Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
21 de agosto de 2019
min. 22º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Banco Central vende dólares das reservas pela primeira vez em dez anos
04/06/2019 às 14h48

Blogs

“Nem com flor”

Reprodução

Sempre senti profundo amor ao Brasil, e lembro bem, criança, quando não entendia o slogan do governo militar nos anos 70, “Brasil, ame-o ou deixe-o”. E meus pais diziam que eu era muito novo pra entender “certas coisas”, e só me restava esperar ficar + velho pra poder entender estas “certas coisas”. Lembro de como foi difícil e demorada a redemocratização do Brasil, e estes anos todos depois, vejo o país num outro momento, em que o presidente, eleito pelo voto direto, defender ditadura, tortura, liberação de armas de muito poder destrutivo e tudo +. Confesso que tenho vivido com o coração apertado e acelerado, principalmente por ter verdadeiro pavor a tudo que envolve violência, agressões, mortes, armas... Confirmo que sigo amando este país e torcendo pra que dê tudo certo, óbvio, apesar de tudo que tenho visto, ouvido, lido. 

Não acho que 1 presidente deva se envolver em nenhum assunto que não seja importante e relevante ao país. Não consigo concordar com 1 presidente que repercute filmes em suas redes sociais mostrando “golden shower”, chamar estudantes de imbecís, idiotas... 

Assim como acho o fim ele lamentar a morte por suicídio de 1 homem que, casado, engravidou 1 namorada, que, com o feto no ventre, levou 1 violenta surra dele. 

Com o número cada vez maior de crimes contra as mulheres, o chefe máximo da nação vir publicamente dizer que “Thales tinha o sonho de mudar o país... será lembrado pelo dom, pela humanidade, e pelo amor ao Brasil... que Deus o conforte...”. Absurdo homem que bate em mulher, e + absurdo ainda, ela estava grávida de 1 filho deste homem. É o fim, este violento merecer lamentos e condolências do presidente da República. Quem merece amor, cuidados e solidariedade é esta moça, que deve ter sofrido muito, apanhando deste “mc reaça”. 

Infelizmente, não creio que estes casos de feminicídio diminuam no país, com o presidente enaltecendo esta violência contra as mulheres. Mas ai me lembra a campanha, quando ele confirmou que as mulheres devem receber salários menores que os homens, exatamente por engravidarem. 

E o + incrível, mulheres ainda o apoiam e defendem. Como pode, se elas próprias são as maiores vítimas destes homens que não gostam de mulher? Sim, eles até se dizem heterossexuais, mas fazer sexo com elas não significa necessariamente que eles gostem delas. Porque, pra mim, quem gosta, cuida, protege, valoriza, ama. Conheço muitos gays que gostam muito + de mulher que estes machistas machões que descarregam suas frustrações nelas. 

Então , aqui, explicitamente, meu protesto e repúdio ao sr. que, de Messias, só tem o nome, por + esta “bola fora”. Ele é fera nisso.

Chega de violência contra minorias, incluindo as mulheres, claro!!!


Felipe Camelo por Felipe Camelo

Felipe Camelo é jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]