Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
16 de setembro de 2019
min. 23º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Caixa tem horário estendido hoje e amanhã para saque do FGTS
28/08/2019 às 12h12

Blogs

Deve ser Lei Federal

Felipe Camelo

Desde pequeno, nunca achei correto classificar as mulheres como “sexo frágil”. Fui crescendo e observando que eu estava certo. De frágil, elas não tem nada.

Só em gerar vida por 9 meses, e enfrentar as dores do parto, e depois, criar e educar, enquanto se ocupa com sua carreira profissional, ainda assume os cuidados com a família e com a casa, não é “mole, não”. Ainda batalham contra preconceitos, discriminação e pela valorização, principalmente no Brasil, onde as mulheres ganham menos que nós, homens, “por ser mulher, e por engravidar”, 2* o presidente da República.

Duvido que os machões machistas aguentassem parir e passar o resto da vida se multiplicando, como mulher, profissional, mãe, esposa, dona de casa... tendo que administrar e fazer tudo dar certo. Minha admiração pelas mulheres só cresce. Motivos não me faltam.

Como ontem, quando vi este outdoor destacando projeto de Lei de autoria de Cibele Moura, comprovadamente a + jovem deputada estadual do Brasil, mas não menos atuante. Pelo contrário. Honrando o DNA da política na herança familiar, já vem mostrando serviço desde que assumiu em janeiro último.

É de sua autoria a Lei aprovada “Que proíbe a nomeação de condenados pela Lei Maria da Penha a cargos públicos em Alagoas”.

A 1ª barreira, Cibele venceu, ao assumir tão nova, 1 importante função num ambiente predominantemente masculino, mas, com propostas sérias como esta, já chega mostrando compromisso e comprometimento com o cidadão, com a comunidade. Num país em que se consegue ‘driblar’ leis e seguir com benefícios públicos, importante ação para inibir e coibir crimes contra a dignidade humana. Parabéns pelo projeto e pela aprovação, dos demais deputados.

Mas, aproveito o tema “condenados nomeados em cargos públicos”, confesso, me indignou a matéria na exame.abril.com.br sobre 1 senadora juíza Selma Arruda (PSL/MT), cassada por caixa 2 e indicada pelo presidente do senado para presidir o Conselho de Ética. Eleita com discurso anti-corrupção, foi condenada por unanimidade (7x0) pelo TRE do Mato Grosso. Fica inelegível, mas, por interesses políticos e apadrinhamento, segue usufruindo do poder. Incrível, alguém condenado por falta de ética, presidindo exatamente o Conselho de Ética do Senado do país.

Mas enfim... Aqui na torcida para que esta Lei assinada por Cibele Moura seja ampliada, não só como Lei Federal, mas também atinja condenados, além da Lei Maria da Penha. Chega de manter a mamata no poder público, de pessoas condenadas por qualquer tipo de crime. Chega de impunidade num Brasil de tantas barbaridades!!!


Fonte: Felipe Camelo

Galeria de Fotos


Felipe Camelo por Felipe Camelo

Felipe Camelo é jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]