Dólar com. 5,218
IBovespa 2,00
08 de agosto de 2020
min. 22º máx. 28º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Covid-19: Brasil tem 2,96 milhões de casos e 99,5 mil mortes

Blogs

Exemplos de Amor

07.08.2020 às 15:09
Arquivo Pessoal

Eita, tantos dias pensando nesta postagem de hoje, que não sei nem por onde começar, já que muitos e importantes pontos quero abordar. 

Bom, vou do início do dia.

No próximo dia 11 de março, completo + 1 ano de vida, fechando meu 59* aniversário. Consequentemente, no dia seguinte, inicio meu ano 60. Nenhum amigo, ou amiga, concorda com este meu pensamento, que pra mim, é lógico, matemático, científico. Mas enfim, melhor ficar idoso que ter morrido jovem.

Desde sempre, detesto remédios, sou + de lambedores, chás... mas já comecei o dia, tomando o recomendado para controlar a pressão, que tomarei diariamente até falecer. Logo após, liguei a TV para ouvir notícias enquanto troco a água da Toda (minha filha de 4 patas).

Sim, minha filha sim, mesmo sendo cã, eu sou seu pai. Ela que seria morta, já que estava há 4 meses pra ser vendida num ‘pet-shop’, mas ninguém queria, ela é “vira-lata”, misturada de boxer com rodesiano, “não é raça pura”. Quando soube disso, fui lá resgata-la. Lembro até hoje do seu peso se jogando dos braços do funcionário para os meus, assim que me viu. Tinha ferida em toda a testa, já que batia a cabeça na gaiola quando via alguém. Se poupei sua vida, cuido, alimento, brinco, amo... sou seu pai, independentemente de ter gerado.

Lembrei do Thammy & Bento, que provocam revolta de ignorantes, contestando sua paternidade na campanha Natura Dia dos Pais, assunto já abordado aqui.

Mas voltando ao começo do dia, na TV, o assunto era racismo e mesmo não sendo explicitamente, externamente preto, me sinto tão vitima quanto os agredidos. Como sou muito emotivo, chorei. E lembrando do Dia dos Pais, dos ensinamentos e exemplos que recebi do meu, Rubens, como melhor herança.

Acredito que cada pessoa escreve sua história de vida, e que triste característica é ser racista. Que sentimentos fazem alguém se achar melhor que os outros, agredir, inclusive na Internet, para o mundo ver, literalmente, só porque este outro postou foto mostrando seu cabelo crespo que cresce há 3 anos para chegar ao ponto que está agora??? As reações são muito além de violentas, são absurdamente desumanas. Que exemplo esta racista está dando para seus filhos?!?!?

Mas enfim, segui pensando em exemplos, lembrando dos que tive em casa. Meu avô paterno foi caixa do Banco do Brasil a vida toda, e outro dia, encontrei placa de prata, dada pelo banco quando ele se aposentou, destacando que nunca houve em suas notas, nenhuma diferença de caixa. Vovô José Farias de Almeida nunca errou 1 conta, nem nunca quis outro cargo, já que seu prazer era fazer contas e pegar no dinheiro. Adorava, apesar de que não era ganancioso ou egotista. Pelo contrário.

Hoje me pego repetindo atitudes que observava neles, mesmo sem ter coincidência de que estava aprendendo. Quando fiz 18 anos, fui contratado para trabalhar na Prefeitura de Maceió, e passei 1 ano cumprindo diariamente minha função. Mas acabei indo morar em São Paulo. Papai me orientou e de lá, mandei procuração pra ele, que foi cancelar meu contrato, “meu filho não vai ganhar dinheiro público sem trabalhar, morando fora”, explicou.

Esta lição, como todas as outras, me norteia até hoje. Lembrando agora que há 8 anos, ele internado numa UTI, no 25 de março, dia do casamento dele com mamãe. Sai quase 10 da noite do jornal no qual trabalhava, e mesmo sendo muito tarde, fui até o hospital e expliquei ao médico plantonista que era aniversário de casamento e eu precisava dar 1 beijo nele.

Fui autorizado e encontrei-o em coma, ligado em vários aparelhos, que faziam repetitivo e calmo som. Me aproximei dele e felicitei pelas Bodas e desabafei, agradecendo por ser tão incrível pai e ser humano. Conversei muito.  E num momento, foi forte meu susto quando o som da máquina se alterou, em volume e ritmo. Apavorado, chamei 1 enfermeiro que estava perto e falei o que havia acontecido. Ele chamou o médico que me explicou. Mesmo em coma, ele estava entendendo tudo que eu sussurrava em seu ouvido.

