Dólar com. R$ 3,178
IBovespa -0,23%
27 de abril de 2017
min. 24º máx. 31º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Interrogatório de Lula em Curitiba é adiado por Moro a pedido da Polícia Federal
20/04/2017 às 14h00

Entretenimento

Tony Ramos demonstra preocupação por interpretar diabo na TV

Divulgação/GShow

A partir desta quinta (20), o público vai poder acompanhar Tony Ramos em um novo desafio de sua carreira: encarnar o diabo na série Vade Retro.

Religioso, o ator não esconde que, num primeiro momento, ficou preocupado com o personagem. "Mas percebi que a série não era maniqueísta. Temo a Deus e é a Ele que presto contas. Lamento o ateu, mas não posso criticá-lo. Não quero catequizar ninguém. Sou um cristão muito lúcido, nada fanático", disse o ator, revelando que os roteiristas Fernanda Young e Alexandre Machado vão instigar o público: "Paira a dúvida: Zebu é uma entidade ou só um cara de más intenções? Até a equipe técnica ficou incomodada".

Apesar do teor da trama, que ainda vai apresentar uma São Paulo fantasiosa, Vade Retro tem paralelo com a atual situação brasileira. "Zebu é riquíssimo, e 80% do que tem está no caixa 2. Ele procura Celeste (Monica Iozzi) porque quer dedicação total e lhe paga uma fortuna. Temática atual, não?", questionou o ator.

Em entrevista ao jornal Extra, Tony também apresentou a sua visão sobre a manifestação do diabo na vida real: "É a tentação que atiça cada um, 24 horas por dia, nas diversas situações da vida. Eu não permito que ele tome conta dos meus atos. Não há em mim rancor, inveja ou vaidade. Há muitos anos, ouço 'Como ele é bom!', como se isso fosse uma excentricidade. Sou só um homem bem-resolvido com o que tenho e o que sou. Não quero ser exemplo, cada um que encontre a sua felicidade".

Vade Retro estreia logo após A Força do Querer.


Fonte: Planeta TV


Todos os direitos reservados
- 2009-2017 Press Comunicações S/S