Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
18 de novembro de 2019
min. 24º máx. 30º Maceió
sol com poucas nuvens
Agora no Painel Justiça do Trabalho determina que a Equatorial cumpra acordos firmados antes da privatização da Ceal

Blogs

Sem motivos pra celebrar

15.11.2019 às 10:26
Felipe Camelo

Creio que República é a forma + justa e democrática de governo.

E neste Brasil que se tornou republicano em 1889, encerrando a monarquia, muitos golpes, inclusive o que transformou o imperialismo num país dominado por políticos gananciosos e egotistas, que legislam em causa própria. Até hoje.

E nesta mudança governamental, Alagoas presente, na imponente figura do marechal Manuel Deodoro da Fonseca, que comandou o golpe político/militar em 15 de novembro, encerrando a monarquia constitucional parlamentarista, destronando Dom Pedro II, exilando-o na Europa com a família. Ele que falava 16 idiomas, inclusive Guarani. A História conta que Dom Pedro II recebeu Deodoro pra jantar, e logo após, foi comunicado pelo militar filho de dona Rosa da Fonseca, que teria 24 horas pra deixar o Brasil. Os membros da família real que estavam em Petrópolis tiveram que viajar de noite até o Rio de Janeiro pra embarcar pr’o exílio. Assim, o Brasil virou República.

Desde então, vivemos num país comandado por políticos que, em sua grande maioria, não se preocupam com o desenvolvimento do país e com o bem estar do povo. Mudam os governos, os partidos, as siglas, mas garantir crescimento e evolução, pouquíssimos presidentes se empenharam. Num recente período, o povo teve chance de evoluir, desenvolver e ter a mínima qualidade de vida. Incluindo educação, cultura. trabalho e dignidade.

Mas, inconformada, a elite política, econômica e social conseguiu se articular e retomar o poder, voltando a velha política do “aos ricos, tudo, aos trabalhadores, nada”.  Nenhum direito, nem humano, nem trabalhista.

Cenas urbanas como esta que registrei, e que ilustra esta postagem, confirmam a absurda desigualdade, com brasileiros tentando sobreviver em situação de rua.

Me confirmo socialista por acreditar que 1 sociedade só é considerada plena, evoluída e justa, quando seus cidadãos compartilharmos os mesmos deveres, e principalmente, os mesmos direitos.

Não entendo como algum cidadão pode ser feliz sabendo que semelhantes passam fome, e vivem sem o merecido conforto. Tenho tatuada em mim a palavra ‘Compaixão’, que não significa pena. Este sentimento explicita que desejo pra todos, as mesmas chances e oportunidades que a vida me deu, e dá.

Garanto, não consigo ser feliz sabendo a quantidade de seres humanos que vivem abaixo da linha da pobreza. Da miséria. Como socialista, não quero tomar nada de ninguém. Não quero que os ricos fiquem pobres, só não acho justo que, somente a elite tenha qualidade de vida. Fico muito feliz quando fico sabendo que filhos de operários estudando, se graduam e se formam, com o intuito principal, melhorar a vida da família, incluindo casa própria. Ficava muito feliz quando via pessoas viajando de avião pela 1ª X.

Meu coração aperta quando vejo seres humanos vivendo assim, sem segurança, conforto, morando sob e sobre papelão, ou embaixo de abrigo improvisado, como estas pessoas, retratadas por mim, justamente embaixo de anúncio “Remédio de graça”, abrigadas sob ‘guarda-sol’ de propaganda de cartão de crédito, luxo capitalista ao qual jamais terão acesso. Pelo contrário.

Então, infelizmente, neste 15 de novembro de 2019, não vejo motivo algum pra celebração.

Pelo contrário. Que esta data seja pra reforçar que o povo se mobilize e se imponha diante dos 3 poderes, não pra enfrentar o executivo, o legislativo ou o judiciário, mas pra cobrar e exigir os mesmos direitos que tem esta cúpula que conduz esta República Federativa do Brasil, e que nos respeitem.

Sim, nós, o povo, merecemos, principalmente respeito. Além de condições mínimas e dignas de vida.

Fico aqui na torcida pra que tenhamos o que, realmente, comemorar, e celebrar a República do Brasil em 15 de novembro de 2020.