Fiquei + alguns minutos me despedindo, desejando-lhe boa noite, e o som do aparelho foi diminuindo, tranquilizando. Dei 1 beijo e 1 cheiro nele e fui embora. Não sabia que seria meu ultimo encontro nosso nesta existência.

Me lembrei agora do grave e quase fatal acidente que sofri no trânsito, em 1999, tendo ficado muitos dias em coma, e numa parada cardíaca, lembro da sensação de levitação, estava flutuando muito alto e me vendo desfalecido numa cama, e lembro claramente de vozes que tentavam me acalmar, dizendo que eu devia relaxar “pra voltar”, que “ainda não era a minha hora”. Voltei e estou aqui, depondo, emocionado e agradecido. Assim, sei que a vida não começa na maternidade nem termina no cemitério.

Engraçado, me sinto muito próximo de meu pai, que sempre me vem na memória e no coração.

Em sua figura, elegantérrimo com o inesquecível Gogó da Ema, adianto minha homenagem aos homens que são pais, tendo pênis ou não. Tenho muitos familiares e amigos que são impecáveis seres humanos, e também  pais, tendo gerado ou não seus filhos. Minha reverência aos que amam seus filhos, que terão os melhores exemplos e repetirão com seus próprios filhos. Que as gerações evoluam, praticando amor ao próximo, humanidade, gentileza, empatia, solidariedade... Feliz Dia dos Pais, indistintamente!!!

Postado por Felipe Camelo

“Nem com flor”

06.08.2020 às 20:23
Felipe Camelo

Que ótimo que a língua é viva e segue em constante evolução. Com informações, descobertas e experiências, costumes e atitudes também acompanham este desenvolvimento humano.

E com isso, ditados populares, comuns e frequentes do dia a dia, estão sendo repensados. Deles, segue valendo o “Em mulher, não se bate nem com uma flor”.

Mas outros, não. Como “Atrás de todo homem, 1 mulher”. Em 2020, é inconcebível. Comprovadamente, as mulheres não estão + atrás da gente, em nenhum sentido. Nem 2 passos atrás caminhando numa calçada, muito menos porque está querendo casar. Com sua importância na vida devidamente reconhecida, mulheres devem ser respeitadas. E valorizadas. É indevido e antigo o pensamento de que as mulheres são inferiores e devem submissão.

Mas voltando aos tais ditados, que, de forma alguma são tolerados, como “Em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher”.

Esta máxima, que é “mínima” deve ser combatida, já que defender 1 mulher que está sendo agredida, violentada, desrespeitada, e talvez assassinada, é obrigação de todos. Muito + que esposa, ali está 1 ser humano, 1 mulher, mãe, avó... sendo vítima de hediondo crime. É imperdoável.

Sou privilegiado por ter nascido numa família na qual todos tem o merecido respeito. Nunca vimos brigas, discussões, agressões, nada disso. Pelo contrário. Aprendi vendo meu avô paterno (os maternos já haviam falecido quando nasci, mas sei que era do mesmo jeito) e meu pai abrindo portas pra minha avó e minha mãe, além de outras práticas. Na calçada, eles andavam perto do meio-fio e elas, perto do muro. Pra subir escada, eles iam atrás e pra descer, eles iam na frente delas, evitando algum problema. Nunca ouvi gritos em casa. Assim me tornei o homem que sou.

Major Danielle Assunção - Reprodução

Hoje, ví a major (e minha amiga querida) Danielle Assunção na TV, falando sobre suas ações do comando da Patrulha Maria da Penha, num trabalho impecável que a Polícia Militar vem realizando, na defesa e proteção das mulheres.

Nesta pandemia, + ocorrências, já que, com convívio frequente dos casais em isolamento social, os casos de feminicídio vem aumentando.  Este 9* mês do ano é destacado como Agosto Lilás, focando “na conscientização pelo fim da violência contra a mulher”.

