Dólar com. R$ 3,789
IBovespa -0,78%
21 de junho de 2018
min. 24º máx. 26º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Decreto de Trump sobre crianças separadas só se aplica a casos novos
14/04/2018 às 13h34

Geral

Número de dependentes químicos em busca por tratamento cresce 50% em Alagoas

Dado é referente ao número de encaminhamentos da Rede Acolhe durante o primeiro trimestre deste ano

Durante os últimos três meses, 1.608 pessoas com dependência química deram entrada em uma das 37 comunidades credenciadas à rede - Ascom Seprev

O número de dependentes químicos encaminhados para tratamento em uma das comunidades acolhedoras de Alagoas cresceu 50% no primeiro trimestre deste ano, se comparado ao mesmo período do ano anterior. Os dados, levantados pela Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), leva em consideração o número de atendimento da Rede Acolhe.

Durante os últimos três meses, 1.608 pessoas com dependência química deram entrada em uma das 37 comunidades credenciadas à rede de acolhimento do Governo de Alagoas. No mesmo período do ano anterior, este número ficou em torno de 1070 pessoas acolhidas.

Segundo os dados levantados pela Rede Acolhe, no último trimestre foram acolhidos 1.360 homens adultos, 85 mulheres adultas, 127 adolescentes do sexo masculino e 36 do sexo feminino.

Segundo a superintendente de Políticas sobre Drogas da Seprev, Lideilma Alves, o crescimento representa a força da rede e a aproximação com a população. “Neste período, estivemos realizando ações junto às comunidades, em Maceió e no interior, fazendo com que todos conheçam os serviços da Rede e que saibam onde procurar ajuda em caso de dependência química”, disse.

Ainda de acordo com os dados da Rede Acolhe, a evolução positiva no número de encaminhamentos de dependentes químicos por tratamento foi impulsionado pelo aumento do atendimento no Centro de Acolhimento de Arapiraca, responsável pelo acolhimento de 707 pessoas entre janeiro e março – um crescimento de 75% se comparado ao mesmo período do ano anterior.

Para a titular da Seprev, Esvalda Bittencourt, os resultados alcançados durante este primeiro trimestre reforçam ainda mais a necessidade da Rede Acolhe, que vem beneficiando muitos alagoanos que precisam de ajuda para se afastar do mundo das drogas. “Ainda temos muito chão pela frente e queremos continuar nossos trabalhos, fortalecendo a Rede e ampliando o nosso atendimento para todas as regiões do estado”, garantiu.

A Rede Acolhe conta ainda com o auxílio dos Anjos da Paz, formados por psicólogos e assistentes sociais, que realizam visitas domiciliares e busca ativa para acolher dependentes químicos. Quem tiver interesse em ser acolhido, ou receber a visita das equipes da Seprev, pode entrar em contato através do call center, ligando no número 0800.280.9390.


Fonte: Agência Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2018 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]