Até lá, mantenho meu amor ao Brasil, Fé na Vida, e nos eleitores, pra que tenham clareza na hora de escolher quem vai nos representar no comando do país nos próximos anos.

Vontade de gritar Viva o Brasil, mas... vou guardar meu grito  e aguardar o próximo ano!!!

Postado por Felipe Camelo

Feras dos Botecos

14.11.2019 às 13:55
Felipe Camelo

Baianos de origem e alagoanos por opção, Vera, Osvaldo, Aina & Jonatas Moreira conquistaram nativos e turistas com suas delicias, e, principalmente, por serem seres incríveis.

Não é por nada que Akuaba completa 25 anos de muito sucesso. Assim como o Espaço Vera Moreira, que vem sendo cenário de muitas e memoráveis celebrações.

Assim como eu, este quarteto também é de agregar, reunir e tornar encontros, inesquecíveis, tanto quantos as iguarias ali servidas. 

1 de seus + bem sucedidos projetos, “Encontro de Sabores” vai muito além do paladar. Ter certeza de que vamos encontrar também pessoas queridas, é garantia de supernoite. Além da excelência dos chefs convidados.

Como no + recente, no finalzinho de outubro, mas que só repercuto agora, com este curta-metragem com gente “bonita, elegante, sincera”, quando o anfitrião chef Jonatas dividiu panelas, caçarolas e aplausos com os também chefs Biba Fernandes e Joca Pontes, ambos muito talentosos e já queridos dos alagoanos. Suas criações sempre provocam os sentidos todos.

Mas hoje, o encontro tem tempero extra. Minha amada amiga Nide Lins, jornalista, blogueira e exímia conhecedora das delicias e segredos da culinária, assina a curadoria deste inédito “Encontro de Sabores - Botecos Alagoanos”.

Com certeza, a partir das 7 e 1/2 da noite deste 14 de novembro, véspera de feriadão, movimentadérrimo estará o Vera Moreira, quando os feras Sílvia & Rogildo (Bar do Rogildo), Tadeu (Bar do Pelado), Mary (Churraquinho da Mary), Tonho (Boteco do Tonho), Cicinha (Tapioca Nosso Xodó) e Lourdes (bar do Renaldo, o famoso Bar do Cadoz) preparam iguarias que se tornaram clássicas em seus respectivos estabelecimentos.

Certamente, deixarão esta noite marcada na memória de quem for participar. Eu? Confirmadíssimo, vou de uber, que não quero problemas depois, claro!!!

Postado por Felipe Camelo

Turismo e Gastronomia - Gramado

13.11.2019 às 14:09
Felipe Camelo

Creio que ninguém é alguém sem outro alguém, e reconhecer talento, valor e trabalho, é preciso. Na postagem de ontem, + 1 cobertura da presença da alagoana Masterop Operadora em Gramado, não só pelo Natal Luz, mas também na Feira Internacional de Turismo, indicando inclusive passeios, restaurantes e atrações da cidade queridinha na serra gaúcha.

Como Carol Feitosa & Alexandre Lima mantém laços de amizade, além de parceria comercial, a relação entre a operadora e a agência de receptivo Brocker Turismo se fortalece a cada ano.

Desta vez, Any Boeira, Carlise Bianchi e equipe Brocker convidou o hoteleiro Fernando Schimanoski, vencedor da 2ª temporada do BBC Brasil - Churrasco na Brasa, para preparar superchurrasco,  confirmando a estreita ligação entre Turismo e Gastronomia. Tudo delicioso, com destaque pra ‘panceta de porco’, preparada de maneira única, inigualável. Claro que, nós alagoanos, nos sentimos muito honrados com a recepção, logo na chegada.

Mas, não parou por si. As anfitriãs armaram festão pra entrega do Prêmio Infinito 2019, destacando os melhores do ano, em vários seguimentos do setor. E a operadora alagoana, se confirma na seleta lista dos maiores parceiros do Turismo de Gramado.

No grupo da Masterop, os executivos Artur Nascimento e Márcio Costa, e como convidados, a agente alagoana Patricia Rabêlo e os paraibanos Aninha & Júnior Dantas. E euzinho, como jornalista, fotógrafo e amigo.