Agora em 2020, a Lei Maria da Penha completa 14 anos, e precisa da participação de todos para fazer Justiça. Vários mecanismos estão disponíveis. As que puderem, basta ligar 180, serviço que funciona 24h. Mas se não houver esta chance de telefonar, agora basta escrever X de baton ou caneta na palma da mão quando for até a farmácia e mostrar para algum vendedor, que discretamente, fará contacto e policiais chegam rapidinho, e o agressor só saberá quando não puder fazer + nada, além de se “entender” com a Justiça. Parabéns ao Conselho Nacional de Justiça e a Associação dos Magistrados Brasileiros pela iniciativa, que vem salvando muita gente.

Aqui em Alagoas, a major Danielle, na coordenação da Patrulha Maria da Penha garante vigilância permanente para manter a tranquilidade das mulheres que estão amparadas pela Lei. Há contactos diários para confirmar a paz na vida destas vítimas e seus filhos.

Nós, cidadãos, temos dever de ajudar no combate aos absurdos crimes que afetam vidas. Se cada pessoa puder contribuir com a quantidade de vida da comunidade, a vida melhora pra todos. Se colocar no lugar dos outros é fundamental pra o bem geral. Empatia já! E sempre!!!

Postado por Felipe Camelo

Dose extra??? “Overdose”!!!

05.08.2020 às 19:01
Felipe Camelo

Meus crescidos cabelos amanheceram pesados hj, além de + revoltos. Revoltados mesmo, eu diria.

São muitos os motivos. Desmatamento e queimadas na Amazônia e no Pantanal atrapalharam meu sono, e assim que levantei pra tomar o remédio que controla minha pressão, recebi vídeo sobre + 1 absurdo crime que está acontecendo agora no Rio de Janeiro. O desgoverno carioca quer derrubar 200.000 árvores da floresta Camboatá, em Deodoro, subúrbio do cidade que já foi maravilhosa. Árvores centenárias, algumas em risco de extinção, assim como milhares de espécies de animais, são as próximas vítimas da criminosa e ideológica política ambiental federal e estadual, e para que? Para construção de autódromo. Imagino quanta grana vai sumir sob o asfalto.

Também revoltante a absurda e criminosa filmagem que 1 vendedor ambulante (ainda não identificado) e 1 empresário (já identificado) fizeram. Este, postou o registro na internet com comentários de forte e machista apelo sexual. No foco dos deformados tarados, 2 amigas que praticavam yoga ao ar livre. Será coincidência que este desprezível senhor tenha o bolsonárico presidente tatuado na perna esquerda ?!?!?!? Logo pensei que seria + coerente se fosse na direita (sic!).

 Enfim, sigo neste turbulento redemoinho de sentimentos e emoções. E preocupações.

Ainda feliz pela vitória na defesa da preservação de área verde aqui no Loteamento Gurgury, em Guaxuma, que corria risco por mudança no projeto original da duplicação da AL101Norte. Mas, enquanto agradecemos o saneamento que vem sendo realizado aqui, nós moradores soubemos ontem que pretendem construir estação de bombeamento da rede de esgoto exatamente onde temos 1 praça, bem no “coração do loteamento”, com espaço para esportes, festas populares e convivência, além de parque infantil. E o pior, sem conversar com a maioria dos moradores para ouvir as opiniões de quem será drasticamente afetado com esta estação. Lá vamos nós, para nova batalha e protestos. 

Mas tem dias que acordo tranquilo, acreditando que esta pandemia vai passar e as pessoas voltarão ao natural estado de civilidade, gentileza, empatia e humanidade, apesar do que tenho observado, da vontade de sair gritando “socorrrrro”.

Nesta 4a-feira, por exemplo, levantei assim, abusado.

O comportamento das pessoas, neste momento de flexibilização do isolamento social, vai muito além da falta de educação. Situações de ignorância, agressividade e violência tem sido alvo de celulares que registram tudo, viralizando geral, me causando indignação, tristeza, vergonha, revolta.

O caso + recente, de 1 moça, num badalado bar na Ponta Verde, que, literalmente, encheu a cara, bebeu todas, e descontroladérrima, acusou garçom de mexer na bolsa dela, e agredindo policiais, cobrava a entrega de seu celular e de sua bolsa, que, incrivelmente, estava pendurada no seu ombro. Só foi levada detida (sob aplausos), quando aos gritos, sem máscara, distante 1 palmo do rosto do PM, o chamou de “filho da puta”.

Eles foram surpreendentemente pacientes com a dita cuja, já identificada nas redes sociais. Mas fco imaginando se a polícia teria o mesmo comportamento se fosse numa área menos “nobre” da cidade, e a barraqueira não fosse branca, com marcante marquinha de biquíni no profundo decote.

