comemorar em Alagoas mesmo com o permanente cenário de crise econômica que perdura no país. Um levantamento realizado na quinta-feira (20) pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) revela que cinco novos empreendimentos foram instalados e dois ampliados do ano passado para cá, o que representa um aumento de 910 leitos disponíveis no Estado.

Atualmente, Alagoas possui 439 empreendimentos de hospedagem, entre pousadas, hotéis e hostels, totalizando mais de 31 mil leitos.

Somente em 2016, foram instalados os hotéis Waterfront, Acqua Suites e Tropicali Slim, em Maceió; e as pousadas Rangai, em Maragogi, e Vila Morena, em Porto de Pedras. Outros dois hotéis ainda foram ampliados: o Gran Oca Resort e o Hotel Praia Dourada, ambos em Maragogi.

Mesmo com a ampliação do número de leitos, o Estado conseguiu manter a taxa de ocupação hoteleira durante dois importantes feriadões de 2017, na comparação com as mesmas datas em 2016. Números da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-AL) mostram que Alagoas apresentou uma ocupação de 90% dos meios de hospedagem ao longo do Carnaval e 83% na Semana Santa.

“Do ano passado para cá, tivemos a instalação de novos leitos e conseguimos manter o número da ocupação hoteleira nessas datas, o que significa que tivemos, em valores absolutos, mais turistas visitando o nosso Estado”, disse o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima.

Atualmente, Alagoas tem 16 meios de hospedagens em construção. Empreendimentos como o Prodigy Beach Resort e o Riacho Doce Beach Residence, em Ipioca, e o Salinas Japaratinga adicionarão juntos cerca de 2.200 novos leitos em Alagoas até 2018.

Este movimento segue com mais captações de empreendimentos hoteleiros por parte do Governo do Estado, a exemplo do Hotel Porto Jatiúca que recebeu, no último dia 11, uma concessão de incentivos para se instalar. O hotel deve ficar pronto no segundo semestre de 2017 e promete gerar 260 novos postos de trabalho.

Estratégia

O aumento do número de turistas no Estado se deve, além das ações promocionais, a uma nova política pública adotada pelo Governo do Estado a partir de 2016. Novos voos foram captados em função da redução do preço do combustível de aviação em Alagoas. A medida reduz de 17% para 12% a alíquota do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) do querosene de aviação.

Na prática, a regulamentação posiciona Alagoas como um dos estados mais competitivos do país para atração de novos voos, por reduzir a carga tributária para o segmento, uma vez que o custo com o combustível representa 35% do valor gasto pelas companhias, o que acaba determinando a distribuição dos voos pelo país de acordo com a competitividade do ICMS praticado.


Fonte: Assessoria


Todos os direitos reservados
- 2009-2017 Press Comunicações S/S