Com certeza, estimulados por + este reconhecimento, + negócios estão sendo fechados, e + turistas nordestinos, se encantarão com o Natal Luz. Eu, explicitamente apaixonado pela cidade e arredores, não me acho suspeito. Se indico e recomendo, é porque consumo e dou o devido valor.

Assim, desde já, combinem com parentes e amigos, acertem a viagem, e aproveitem. Gramado é, literalmente, d+++!!!

Postado por Felipe Camelo

Os sentidos do Natal

12.11.2019 às 15:58
Felipe Camelo

Confesso que não lembro exatamente há quantos anos (imagino uns 10) vou a Gramado, conferir o Natal Luz e também a Feira Internacional de Turismo, com a ativa presença do “trade” alagoano, destacando  Masterop Operadora, que  de figura no topo da lista dos maiores vendedores do destino + charmoso da serra gaúcha no Brasil.

Lembro bem do encantador espetáculo encenado ao ar livre, num lago, contando a magia natalina. Lembro também de outro formato de show, o desfile, num enorme

de espaço coberto, com estruturas  de arquibancada, levando o público, especialmente o infantil, ao delírio.

Agora em 2019, a abertura dos festejos atraiu milhares de turistas e nativos que se concentraram na frente da badalada ‘rua coberta’ pra aplaudir e registrar o “acender das luzes”, com a mágica presença de Papai Noel e seus assistentes. Verdadeiro batalhão de fotógrafos de celular, com os braços pra cima, eternizando o inesquecível momento.

Claro que Gramado é terra onde se come muito bem, além dos deliciosos chocolates, dos vinhos, espumantes e cervejas artesanais.

Todos os anos, fico hospedado num hotel diferente, e garanto, todos são ótimos, com distintas características e condições. Dos + estrelados aos + simples, todos são recomendáveis, opções pra todos os gostos e bolsos. Seus funcionários são muito simpáticos e solícitos. Este ano, quando cheguei ao quarto do Encantos do Sul,  muitas frutas, 1 caixa de chocolate e 1 delicioso vinho tinto, gaúcho, claro. Me senti muito bem vindo.

Como meus queridos amigos Carol Feitosa & Alexandre Lima tem muito bom gosto, acompanhá-los é bem + que prazer. No roteiro, os melhores restaurantes, e passeios pra lá de incríveis.

A cada ano, vamos variando. Já participamos de circuito de vinhos, com ininterrupta degustação; circuito pra conhecer propriedades rurais com direito a almoço típico dos colonos rurais nos arredores da serra; outro pra conhecer as terras onde foi filmado “O Quatrilho”, e este ano, repetimos o Circuito das Cervejas Artesanais, com degustação de suas premiadas e preciosas criações. O Lago Negro também são imperdíveis.

A operadora alagoana é parceira da maior agência de turismo receptivo de Gramado, a estrelada Brocker Turismo, que atrai muita gente aos seus confortáveis ônibus panorâmicos.

1, faz o circuito, passando em horários pré-determinados, por todos os atrativos, como SnowLand; e o disputado Bus Bier, o tal que é específico das fábricas artesanais de cerveja, onde, além de degustar, temos verdadeira aula em cada 1 delas.

Desta vez, tive a sorte de ter como companhia, alem de Carol & Alexandre, e seus fiéis executivos Artur Nascimento & Márcio Costa, a agente alagoana Patrícia Rabêlo e o casal de agentes paraibanos Aninha & Júnior Dantas. Claro que não faltaram boas conversas e ótimas risadas. Sem falar nas massas, sopas e fondues. Destaque pr’um espumante ‘moscatel’, cujo sabor e borbulhas, sinto até agora. Inesquecível. Como tudo em Gramado. Sem deixar de incluir Canela e arreadores, claro.

Paralelo ao Natal Luz, Festuris atrai e movimenta Gramado, lotando o Serra Park, reunindo representantes de todas as áreas do seguimento, onde os alagoanos são muito bem vindos, confirmando relações que vão além do comercial. Jornalista Antônio Noya, por exemplo, é muito assediado e paparicado, com direito a foto sua no painel das celebridades. Como também Cláudia Pessoa, que sempre marca presença de destaque.

Mas, sou obrigado a reconhecer, o casal Masterop é sem dúvida, ‘vipérrimo’. Acompanhá-lo, não é tarefa fácil, tal o assédio, todos querem cumprimentar, fotografar, negociar e fechar parcerias de trabalho, estreitando ainda + os lados, inclusive de amizade.