Enquanto isso, do outro lado do mundo, explosão num porto em Beirute provoca monstruosa destruição, matando muita gente. Comoção mundial.

Numa época em que milhares de pessoas morrem mundo afora, vítimas da pandemia do Coronavírus, é, sem dúvida, outro ponto que tem me deixado bem mal, o negacionismo do desgoverno brasileiro sobre a rápida contaminação e letalidade do Covid19, que não tem tido o devido combate, atenção e investimentos.

Também ontem, soube que a Justiça seguirá absurdamente morosa com o processo que cobra o pagamento de direitos trabalhistas que demitidos profissionais continuamos aguardando que a Organização Arnon de Mello cumpra ordem judicial, depois de 2 anos. Sem previsão, enquanto isso, o senador-devedor mantém a pose, o status, o cargo, e a preciosa coleção de carrérrimos carros importados.

É, tenho consciência de que este texto está  pesado, negativo, desesperançoso, pra baixo... mas sou humano, ao contrário de todos os cidadãos aqui, acima citados.

Me confesso bem cansado, suspirando muito, num hercúleo esforço e manter a Fé, na Justiça e na humanidade. Mas não está fácil, pelo contrário.

Sobre as reações contra a campanha Natura Dia dos Pais, e os desmandos criminosos da familícia que atua como se o Brasil fosse sua casa, as agressões que Felipe Neto vem sofrendo, o genocídio indígena que vem dizimando os nativos moradores do país, nem vou abordar hoje. Por hoje chega, tô exausto!!! Que amanhã eu acorde melhor...

Postado por Felipe Camelo

Nova Florada

04.08.2020 às 15:21
Felipe Camelo

Sigo 100% isolado, e tenho procurado me manter ocupado, lendo, escrevendo, editando as postagens diárias no blog, fotografando o que me chama atenção entre os 4 lados do meu muro. Há 2 semanas, apresentei série de 10 fotos no @academico.cesmac convidado por @anacavalcanti_mcz ,  e continuo cuidando da casa, das plantas, do jardim, da Toda...

E como a revista Painel Alagoas não vinha sendo editada desde março, seguindo medidas de isolamento na pandemia do Coronavírus, confesso estar sentindo falta deste trabalho desde então.

E qual foi minha felicidade quando soube que voltaríamos agora em agosto. Por tantos meses sem esta função, e me adaptando a edição ‘online’, confesso também que levei + tempo do que normalmente levava. Com tantas e interessantes pautas, dividi as 2 páginas que publico em 4 matérias. Pesquisar, entrevistar, colher informações, conseguir as fotos, checar tudo, ir contactando o editor e diagramador Afrânio Aquino, eram 9 e 1/2 da noite quando finalizamos tudo. Tudo não. Hoje ainda precisei incluir informação num dos textos.

Resultado, ontem não almocei e não tive como postar aqui no blog. Assim, me desculpo com os internautas, já ansioso para ver a revista impressa nestes próximos dias. Aproveito para reforçar e confirmar meu orgulho em fazer parte deste time que edita a revista e o portal, ambos, publicando matérias de qualidade e excelência.

Agradeço ao Ricardo Leal, Afrânio & Eliane Aquino. Este 1* jasmim brotou aqui em casa hoje, e simboliza bem esta nova “florada” jornalística da Painel Alagoas. É aguardar a notícia “Já está nas melhores bancas”.

Postado por Felipe Camelo

Empatia, sinta o Outro

31.07.2020 às 21:32
Felipe Camelo

Emocionado hoje, com mensagem “in box” do Facebook, que recebi de 1 leitora. Alagoana, técnica de enfermagem, que trabalha na linha de frente num grande hospital em Maceió, que quis agradecer todas as matérias que já publiquei, abordando Coronavírus, pandemia, isolamento, agressões aos que trabalham contra o rápido e mortal Covid-19...

Justamente hoje, que precisei comprar comidas e ir ver minha mãe, mesmo que de longe. As poucas vezes que fui ao supermercado, farmácia, e/ou lotéricas pagar contas, fiquei horrorizado com a quantidade de gente circulando como se não estivesse correndo sérios riscos, sem mascaras nem nenhum dos cuidados recomendados por especialistas e estudos científicos.

