Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
24 de maio de 2019
min. 26º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Justiça bloqueia R$ 3,57 bilhões do MDB, PSB, políticos e empresas
13/05/2019 às 02h00

Blogs

A cor pessoal

A coloração pessoal é uma técnica aplicada pelos consultores de imagem para descobrir a cor que melhor realça os traços do rosto de seu cliente, levando em conta a temperatura, a profundidade e a intensidade da pele. 

A história da colorimetria é antiga, já a análise de cores pessoais é mais contemporânea. Ela foi criada na Europa, aperfeiçoada nos EUA por Suzanne Caygill, pioneira na paleta de cores onde relacionava pigmentos do rosto, cabelos e olhos com as cores da natureza. Depois, Carole Jackson revolucionou o mundo da moda e a indústria de cosméticos com os livros Color Me Beautiful e Color for Men, publicados nos anos 80 causando frisson no mercado de beleza.   

O estudo sazonal que consiste nas estações do ano foi expandido para doze variações em 1991. E qual a sua importância e como isso funciona na prática? 

Observando o subtom de pele de cada pessoa, conforme o estudo da harmonia cromática sazonal, desenvolvida nos Estados Unidos é possível uma transformação, um novo olhar sobre si mesmo.  Subtom nada mais é do que a melanina, a hemoglobina e o caroteno encontrados na nossa derme, que misturados formam o fundo de pele amarelado, azulado ou esverdeado.   

Há duas temperaturas de subtom de pele, quente e fria e os tons de cada estação com seus contrastes e graduações: pura, clara, profunda (escura) e brilhante. 

Os tons dominantes de cada estação pessoal: 

Inverno, o branco, preto, rosa, bege, cinza, castanho escuro, azul. 

Verão, o branco, azul, cinza, castanho amarronzado, rosa. 

Primavera, o pêssego, rosa, bege dourado, marrom dourado, marfim, tons pouco terrosos. 

Outono, o marfim amarronzado ou ruivo, bege escuro, castanho, dourado, pêssego, tons muito terrosos. 

Exemplo: Pensem no inverno rigoroso da Europa e dos Estados Unidos, na neve, no gelo, nos galhos secos, na profundidade e nas sombras. Muitas pessoas têm essa característica, assim como outras estações do ano.

A análise cromática tem como finalidade orientar os clientes na escolha das peças do vestuário, dos produtos estéticos e outros componentes que favoreçam o subtom de pele harmonizando com as suas cores naturais.  As informações dos elementos próximos ao rosto, tanto podem realçar os traços quanto as imperfeições. Daí a importância da escolha do profissional e a cartela adequada para cada pessoa.   

Estou no Instagram @luciahmsaraiva 


A Arte De Ser Você por Lucinha Saraiva

Profissional de Marketing Pessoal e Marketing Empresarial, atuou em estratégia colaborativa de negociação, ministrou etiqueta social, orientou e acompanhou eventos corporativos entre outras demandas solicitadas por empresas contratadas. Atualmente é consultora de Imagem e Estilo com conhecimento em moda e colorimetria . Criou "A Arte de Ser Você” com o propósito de ajudar as pessoas na autoestima, através de elementos simples e acessíveis.

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]