Outro compromisso é participar da festa Brocker, que entrega o Troféu Infinito aos melhores e maiores. Mas este assunto, é matéria de outra postagem aqui no blog. Vale aguardar e se orgulhar de empresa alagoana que se confirma entre as ++ do país.

Postado por Felipe Camelo

Natal além das Luzes

11.11.2019 às 15:51
Felipe Camelo

Começo de semana, comecinho do penúltimo mês de 2019, e, como sempre, volto feliz e renovado de Gramado, incrível destino nos últimos 10 finais de ano, pra onde embarco com meus amigos Carol Feitosa & Alexandre Lima, que, além de conferir o Natal Luz, marcam presença de prestígio no Feira Internacional de Turismo de Gramado, estreitando laços entre a alagoana Masterop Operadora e os maiores nomes e marcas do Turismo, brasileiro e internacional.

Infelizmente, incidente sem maiores ou sérias consequências, me deixou estes últimos 2 dias, + lento e cauteloso, depois de ter caído de uns 2 metros. Pra garantir melhor ângulo, dei passo pra trás e não vi 1 fosso, e pra não quebrar a câmera, não me apoiei com as mãos. Com ela, não aconteceu nada, e comigo, também não. Dor muscular, que já está passando.

Claro que recebi muita atenção e cuidados dos companheiros de viagem e ontem, cheguei bem em casa, mas, pelo volume de fotos e fatos, não vou conseguir postar hj. Vou editar tudo com calma, e amanhã, matéria aqui no blog deste portal que só cresce.

Já com saudade, inclusive da neblina da encantadora serra gaúcha, deixo vocês com +  vontade de conferir o melhor do Natal Luz de Gramado. Mas amanhã, 3a-feira, 12 de novembro, cobertura com o que + me chamou atenção. Inclusive alguns alagoanos que encontrei por lá.

Postado por Felipe Camelo

Natal, além das Luzes

08.11.2019 às 13:25
Patrícia Rabêlo

Inicialmente, a ideia era ir postando espécie de “diário de bordo”, mostrando o melhor de Gramado, onde estou desde 4ª, cobrindo o Natal Luz, mas a programação é sempre intensa, e não estou conseguindo editar pra postar. Como volto no próximo domingo, edito com calma e posto tudo. Assim, até lá...

Postado por Felipe Camelo

Imortalidade Centenária

01.11.2019 às 14:29
Felipe Camelo

Como cidadão e jornalista, tenho paixão por educação e cultura, principalmente literatura, e qual foi minha felicidade ao ser convidado pelo meu querido da vida tosa, e presidente da AAL, Alberto Rostand Lanverly, para participar de sessão solene comemorativa aos 100 anos da Academia Alagoana de Letras, que reuniu a ‘nata’ da intelectualidade em terras caetés, no salão nobre do Instituto Histórico e Geográfico.

Num dia de agenda cheia, incluindo sepultamento de grande amigo,obrigações burocráticas, lançamento de Natal... feliz por encerrar a ‘maratona’ comemorando o centenário desta importante instituição.

Presentes, o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, o secretário de Comunicação de Alagoas, jornalista Enio Lins, empresário e secretário do Gabinete Civil e representando o governador Renan Filho, Fábio Farias, o deputado Inácio Loiola, o arcebispo Dom Frei Antônio Muniz Fernandes, personalidades, inclusive o Imortal Marco Lucchesi, presidente da Academia Brasileira de Letras, que discursou emocionado, citando a alagoana Nise da Silveira.

Na solene sessão, o empresário Luiz Antônio de Melo Jardim recebeu a Comenda dr. Ib Gatto Falcão e o título de Sócio Benemérito da AAL por sua constante contribuição para o desenvolvimento cultural de Alagoas. Este título também foi entregue ao Imortal e presidente da ABL, Marco Lucchesi.

Aqui,  minha homenagem aos Imortais que honram e enobrecem nossa Academia e nosso Estado. Fiquei muito feliz com o convite e a oportunidade de registrar tão importante data.

Postado por Felipe Camelo

Troféu ao Amor

31.10.2019 às 14:02
Acervo Pessoal

Amar é natural dos seres humanos, e as datas comemorativas são celebrada, sempre ligando os anos de casamento com elementos da natureza.