Já me senti tão incomodado com a proximidade de alguém sem máscara, que pedi que a pessoa colocasse sua proteção. Recebi desaforo seguido de baixarias e agressões, culminando a reação com o dedo “do meio” da mão direita. Direto no meu rosto.

Com Alagoas há alguns dias com declínio no número de mortos, a quantidade de gente na orla, triplicou. Calçada, ciclovia e areia, gente d+, correndo, pedalando, empurrando carrinho de bebê, sobre skate e patins, jogos na praia, e quase ninguém protegido, ou mantendo distanciamento.

Este foi 1 dos pontos abordados pela minha leitora. Enquanto milhares de profissionais envolvidos na batalha contra sofrimento e morte Brasil afora, pessoas insistem em negar a gravidade da pandemia, a necessidade de usar máscara e manter o isolamento. E o pior, confiando na impunidade, já que este criminoso comportamento é praticado e estimulado pelo presidente da República, saem desrespeitando as recomendações, destratem e desrespeitam e agridem.

Empatia é tudo que não sentem, se colocar no lugar do outro. Imaginar que as vítimas são pessoas, com sentimentos, com histórias, com famílias, amigos.

No agradecimento, desabafou, ela que desde março não convive com a família, incluindo marido e filhas, optando em ficar na casa de 1 colega de trabalho, evitando contaminar os seus, que estão confinados, respeitando a quarentena.

Fico pensando nesta fase de flexibilização, com todos os setores precisando recuperar o prejuízo desta paralisação. Não sou pessimista, pelo contrário, mas, pelo que tenho observado pelo mundo, todas as cidades que retornaram “ao normal”, voltaram atrás, com aumento de casos e mortes. E aqui no Brasil, pessoas absurdamente expostas ao vírus e pondo os outros em risco também. E sem a menor vergonha em se mostrar tão ignorantes. Além de se acharem superiores aos que estão trabalhando e se arriscando, como enfermeiros, médicos, fiscais...

Ainda vou responder a mensagem da minha leitora, com gratidão como sentimento principal. Esta foto, dedico-lhes, e aos abnegados trabalhadores desta guerra pela vida.  #isolamento #isolamentosocial #pandemia #pandemiamundial #pandemiacoronavirus #pandemia2020 #coronavirus #covid19 #covid_19 #toemcasa #fiqueemcasa #fiquememcasa

Postado por Felipe Camelo

Ser Pai é Amar

30.07.2020 às 17:10
Imagens: Reprodução

Ao ouvir sermão sobre as mães, a filha de 1 veterano das forças armadas americanas pensou em homenagear seu pai, surgindo assim, o Dia dos Pais.

Claro que o comércio lucrou muito, a comemoração se espalhou pelo mundo, mas as datas variam de país para país. Nos ocidentais, coincide com o dia dedicado a São José, pai adotivo de Jesus.

Ora, se até Cristo teve pai “não natural”, qualquer cidadão que crie, cuide e ame seus filhos, são pais, não só os que geram.

Com a evolução humana e suas descobertas, não somos somente 2 gêneros, muito além de simplesmente mulheres e homens. Acredito que nosso corpo é somente embalagem, casca. O psicológico é o que comanda tudo.

Antigamente, quando não haviam estudos e conhecimentos, natural que não tivéssemos tantas informações sobre nós mesmos. As inquietudes entre cabeça e corpo devem existir desde sempre, mas só agora, estes desencontros ganharam destaque, e com as pessoas, cada vez +, procurando se conhecer, se descobrir e se encontrar, natural que se busque a plena identificação de sua identidade.

Com a evolução da ciência, muita gente assumindo sua verdadeira formação, seu verdadeiro “eu”, buscando íntima felicidade. Claro que a medicina e a psicologia são fundamentais para esta ligação entre como a pessoa se sente e como se vê. Estas transformações são ajustes entre o interior e o exterior.

Com esta irreversível decisão, a natural inserção na sociedade deve ser, no mínimo, respeitada e aceita, afinal, ninguém tem que ficar julgando a vida de ninguém.

Com estes novos tempos, novas formas de famílias surgiram, e todo mundo tem que encarar com naturalidade. Não cabe julgamentos nem cobranças. Não importa se 2 homens ou 2 mulheres formam suas famílias, e consequentemente, tem filhos. Não importa se adotados, ou como foram gerados. São tão família quanto as formadas por 1 homem e 1 mulher, heterossexuais. Se alguém trans for o pai ou a mãe, não é menos que os que geraram tradicionalmente, por relação sexual, gestação, maternidade e paternidade.

