Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
19 de julho de 2019
min. 18º máx. 28º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Anúncio sobre saques do FGTS fica para a próxima semana, diz Onyx
06/05/2019 às 00h01

Blogs

Tendinite, Tenossinovite do Punho

Falaremos de uma patologia bastante frequente nos dias atuais, relacionado ao uso excessivo dos movimentos do punho que sobrecarrega os tendões que ligam a musculatura do antebraço aos ossos da mão. 

Na parte posterior ou dorsal do punho passam os tendões que realizam a extensão do punho e dos dedos, já na parte anterior ou volar, passam os tendões que realizam a flexão do punho e dos dedos. 

A tendinite se refere ao processo inflamatório nos tendões na fase inicial, já a tenossinovite está relacionada ao processo inflamatório na bainha que envolve os tendões. Quando o quadro está na fase crônica é melhor denominado de tendinose ou tendinopatias, já que possui alteração na estrutura dos tendões. 

Como fazer o diagnóstico de tendinite no punho? 

Primeiro realizando a anamnese (conversa), procurando saber qual a atividade diária da pessoa, principalmente se durante estas atividades as pessoas realizam movimentos repetitivos e por quanto tempo por dia as realizam sem intervalos de repouso. 

Segundo, realizando o exame físico, onde observaremos a presença de edema no punho com limitação dos movimentos. Pode ainda apresentar hiperemia na pele e calor local. Temos também alguns testes especiais como o teste de Filkenstein para o diagnóstico da Tenossinosite de D’Quervain, entre outros. 

Em alguns casos, poderemos solicitar radiografias do punho para afastar comprometimento ósseo como fraturas, osteoartrose. Outros exames como ultrassonografia do punho e/ou ressonância nuclear magnética também pode ajudar no diagnóstico. Entretanto, uma anamnese bem realizada, assim como, um exame físico bem realizado é o essencial para o diagnóstico. 

Uma vez fechado o diagnóstico de tendinite do punho, realizaremos o tratamento. 

Como tratar? 

Primeiro solicitando a parada dos exercícios e/ou movimentos que desencadearam a tendinite aguda, o uso de um imobilizador para punho por curto período pode ser necessário. 

Segundo, fazendo uso de anti-inflamatório, analgésico e em alguns casos realizar infiltração local com corticoides. Pode também orientar o uso de bolsa com gelo no local da dor e edema. 

Terceiro, a realização da fisioterapia é importantíssimo para o tratamento da tendinite no punho. 

Quarto, a cirurgia pode ser realizada na falha do tratamento conservador. 

Por fim, é essencial entender que a tendinite do punho é ocasionada pela realização de movimentos repetitivos e que uma mudança de comportamento, tais como, alongamentos antes, durante e depois destes movimentos são significativos para prevenção da tendinite. Outra atitude que pode ajudar na prevenção é a pessoa alterar a posição das mãos durante a execução das atividades, cuidado ao digitar e pegar no mouse, assim como deve atentar para otimização das condições de trabalho (ergonomia).

Dicas:

1 - Reduza o uso de smartphones e tablets para digitação, prefira enviar mensagens de voz.

2 - Faça pausa durante o uso prolongado do computador.

3 - Ao digitar, preste atenção à postura, a coluna deve estar apoiada ao encosto da cadeira, assim como os antebraços apoiados nos braços da cadeira ou na mesa, o aparelho deve estar em uma altura que a pessoa não force a cabeça para baixo.

4 - Alongue os antebraços, punhos, mãos e dedos a cada 2(duas) horas.

5 – Faça atividades físicas

Fácil não é, mas é possível. Que tal começarmos agora mesmo uma mudança de comportamento, com o objetivo de prevenir nosso corpo das tendinopatias?


Fale com Dr. Rogério

Envie suas consultas, dúvidas ou sugestões para o e-mail

[email protected]


Dr. Rogério por Dr. Rogério Barboza

Rogério Barboza da Silva é alagoano, 50 anos , médico ortopedista. É preceptor de  residência médica em ortopedia e traumatologia do Hospital do Açúcar. Coordena a Liga Acadêmica de Ortopedia e Traumatologia (LAORTT/UNIT) e o Núcleo de Assistência do Pé Torto(NAPTC). É Professor Especialista do  curso de medicina da UNIT/AL.

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]