Dólar com. R$ 3,242
IBovespa +0,7%
23 de fevereiro de 2018
min. 23º máx. 31º Maceió
sol com poucas nuvens
Agora no Painel Se intervenção no Rio não der certo, governo não deu certo, afirma Temer
12/02/2018 às 09h30

Geral

Sinalização de oficinas concede visibilidade à produção artesanal de Alagoas

Aplicação de placas “Alagoas feita à mão” facilita o acesso de turistas e beneficia segmento

Consolidar e valorizar os pontos onde o artesanato local é fabricado. Esse é o objetivo da sinalização das casas-ateliê, que fazem parte do projeto Alagoas Feita à Mão, desenvolvido pelo Governo do Estado através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur). Somente em 2017 foram identificados, aproximadamente, 100 locais de produção artesanal.

A arte alagoana remete à cultura e ancestralidade, tão presente em suas obras e demais expressões artísticas. A sinalização com placas nas casas-ateliê busca dar identidade visual aos lugares onde o artesanato é feito, para que alagoanos e turistas possam conhecer as tipologias.

Além do reconhecimento no cenário cultural, a ação é importante para a valorização da atividade enquanto ação empreendedora, impulsionando as vendas e ampliando a geração de emprego e renda entre as famílias que vivem do ofício. No Estado, cerca de 60% do total de artesãos estão regularizados. Atualmente Alagoas possui mais de 13 mil profissionais registrados no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (Sicab).

As mudanças trazidas pelas placas impactam diretamente na vida de artesãos. A presidente da Associação das Artesãs do Pontal do Coruripe, Érica dos Santos, afirma que após a sinalização a demanda pelos produtos aumentou. “A partir da nossa parceria com o governo, outros artesãos também se interessaram. As vendas aumentaram com a procura de turistas e clientes, não só na associação como nas feiras e eventos em que participamos”.

De acordo com a gerente de Design e Artesanato na Sedetur, Daniela Vasconcelos, o mapeamento identifica, primordialmente, os locais onde o artesanato é produzido com originalidade, utilizando técnicas e tipologias características de Alagoas.

“A ideia do mapeamento e sinalização das oficinas dos artesãos é fazer com que as pessoas encontrem com mais facilidade onde está sendo produzido o genuíno artesanato alagoano. Qualquer profissional que seja considerado artesão, sendo mestre ou não, pode ter as placas de sinalização em suas oficinas”, explica Daniela Vasconcelos.

A Sedetur tem como objetivo formular ações que promovam a divulgação e comercialização da produção, como a emissão da carteira do artesão. O documento garante a isenção do ICMS na emissão de notas fiscais avulsas. Além disso, portando o documento, o artesão pode se inscrever em editais para levar seu trabalho para feiras de artesanato em todo o país.


Fonte: Agência Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2018 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]