E a sociedade não tem opção, tem mesmo é que respeitar. Não há “plano B”.

Claro que ignorantes ainda resistem, agridem, violentam, julgam e condenam os que não seguem as tradicionais e antigas fórmulas parentais, familiares. Triste é aceitar que homens héteros batam e matem suas companheiras, agridam os filhos, roubem, pratiquem a hedionda pedofilia... e sejam considerados pais de família, homens de bem, cristãos. Muitos são até pastores religiosos.

Estes são comportamentos que denigrem a espécie humana.

Mas os que aceitam e respeitam somos maioria, embora esta minoria preconceituosa insista em querer manter padrões antigos, arcaicos, obsoletos. Cada vez que alguém trans ganha destaque, violentas reações desta minoria, tentando de todas as formas, fazer valer sua (retro) visão, querendo fazer valer sua ideologia. Ora, se a pessoa não é homossexual, porque ser contra casamento entre 2 pessoas que não são necessariamente 1 mulher e 1 homem? Se é heterossexual, viva sua vida e não se meta na dos outros. Se cada 1 cuidar de si, a felicidade será coletiva, indistintamente.

Mas estas preconceituosas atitudes ganham enfrentamento.

Como agora, que Natura convidou Thammy Miranda para estrelar com Bento, seu filhinho recém nascido, a campanha em homenagem ao Dia dos Pais 2020.

Era de se esperar que minúscula facção fosse estrebuchar, ameaçando boicote aos produtos da marca, mas, qual foi a surpresa, ações da Natura tiveram aumento recorde, “o maior nível de fechamento desde 4 de março”, quando “o indicador da bolsa de valores bateu os 107 mil pontos”, 2* informações da Exame. Os papéis da empresa subiram cerca de 6,73% nessa 4a-feira (29), liderando o Ibovespa.

Além disso, muita gente repercutindo a iniciativa Natura nas redes sociais, e não duvido que as vendas crescerão muito este ano. O que não tem faltado na internet é gente, famosa e anônima, parabenizando pela civilidade da empresa brasileira fabricante de cosméticos.

Assim, com certeza, este será o Dia dos Pais especialérrimo. E na masculina figura de Thammy, presto homenagem aos que são pais, independente de terem gerado seus filhos. Afinal, pai é o que ama, cuida, ensina, e dá os melhores exemplos. Como Rubens Camelo, que a vida me presenteou como pai. Sou muito feliz por isso!!!

Postado por Felipe Camelo

Educação é Evolução

29.07.2020 às 19:52
Felipe Camelo

 Ontem, precisei ir refazer meu plano telefônico, e voltando pra casa, “A escola” escrito no asfalto me chamou atenção.

Claro que me lembrou o absurdo que Educação vem sofrendo no Brasil, confirmando que o governo federal quer manter o povo ignorante para ter controle + facilmente. A pressão que deputados governistas fizeram para desvirtuar o texto da deputada Professora Dorinha em defesa do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, que garante presente e futuro para milhares de estudantes brasileiros, não deu certo.

Como sempre digo, ninguém é alguém sem outro alguém, e a união garante resultado positivo. Nunca se viu mobilização tão grande como agora, com alunos, professores, pais, prefeitos... utilizando a força das redes sociais para cobrar posicionamento favorável dos deputados, lotando suas caixas de mensagens. Tanto que foi histórica a vitória, praticamente unânime. 499 votos de apoio e apenas 7 votaram contra, exatamente os que dizem “amém” aos desejos ideológicos do presidente.

Foi tão retumbante que o próprio aproveitou para contabilizar em causa própria, postando na Internet que a vitória também era dele, que defendeu a Proposta de Emenda Constitucional do Fundeb.

E enquanto pensava nisso, na necessidade de Educação e Cultura na evolução da sociedade, vi estarrecido e incrédulo o filme publicitário do Sindicato dos Estabelecimentos de Educação Básica do Rio de Janeiro, absurdamente afirmando que isolamento social não é ciência, e que é o confinamento (para evitar que o Coronavírus mate ainda + pessoas) é o maior mal que afeta os estudantes.

A ganância capitalista que só visa lucros e dividendos, não se preocupa com a segurança de alunos, professores, colaboradores... sem esquecer das famílias que seriam diretamente afetadas pela transmissão da pandemia.