A comemoração de 40 anos, por exemplo, é denominada como Bodas de Esmeralda.

E qual foi minha surpresa quando a querida e talentosa escultora (e serralheira, com orgulho) Marta Arruda me contou que recebeu inédita encomenda.

O empresário, e seu parceiro em muitos projetos artísticos), Luiz Antônio Jardim, não queria marcar a data com alguma joia, como em outros anos.

2º ele, Sua bem amada Cristina é 1 mulher de fibra, “por aguenta-lo por 40 anos”, 2º confidenciou rindo. E solicitou que Marta criasse 1 troféu que representasse estes 40 anos, além do tempo de namoro e noivado.

E inspiradérrima, como sempre, as formas foram se moldando nas mãos da alagoana, cujo resultado foi plenamente aprovado por Luiz.

Assim que soube deste inédito presente de Bodas de Esmeralda, pensei em registrar aqui no blog, e consegui estas 2 imagens, nos arquivos dos envolvidos. A obra com a autora, e com o apaixonado casal.

Então, reforçando meus parabéns, pelas Bodas e pela linda e significativa escultura.

Aproveito pra sugerir obras de Arte como presente, inclusive de casamento, fugindo do óbvio, do ‘lugar comum’.

Viva a Arte, Viva o Amor. Afinal, Amar é Arte!!!

Postado por Felipe Camelo

Viva a Vida, Viva o Amor

30.10.2019 às 16:23
Aloísio & Hilda Cunha - Acervo pessoal/Reprodução

Nasci da união de 2 famílias muito unidas entre si, completamente amorosas, tanto a paterna, como a materna, cujo berço é minha amada Porto de Pedras, estrela do litoral norte alagoano.

Nas férias do meio do ano, passávamos na fazenda de tio Jorge Camelo, irmão de minha avó Afra. Adorava o vale e sua criação de cavalos. Lembro bem das comidas deliciosas que tia Iris servia com fartura. O café da manhã era banquete, servido antes das 6 da manhã. Eram muito bem casados, e meus primos também nos recebiam muito bem.

Já nas férias de verão, o destino era sempre Porto de Pedras, onde temos centenário casarão, além de sítios no Patacho, na beira da praia. Sempre desejei morar lá e creio que este dia não demora muito + pra acontecer.

Muitas lembranças. Dos mariscos na praia, da Croa do Tubarão (quando quilômetros de areia ficam expostos com a maré baixa), dos banhos de bica, dos carnavais, do gosto das mangas-côco do quintal de casa, das peixadas com arroz e feijão de côco, pirão e legumes cozidos, das cocadas, dos sucos de caju, da subida do morro do cemitério pra ver a vista da praia e do enorme coqueiral, de atravessar na balsa pra brincar em Japaratinga, das comidas da Deda’s, da procissão de Nossa Senhora da Glória (a padroeira)... mas 1 figura segue muito vida na minha memória e no coração, primo Zizo, que herdou na genética familiar a paixão pela política, tendo sido excelente prefeito por muitos mandatos. Verdadeiro pai da cidade. Primo em 1* grau de minha mãe Hilza, cuidava do município como sua casa, e da população como família.

Incrivelmente carismático, mantém este patriarcado até hoje, sempre querido por todos, nativos e “forasteiros”. Nunca vi primo Zizo negando nada ou deixando de ajudar e ser solidário. Ele é a ‘cara’ da cidade, até hoje, mesmo não + sendo prefeito ou exercendo cargo público.

Assim, transmitiu este legado a neta Marcinha, filha da filha Candinha, e que criou a neta como filha também. 

Os anos se passaram, o mundo deu muitas voltas, e esta neta/filha se casou, e seu marido, Henrique Vilela, foi eleito prefeito, e vem realizando excelente trabalho, contando com a parceria, apoio e trabalho de Marcinha.

E primo Zizo, batizado Aloísio Cunha, mesmo afastado oficialmente, da política, segue no coração do povo, que ontem, passou o dia festejando seus 102 anos de idade, e também os 75 de casado com prima Hilda, celebrando Bodas de Brilhante.

Confesso que meu desejo é me mudar pra lá e viver meus últimos dias no sossego de Porto de Pedras.

