Dólar com. 5,366
IBovespa -1,18
23 de outubro de 2020
min. 24º máx. 29º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Bolsonaro nomeia Kassio Nunes Marques como ministro do STF
10/10/2020 às 15h00

Blogs

Parasita controlador de mentes pode nos tornar mais impulsivos

Shuttertsock/Reprodução

Um parasita que controla a mente e é capaz de deixar seu hospedeiro mais ousado parece algo saído diretamente da ficção científica, mas na verdade, ele existe na vida real. O Toxoplasma gondii é um protozoário que normalmente infecta ratos, manipulando o cérebro dos roedores e diminuindo seu medo de cruzar com predadores, tudo isso para facilitar a transição para outras criaturas.

A doença da coragem

De acordo com um estudo publicado na bioRxiv em 2019, ele pode viver dentro da maioria dos mamíferos, mas o intestino dos gatos é seu recanto favorito devido à alta quantidade de ácido linoleico, algo extremamente necessário para sua reprodução. E é por isso que deixa os camundongos ousados, para que sejam devorados por felinos.

Infelizmente, os seres humanos não são imunes a este protozoário, mas a menos que você lide com as fezes do seu gato pegando diretamente com a mão e sem lavá-las depois, os bichanos não são o nosso maior meio de contaminação, e sim carnes mal passadas e vegetais que não foram higienizados corretamente.

Os humanos viram zumbis desprovidos de medo?

Bom, acredita-se que um terço da população mundial esteja contaminada, e ainda não tivemos sinais de um ataque zumbi, então a resposta é não. Mas o que a presença do Toxoplasma gondii realmente causa no nosso organismo então?

“Quando você se infecta pela primeira vez, pode ter sintomas leves de gripe, mas a maioria de nós nem percebe. Se você é uma mulher grávida, é mais preocupante porque pode prejudicar a criança, mas as pessoas infectadas quase não apresentam problemas de saúde ou sintomas perceptíveis”, explicou Markus Fitza, professor na Escola de Finanças e Administração de Frankfurt, na Alemanha, que pesquisou como este parasita pode afetar as decisões tomadas no mundo dos negócios.

Contudo, Fitza afirmou que os fundamentos do nosso cérebro são muito parecidos com os dos ratos, e mesmo sem afetar nossa saúde, a doença provocada pelo Toxoplasma, a toxoplasmose, pode nos deixar mais sujeitos a correr riscos.

Duas pesquisas, uma com 370 indivíduos na Turquia e a outra com 600 na República Tcheca, apontaram que pessoas com esta doença se tornam menos cuidadosas, estando mais propensas a acidentes de carro e a uma condição psiquiátrica conhecida como Transtorno Explosivo Intermitente, que causa ataques de raiva e impulsos agressivos de forma exagerada.

Bom para os negócios?

Entretanto, a diminuição do medo de correr riscos não é de todo ruim. A pesquisa de Fitza revelou que empresários possuem uma probabilidade maior de serem infectados, e aqueles com toxoplasmose chegam a ganhar em média US$ 6 mil (R$ 33 mil) a mais por ano e tendem a apresentar um comportamento mais empreendedor.

A teoria da pesquisa de Markus e seus colegas é que o Toxoplasma gondii manipula os cérebros e torna as pessoas menos temerosas a pedir demissão e começar suas próprias empresas. “Não podemos dizer com certeza é isso que está acontecendo. Mas este é o argumento que estamos fazendo com base em nossos estudos”, explicou o professor.

Porém, os cientistas ainda não descobriram como o protozoário exerce seu controle mental em humanos, mas com certeza não nos tornamos zumbis estúpidos. 

No entanto, é preciso reforçar que um comportamento mais arriscado nem sempre é benéfico, e que não vale a pena contrair uma doença apenas para se sentir mais corajoso. Então, lide com as fezes do seu gato da forma correta, tome cuidado com a carne que consome e lave bem os seus vegetais.


Fonte: Megacurioso


Cultura Inúltil por Redação

O inusitado, o diferente, o incrível, você encontra aqui, no Cultura Inútil: o blog que revela o sentido de coisas sem o menor sentido.


Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]