Inadmissível, impensável, imperdoável.

Claro que as reações de desaprovação surgiram numa avalanche, amplamente compartilhada e repercutida, confirmando novamente que a união é fundamental. Principalmente em defesa da vida.

Que esta força coletiva reverta esta triste realidade, que seja revertida, colocando a Educação no topo das prioridades nacionais.

Acho inclusive que os professores merecem + reconhecimento e valorização. Deveriam ser a categoria + bem paga de todas, afinal, sem eles, não há qualificação de nenhuma outra profissão. Educação e Cultura para todos, indistintamente.  + valor aos professores e eterna gratidão ao Mestre Paulo Freire, que merece todas as honras, eternamente Patrono da Educação do Brasil, reconhecido mundo afora!!!

Imagem: Reprodução

Postado por Felipe Camelo

Vida Verde Venceu

28.07.2020 às 19:20
Fotos: Paula Amaral

Feliz, edito hoje a 2ª  postagem sobre o mesmo tema, já que o assunto é importantíssimo para todos, a preservação do Meio Ambiente e, consequentemente, da vida.

Como jornalista e 1 dos moradores do Gurgury, fiquei atordoado com a notícia de súbita alteração do projeto original da duplicação da AL-101 Norte, que causaria a destruição de linda e importante área verde que separa a rodovia da rua Xavier de Araújo, que faz parte do loteamento, bastante utilizada por todos, como área de lazer.

Conseguimos espaço no programa Super Manhã, na rádio Maceió, onde Linda Amaral e Vinicius Palmeira foram entrevistados pelo jornalista Marcos Tchola Rodrigues, que, no ar, convidou o secretário Mosart Amaral para entrevista.

Enquanto buscávamos diálogo e entendimento com os órgãos envolvidos, promovemos ato pacífico, claaaaaro, interditando parcialmente o trânsito, chamando atenção da Imprensa e da sociedade.

Fotografei a ação e repercuti ontem.

E qual foi minha felicidade, quando o amigo Tchola me enviou nota oficial assinada por Mosart Amaral, secretário de Estado do Transporte e Desenvolvimento Urbano, que reproduzo  aqui, agora.

“A Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Setrand) informa que o retorno previsto no projeto de duplicação da rodovia AL-101 Norte, que atenderia, sobretudo, os moradores da área, não será mais realizado, e não afetará, consequentemente, a área verde existente no local. O retorno para acesso à região será mais adiante, na mesma rodovia, também já existente no projeto”.

Além da nota, o secretário Mosart convidou representantes dos moradores para reunião. Foram Paula Amaral (que fotografou), Linda Amaral, Adriano Argolo, Regina Coeli, Vinicius Palmeira, que posaram para foto com Mosart Amaral, e André Paes, secretário Adjunto e Executivo de Gestão Interna da Setrand.

Com todos os argumentos entendidos por ambas as partes, ficou concordado e oficialmente definido o projeto que preserva nossa “florestinha”.

Num momento em que a Natureza tem sido tão atacada e destruída, principalmente pelo governo federal, grande vitória esta nossa, moradores do Gurgury, em Guaxuma. Claro que agradecemos a força dos meus companheiros da Imprensa, e dos envolvidos da manifestação de ontem. Gratidão pelo pronto entendimento do secretário do Governo de Alagoas, Mosart Amaral. Esta parceria só confirma que ninguém é alguém sem outro alguém. Sozinhos não teríamos conseguido. Quem gostou da história e quer saber +, aqui,  https://painelnoticias.com.br/blogs/felipe-camelo/176214/crescer-e-preservar

Postado por Felipe Camelo

Crescer é Preservar

27.07.2020 às 21:25
Felipe Camelo

Como publiquei há alguns dias, nós que moramos no Loteamento Gurgury, em Guaxuma, fomos surpreendidos com a notícia de alteração no projeto original da duplicação da AL-101 Norte.

Esta repentina mudança afetaria drasticamente a área verde que cuidamos e preservamos, inclusive com craibeiras e pau-brasil, plantadas há uns 20 anos, por moradores. Este “florestinha” fica entre a rodovia e a rua Xavier de Araújo, que, na modificação, perderia metade de sua largura, passando a ser rua de mão única, prejudicando crianças que aproveitam pra brincar, jovens que se divertem sobre skate ou patins, vizinhos que aproveitam a tranquilidade para conversar sentados na calçada...