Mas enquanto isso não acontece, sigo aqui em Maceió, desejando tudo de melhor aos primos Hilda & Zizo, reforçando e confirmando meus parabéns por serem tão especiais. Parabéns pelos incríveis 102 anos de produtiva e feliz vida, e pelos 75 de amor, respeito, carinhos, companheirismo... Que sejam exemplos!!!

Postado por Felipe Camelo

Aqui e Agora

29.10.2019 às 15:40
Felipe Camelo

Em 11 de março próximo, completo meu ano 59, e inicio 60.

Sempre fui muito acelerado, certo que eu poderia definir meu tempo. Ledo engano. Incrível eu estar ‘falando’ nos meus 60 anos, confesso que nunca havia pensado em mim com esta idade.

Mas enfim, entre muitas vivências, a + radical, quando em 7 de setembro de 1999, bebi e dirigi. O resultado? Semanas em coma, varias cirurgias, parada cardíaca e tudo +.  Até já publiquei sobre este acidente. Comprovadamente, não era a minha hora.

Claro que muitas mudanças aconteceram em mim, principalmente ‘por dentro’. Sou outro homem, e as transformações foram tão positivas e operantes que, outro dia, rezando, me observei agradecendo ter passado por esta extraordinária experiência. Evoluí como pessoa, como gente.

Desde então, tenho vivido acreditando que tudo que é, já era pra ser. Confesso que eu já “sabia” que algo assim me aconteceria. Mas este, já é tema de outra postagem.

Inclusive, tenho vivido em outro ritmo, n’outra velocidade, respirando conscientemente, sabendo que estou respirando, e que preciso de tempo, pra isso também.

Lembro sempre de Osho, que recomenda “Viver aqui e agora”.

Não estou deixando nada pra depois. O tempo passa rapidamente, e se não aproveitamos os momentos, que são únicos, e adiarmos, pode não dá tempo.

Surpreso ontem, com o falecimento de Jorge Fernando, ator, escritor, diretor, que não perdia tempo. Múltiplo, não se poupou e viveu aceleradamente, produzindo sucessos. Ainda bem que fez tudo que pode, intensamente. Parecia que sabia que não teria muito tempo. E subitamente faleceu, exatamente com a minha idade.

Dai, pensando nisso tudo, resolvi escrever.

Assim, vivam bem, intensamente, mas conscientemente. Desliguem o celular, e foquem em tudo que estiverem fazendo. Não vivam no “piloto automático”.

Como sempre ‘digo’, sei que a existência não começa na maternidade nem termina no cemitério, e quero estar bem, feliz, realizado, compartilhando vida, quando chegar a hora de partir, pra que minha passagem seja plena, gloriosa. Assim como minha chegada do outro lado do portal. Eu quero estar tranquilo pra seguir e evoluir bem.

Ah! O que de mim, puder ser aproveitado e transplantado, eu doou. O restante? Cremar e espalhar no mar de Porto de Pedras, é meu desejo.

E tenham certeza, bem vivido, vivi! Tudo! Aqui e agora!!!

Incrível, escrevi este texto na noite de ontem, abordando morte, vida, meus 60 anos e o repentino falecimento de Jorge Fernando. Fui dormir inquieto, “mexido”. Acordei e fui pegar minha querida Marta Arruda, pra colocarmos 3 esculturas suas no meu jardim. Quando estamos sob escaldante sol, outro amigo, Gama Júnior ligou preocupado comigo, achando que eu já sabia da partida de amigo desde a Turma 1978 do Marista, Antônio José Guimarães, meu queridaço Zu, empresário, publicitário e ser solidário, ativo voluntário de instituição que ajuda milhares de crianças e jovens de comunidades carentes. De família estruturada e feliz, muito bem casado, pai exemplar, jamais alguém acharia que ali, havia algum problema. Muito menos, assim enorme e doloroso, ao ponto de abreviar sua própria existência. Evitando imaginar a agonia que o levou ao extremismo deste ato, preferindo emanar minha + pura e iluminada energia, desejando que Zu encontre paz no caminho da Luz. E que Mariângela, filhos, amigos e todos da família, reforcem a fé. Me confesso muito triste, muito mesmo!!!

Postado por Felipe Camelo


Felipe Camelo por Felipe Camelo

Felipe Camelo é jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]