Dólar com. 5.2943
IBovespa 1.09
18 de janeiro de 2021
min. 24º máx. 29º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Golpe: Detran/AL alerta para site que promove falso leilão de veículos
07/12/2020 às 10h49

Blogs

A alta do dólar promoveu a exportação de soja e Brasil teve que importar o grão dos Estados Unidos

Navio americano atracado do porto de Paranaguá - Foto: Claudio Neves /Agência de Notícias do Paraná

PARANAGUÁ

O Porto de Paranaguá realiza, a primeira operação de importação de soja. O navio Discoverer trouxe 30,5 mil toneladas do produto, dos Estados Unidos, para abastecer o mercado interno brasileiro. Apesar de ser considerado pequeno, este é o maior volume comprado pelo Brasil dos EUA desde 1997. "O Brasil é um gigante na produção de soja, mas o preço do produto no mercado internacional, aliado às vantagens cambiais, fez com que praticamente toda a produção fosse vendida ao exterior. Com isso, foi necessário importar o grão para atender a demanda interna", explica o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

SOLOS

O conhecimento dos solos do Cerrado foi o primeiro e fundamental passo para transformar a região no celeiro de grãos do Brasil. Esse é um grande exemplo da importância da pesquisa de solos para a agropecuária. É com o objetivo de fortalecer cada vez mais a produção agrícola que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento lançou a plataforma tecnológica do Programa Nacional de Levantamento e Interpretação de Solos no Brasil (PronaSolos).

CRESCIMENTO

Nos últimos 47 anos, a agropecuária cresceu em média 3,22% ao ano. Entre os censos de 2006 e 2017, a taxa de crescimento aproximou-se de 4,3%, superando Estados Unidos (1,9%), China (3,3%), Chile (3,1%) e Argentina (2,7%). De 1995 a 2017, o Valor Bruto da Produção dobrou, sendo que a tecnologia foi responsável por mais de 60% desse crescimento. Esses são alguns dos dados do livro Uma Jornada Pelos Contrastes do Brasil: Cem anos do Censo Agropecuário, lançado dia (1º), em Brasília.

PRESIDENTE

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), durante reunião no dia (1), elegeu a composição da nova diretoria que toma posse no próximo ano. O atual vice-presidente, deputado federal Sérgio Souza (MDB-PR) foi eleito para comandar o colegiado durante o biênio 2021/22, a partir da transmissão do cargo, marcada para fevereiro de 2021. Em 2019, a FPA alterou o estatuto e retornou ao antigo formato para que cada presidente permaneça no mandato por dois anos.

ARROZ

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) debateu, a conjuntura do mercado de arroz e a isenção da Tarifa Externa Comum (TEC) para importação do produto fora do Mercosul, que se encerra no dia 31 de dezembro. O assunto foi discutido durante a reunião da Câmara Setorial do Arroz do Ministério da Agricultura, com a presença das entidades que representam a cadeia produtiva. A TEC foi retirada pelo governo em meio à alta no preço do cereal este ano. Sobre o arroz adquirido fora do Mercosul, incidia uma taxa de 8% que foi zerada.

PARCERIA

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) oficializaram uma parceria entre as instituições em cerimônia realizada com a participação do diretor de Política Agrícola e Informações da Conab, Sergio De Zen, e do coordenador do 7º Distrito de Meteorologia (Disme/Inmet), Marcelo Schneider. 

REINO UNIDO

Com a saída do Reino Unido da União Europeia, o Brasil precisa aproveitar uma oportunidade histórica de negociar um novo conjunto de acordos com os britânicos. Com um alto grau de complementaridade, as duas economias possuem uma série de interesses em comum que as permite avançar em negociações estratégicas, como o acordo para evitar dupla tributação e o de livre comércio. 

LEITE

Alguns produtores do município de Major Izidoro vêm mudando hábitos antigos, adotados na bovinocultura de leite, graças à assistência técnica e gerencial do Programa Agronordeste, executada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar Alagoas. Com acompanhamento mensal e a elaboração de um plano estratégico, a realidade da atividade leiteira vem melhorando a cada dia. O planejamento dá ao produtor rural a capacidade de traçar metas e ter o controle de toda a produtividade do seu rebanho. A partir da adoção de novas práticas, o bovinocultor já observa melhorias na economia da propriedade.

MILHO

A Unidade Armazenadora da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em Maceió/AL começa a receber milho em grãos para atender a demanda dos pequenos criadores da região, cadastrados no Programa de Vendas em Balcão (ProVB). Ao todo, serão removidas 1 mil toneladas de milho, por meio de aviso de frete, do município mato-grossense de Sapezal para a capital alagoana. O grão será destinado ao atendimento de 200 criadores localizados nas regiões norte, sul e zona da mata do estado, a partir da venda realizada pelo programa executado pela Companhia.


Agro Notícias por Maurício Picazo Galhardo

Jornalista, radialista, escritor. Paulistano, 63 anos, mora em Sorocaba, trabalhou como repórter na TV Educativa (ES). Esteve por dois anos morando no exterior; na República do Uruguai, República do Paraguai e República Argentina. Em 2013 se interessou pelo setor do agronegócio, e agora tem esta coluna semanal de noticias do agronegócio . Também é o autor do quadrinho semanal Agro-Cartoon, publicado no site: www.agro-cartoons.blogspot.com.br  

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]