Com certeza, todos que optamos por morar ali, buscamos qualidade de vida, incluindo conviver harmonicamente com a natureza, fauna e flora. A absorção da poluição provocada pelo trânsito é 1 das ‘funções’ da área que  é habitada por diversas espécies de animais.

Com estas alterações, preocupações, e consequentemente, ações. Nos mobilizamos para confirmar nossa posição e tristeza, já que a vida de centenas de pessoas seriam absurdamente afetadas. Contactamos a Imprensa e divulgamos o problema nas redes sociais.

E na manhã desta 2ª feira, interditamos parcialmente a rodovia, com pneus, mas sem fogo, já que somos radicalmente contra poluição, seja qual for. Não bloqueamos o trânsito em nenhum dos 2 sentidos, numa pacífica ação. Fomos saudados por motoristas, passageiros, motociclistas. Todos muito solidários com nossa causa.

Não teríamos conseguido sem apoios da Prefeitura de Maceió, SMTT, BPTRAN e Polícia Militar, e de vários profissionais da Imprensa.

E qual foi nossa surpresa e felicidade quando soubemos de nota oficial do secretário de Estado do Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mozart Amaral, divulgada hoje, confirmando reunião com representantes dos moradores para chegarmos ao que consideramos ideal. Concluir a duplicação sem afetar o Meio Ambiente.

Na certeza de que chegaremos ao ideal, agradeço em nome de todos os moradores do Gurgury e arredores. Afinal, com a Natureza preservada, a Vida ganha. E o Futuro agradece.

Postado por Felipe Camelo

#LiveElzaPorMarielle

24.07.2020 às 19:42
Reprodução

Triste do lugar onde se “resolve” a vida com morte.

 Antigamente, com pouca Educação, nenhuma Cultura, ignorância e violência eram a “política”, todos andavam armados e certos da impunidade.

Com a civilidade confirmando evolução humana, a certeza de que este tipo de solução não será mais aceita, desavenças, desentendimentos e diferenças não devem terminar em assassinatos.  Ou pelo menos, deveriam.

Mas, infelizmente, no Brasil, vivemos bélico momento, onde armas ganham plena e ampla legalidade, e verdadeiras quadrilhas milicianas se confundem numa estreita convivência e parceria política. Rifles d revólveres ganham as ruas, oficialmente, e balas se inserem como forma de dominar e manter o poder e os desmandos políticos/policiais.

Especificamente no Rio de Janeiro, surgiu uma mulher que se preocupava com os problemas e as carências da população, e para resolver problemas sociais, entrou em conflito com politiqueiros profissionais cujas atuações sempre foram em causa e benefício próprios. Seu trabalho com comunidades carentes garantiu-lhe poder político e destaque como alguém que realmente se preocupa em legislar para garantir qualidade de vida a todos.

Claro que suas posições confrontavam com opositores cuja ideologia rima e se confunde com tirania, em absoluto confronto com democracia.

Esta líder comunitária foi eleita e da tribuna da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, Marielle Franco foi firmando seu nome contra o poder paralelo de milicianos, que extorquem e matam quem se opõe.

Em março de 2018, metralhada, a deputada, mulher, preta, de origem humilde, ousada e corajosa perdeu a vida e a voz mas não diminuíram sua força. Com inúmeras evidências, nada foi ainda provado e comprovado, mas o processo ainda segue, e os culpados serão exemplarmente punidos.

A força popular tem feito muita pressão, e estou certo de que, pode demorar, mas este absurdo e imperdoável assassinato será esclarecido. Os executores já estão presos e os mandantes, também serão. Por mais poder que tenham, perderão.

E para manter esta chama acesa, muita gente de bem envolvida nesta missão, de cobrar Justiça. Com Marielle “presente”, seus 41 anos (na próxima 2a-feira, 27, serão celebrados, como se fisicamente, viva estivesse, qual foi minha felicidade quando soube desta ação de outra mulher igualmente guerreira marcará a data. E aqui, vai o convite.

Em tempos de pandemia e isolamento, a icônica Elsa Soares aceitou convite do Instituto Marielle Franco, e se apresenta ao vivo, com Renegados, às 7 da noite deste domingo, 26, no YouTube do Instituto Marielle Franco, especial “live/homenagem” #LiveElzaPorMarielle

Postado por Felipe Camelo


Felipe Camelo por Felipe Camelo

Felipe Camelo é jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]