Dólar com. R$ 4,132
IBovespa +1,58%
22 de setembro de 2018
min. 23º máx. 27º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Bolsonaro recebe alta de UTI semi-intensiva em hospital de São Paulo
30/06/2018 às 20h15

Blogs

NBR completa 20 anos ampliando disponibilização de conteúdos

Marcello Casal Jr/Agência Brasil


A TV Nacional do Brasil, conhecida como TV NBR, completa 20 anos neste mês. A emissora foi lançada em 13 de junho de 1998, com o objetivo de transmitir os atos do Poder Executivo Federal. Sua existência contribui para a complementaridade do sistema de comunicação brasileiro, formado por meios públicos, privados e estatais, de acordo com a Constituição Federal.

Um dos pioneiros do projeto que levou à fundação da TV NBR, João Carlos González, atual gerente de conteúdos e jornalismo da emissora, diz que a NBR contribui com a sociedade. “A partir do momento que você leva as ações de governo para um público específico e ele chega, de certa forma, por meio da distribuição de imagem e de vídeo, ela já está contribuindo com essa missão, que é levar o conteúdo”, diz. Para ele, a emissora consolidou uma trajetória no país, mas ainda é preciso fazer com que as informações produzidas cheguem ainda mais ao interior e às regiões fronteiriças.

Atualmente, cerca de 200 trabalhadores fazem a NBR. Há 18 anos na emissora, o jornalista Wahby Khalil conta que, no início, a grade de programação era casada com a da TV Nacional, que transmitia o sinal da Radiobrás em Brasília no Canal 2 VHF. Logo após a entrada do novo canal no ar, buscou-se ampliar a cobertura, “para que também levasse para todo o país a diversidade, a cultura, o regionalismo”, relembra Khalil, que explica que isso foi feito por meio de parcerias com emissoras locais.

“Tinha o espaço do Poder Executivo dentro da grade, mas não era 24 horas. O governo tinha seu espaço de hora em hora, um boletim de cinco minutos e também eram veiculadas duas solenidades de governo, às dez da manhã e às três da tarde, que eram as horas das solenidades ao vivo”, detalha. Além da cobertura dos atos oficiais, programas, reportagens especiais e entrevistas sobre políticas públicas passaram a ser projetados.

Programação

Com a criação da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), em 2007, A NBR passou a ser de responsabilidade da EBC Serviços. Hoje a TV NBR leva ao ar 18 horas de programação todos os dias, deixando de ser exibida apenas durante parte da madrugada, entre 0 h e 4 h. Cerca de 60% são conteúdos próprios, e os outros 40% derivam de parcerias, por exemplo com a TV MEC ou com a TV Câmara, segundo o gerente de conteúdos da NBR, João Carlos.

Um dos programas produzidos é o Repórter NBR, boletim jornalístico que apresenta as notícias mais recentes do governo federal e da Presidência da República. Entre os exibidos a partir de parceiras está o Scientia, da Universidade Federal do Paraná, que tem como foco a divulgação da produção científica. Conteúdos educativos também fazem parte do programa Hora do Enem. Há também programas de entrevistas, musicais e outros.

Diante do cenário atual das comunicações, com destaque para a presença da internet, o desafio, agora, é se reinventar. João Carlos diz que trabalha para que a NBR seja uma difusora de conteúdos por meio de múltiplas plataformas. Segundo ele, com as tecnologias é possível agilizar a disponibilização de material para as emissoras de rádio, TV e até de web.

“A gente começou a colocar na nuvem todo o material da NBR. Entrevista, sonora, imagem, pronunciamento, o material que é feito pelo gabinete digital da Secom [Secretaria de Comunicação da Presidência da República], a gente captura tudo em HD [sigla em inglês para alta definição] e disponibiliza na nuvem. Então, hoje, 100% do material que a gente produz é disponibilizado para as emissoras”, aponta González. Ainda neste semestre, um portal disponibilizará tudo o que é produzido pela NBR na web, facilitando o acesso e a distribuição.

A TV pode chegar a todo o Brasil via cabo ou antena parabólica, além de ter sua programação retransmitida por emissoras de sinal aberto em várias localidades do país. A programação também pode ser verificada pela internet


*Com informações da Ascom/EBC e Agência Brasil


Etcetera por Ricardo Leal

Publicitário, radialista, poeta e escritor. Carioca, radicado em Alagoas desde 2002, trabalhou em diversas campanhas eleitorais no estado. Foi diretor da Organização Arnon de Melo (OAM) e do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). É diretor executivo da Press Comunicações e titular da coluna/blog Etcetera, veiculada no portal Painel Notícias e  na revista Painel Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2018 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]