Dólar com. 5.2061
IBovespa 2.3
01 de dezembro de 2020
min. 24º máx. 29º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Auxílio emergencial: Caixa libera saque para nascidos em outubro
07/09/2020 às 12h27

Blogs

Pessoas com mais de 65 anos compartilham mais fake news no Facebook


Um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Nova York e da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, revelou que pessoas com mais de 65 anos de idade são as que mais compartilham fake news no Facebook. A pesquisa levou em consideração o comportamento dos americanos mais velhos.

Além de estarem mais propensos a acreditarem em notícias falsas, os idosos são mais facilmente influenciados nas redes sociais. Este tipo de comportamento independe do nível de educação, sexo, raça, renda ou filiação partidária.

Desde a eleição de Donald Trump, pesquisadores têm avaliado a influência das fake news nos pleitos eleitorais. Os resultados apontaram que manchetes de notícias falsas se espalham muito rapidamente pelo feed do Facebook, dificultando a quantificação do seu verdadeiro alcance.

A descoberta de que as pessoas mais velhas têm maior probabilidade de compartilhar notícias falsas pode ajudar os usuários e as próprias plataformas de mídias sociais a projetarem intervenções mais eficazes para impedir que os idosos sejam enganados.

Como foi realizado o estudo?

O estudo foi publicado na revista Science Advances e examinou o comportamento de usuários em meses próximos à eleição presidencial de 2016 nos Estados Unidos. Os acadêmicos começaram a trabalhar com a empresa de pesquisa YouGov para montar um painel de 3.500 pessoas que usam e não usam o Facebook.

Para chegar aos resultados da pesquisa, os estudiosos avaliaram categorias individuais de dados que os usuários compartilhavam. Cerca de 49% dos participantes do estudo que usaram o Facebook concordaram em compartilhar seus dados de perfil.

Em seguida, os pesquisadores verificaram os links postados em seus feeds e fizeram uma lista de todos os domínios da web que compartilhavam notícias falsas. Ao cruzar as informações, os pesquisadores conseguiram chegar a alguns dados interessantes sobre a população norte-americana.

Os usuários conservadores eram mais propensos a compartilhar notícias falsas do que os liberais. Além disso, republicanos também compartilhavam mais links de sites de notícias falsas do que os democratas.

O ponto mais importante do estudo foi o fato de os mais velhos distorcerem mais os fatos e as notícias. Os usuários do Facebook com mais de 65 anos compartilharam mais do que o dobro de notícias falsas do que a faixa etária de 45 a 65 anos e quase sete vezes mais artigos de notícias falsas do que o grupo etário mais jovem, de 18 a 29 anos.

Os pesquisadores acreditam que este comportamento dos usuários mais velhos do Facebook seja um reflexo da menor alfabetização digital dessa população e da perda progressiva da capacidade cognitiva causada pelo envelhecimento, o que faz com que os idosos se tornem mais vulneráveis às fraudes online.

*Texto extraído de https://www.sitedecuriosidades.com/ 


Cultura Inúltil por Redação

O inusitado, o diferente, o incrível, você encontra aqui, no Cultura Inútil: o blog que revela o sentido de coisas sem o menor sentido.


Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]