Dólar com. R$ 3,789
IBovespa -0,65%
23 de julho de 2018
min. 24º máx. 29º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Termina hoje prazo para candidatos ao ProUni entregarem documentos
11/04/2018 às 07h30

Esporte

O que levou o PSG a escolher Thomas Tuchel como novo treinador?

A resposta para essa pergunta foi publicada pelo jornal francês “L’Equipe” nesta quarta-feira

Quando o nome de Thomas Tuchel foi definido pelo PSG como novo treinador do clube para a próxima temporada, muita gente se questionou sobre a escolha da diretoria por um técnico inexperiente no quesito “comandar grandes estrelas do futebol”, como Neymar e cia.

Mas de acordo com reportagem publicada pelo jornal francês “L’Équipe” nesta quarta-feira (11), o técnico alemão, que chegou a ser comparado com Unai Emery, tem uma característica que se destaca e que agrada o PSG: a ofensividade extrema.

“Virado para a ofensiva, o futuro treinador do PSG é um ás na arte de avançar a bola no campo. Seu maior desafio será aderir alguns jogadores instintivamente à rigidez de suas instruções de posicionamento”, destacou o diário, que o chama de anti-Emery..

“Por sua falta de experiência em comandar grandes estrelas, o perfil de Thomas Tuchel às vezes é comparado ao de Unai Emery no momento da escolha dele como técnico do PSG. Mas a analogia para aí. Porque suas respectivas abordagens de jogo se opõem completamente ao espanhol, ou quase. No campo, o alemão não deve ser uma continuação de seu antecessor”, analisou o “L’Équipe”.

Thomas Tuchel chegou a um acordo com o PSG e só falta assinar. Ele estava sem clube desde que deixou o Borussia Dortmund no ano passado.

O “L’Equipe” ressalta ainda que o estilo de Tuchel pode casar bem com o talento e a objetividade de Neymar em campo. Ou seja, tudo foi pensado antes do acerto.


Fonte: Notícias ao Minuto

Todos os direitos reservados
- 2009-2018 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]