Dólar com. R$ 4,132
IBovespa +1,58%
23 de setembro de 2018
min. 23º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Bolsonaro recebe alta de UTI semi-intensiva em hospital de São Paulo
30/09/2015 às 16h58

Blogs

A impressionante participação de Hélio Bicudo no Programa Roda Viva

Reprodução/YouTube
Na síntese que fez sobre  a representatividade  do ex-presidente Lula,o jurista , fundador e ex-militante do PT, fez  uso de  uma única palavra:corruptor
 
Entre as inúmeras críticas que fazem contra o PT e seus membros, raramente ouve-se falar no enriquecimento "supostamente ilícito" de Lula e seus familiares. Hélio Bicudo o fez com serenidade e sobriedade, sem se exaltar e sem demonstrar o menor sinal de ódio do ex-presidente e outros ex-comparsas , como gostam de insinuar petistas quando são criticados publicamente.
 
 
Na síntese que fez , durante a entrevista para o Programa Roda Viva na última segunda-feira(28), sobre a representatividade  do ex-presidente Lula o jurista salientou uma única palavra:corruptor. Bicudo foi fundador do PT, foi candidato a vice-governador quando Lula foi candidato a governador de São Paulo, nos anos 80. Era, até sair do partido em função do escândalo do mensalão, em 2005, um dos quadros mais respeitados dentro e fora do PT. 
 
Quando um cidadão desse quilate, já com idade para se "aposentar politicamente" toma a atitude extrema de, pessoalmente ,encabeçar um projeto de impeachment, há de se pensar, deixando de lado as afinidades e crenças políticas, com a razão frente a uma dura realidade dos fatos. Teria Bicudo mentido durante todo o programa de segunda feira passada, na TV Cultura? Teria Bicudo perdido tempo para imaginar e inventar toda a sua história de convivência com Lula?
 
Como alguns colegas meus, simpatizantes do Pt costumam dizer em função da crise:"talvez tenha chegado a hora de rever alguns conceitos". Eu penso que o que se deve repensar são as pessoas que representaram tais conceitos dentro de um idealismo que impulsionou o que já foi, em outros tempos, um grande partido rumo ao poder. 
 
Talvez tenha chegado a hora de dar o braço a torcer e reconhecer que a máscara daqueles supostos heróis e super-homens caiu. Continuar a sonhar e ter ideais é uma coisa, mas tapar o sol com a peneira e ignorar que os mocinhos de ontem viraram bandidos é sandice, é miolo mole, é lavagem cerebral...


Etcetera por Ricardo Leal

Publicitário, radialista, poeta e escritor. Carioca, radicado em Alagoas desde 2002, trabalhou em diversas campanhas eleitorais no estado. Foi diretor da Organização Arnon de Melo (OAM) e do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). É diretor executivo da Press Comunicações e titular da coluna/blog Etcetera, veiculada no portal Painel Notícias e  na revista Painel Alagoas

Todos os direitos reservados
- 2009-2018 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]