Dólar com. 5,366
IBovespa -1,18
30 de setembro de 2020
min. 23º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Termina às 23h59 o prazo para inscrições no ProUni
02/08/2020 às 18h14

Blogs

Geno Valgo


Uma alteração bastante frequente em consultório de ortopedia, são as crianças que apresentam deformidade em valgo, que se caracteriza por joelhos que se aproximam da linha média do corpo humano ( joelhos se tocam e os tornozelos se afastam). 

O Geno Valgo é caracterizado por apresentar, como já foi dito acima, alteração que deixa as pernas em formato de “X”, os joelhos ficam mais próximos e os pés mais afastados um do outro. Essa característica é duas vezes mais frequente em sexo feminino. Normalmente, crianças e adolescentes apresentam joelho valgo por algum tempo durante o crescimento, obtendo melhora até os 7 anos de idade. 

Vale salientar que o joelho é uma articulação extremamente complexa do ponto de vista biomecânico, que permite grande amplitude de movimento. Lembro ainda, que o joelho é formado pelo terço distal do fêmur, terço proximal da tíbia e pela patela, além de 2 meniscos e vários ligamentos. 

Fisiologicamente falando, muitas crianças nascem com genu-varo( como falamos na semana passada), que por volta dos 2 anos de idade deverá se resolver. A partir daí muitos evoluem para o geno valgo, ou seja, se inverte, tendo um geno valgo elevado por volta dos 4 anos de idade e que vai diminuindo até os 7 anos de idade quando se corrige espontaneamente. 

Caso o desalinhamento em valgo não se corrija e se torne bastante acentuado, a condição pode acabar prejudicando a articulação do joelho promovendo sobrecarga, com comprometimento da deambulação fisiológica. 

O tratamento vai depender primeiro de uma avaliação bem detalhada, podendo ir desde a observação, passando por fisioterapia para reforço muscular, correção postural, entre outras condutas fisioterápicas, em algum caso pode se usar órtese (cada vez menos usado no geno valgo, devido a escassos trabalhos científicos que mostre melhora com seu uso). A cirurgia é recomendada quando há falha no tratamento conservador e em casos de geno valgo progressivo, sendo então realizadas osteotomias ou episiodese temporária para correção. 

O importante é a criança ser acompanhada por um especialista periodicamente para observar o seu desenvolvimento e intervir no momento adequado. 

Manter a calma, esta é a dica, não absorver fala de pessoas não especializadas na área. 


Rogério Barboza da Silva

Médico Ortopedista - CRM 3827 TEOT 7949

Membro Titular da SBOT

Membro Titular da SBRATE

Preceptor Residência Médica em Ortopedia do Hospital Veredas

Coordenador do Núcleo de Assistência do Pé Torto - NAPT 

Contato: (82) 3218-0370 / 3218-0390 (Centro Médico do Hospital Veredas)

                 (82)3028-4887 /(82)98137-4887 ( Harmony Trate Center, sala 726)

Currículo Latteshttp://lattes.cnpq.br/2920064734373747


Dr. Rogério por Dr. Rogério Barboza

Rogério Barboza da Silva é alagoano, médico ortopedista. É preceptor de  residência médica em ortopedia e traumatologia do Hospital Veredas. Coordena a Liga Acadêmica de Ortopedia e Traumatologia (LAORTT/UNIT) e o Núcleo de Assistência do Pé Torto(NAPTC). É Professor Especialista do  curso de medicina da UNIT/AL.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]