Dólar com. 5,386
IBovespa 1,13
31 de maio de 2020
min. 24º máx. 28º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Covid-19: Brasil tem quase 500 mil casos confirmados e 28.834 mortes
11/05/2020 às 18h26

Blogs

Nova Normalidade

Felipe Camelo

Estou 100% isolado, com minha ‘filhota’ Toda, e só tenho saído quando precisamos de comida ou remédio. Desde março não corto cabelo ou barba, tô a cara de 1 “homem das cavernas”, mas não estou estressado não. Se é pra ser assim, que seja.

Tenho tentado me manter em paz, procurando me ocupar, mas fazendo somente o que me dá vontade naquele momento. Por exemplo, tenho roupas pra lavar, mas, se o prazer for cuidar do jardim, serão as plantas que terão minha atenção. Quando der vontade de lavar roupas, lavo. Mas não tenho me obrigado a nada.

Confesso que continuo com o mesmo prazer em trabalhar, e confirmo que sempre priorizei minhas obrigações, deixando ‘de lado’ atividades que me dariam prazer pessoal naquela hora.

E nesta pandemia, pra tentar controlar ansiedade, estresse, baixo astral,  tristeza... tenho dado prioridade total ao “meu desejo”, sem me culpar. No início, ficava me “cobrando” por estar deitado numa rede no meio da tarde. Não +. Deito e durmo, na boa. Se é o que “tenho pra hoje”, que seja. Sem dor. Tanto que nunca + postei matéria aqui no blog. Não vinha conseguindo me concentrar. Peço desculpas aos internautas deste portal, mas apenas respeitei este meu momento, quando é preciso sobreviver da melhor forma. Sem estresse. Aproveito pra agradecer aos meus editores, pelo entendimento e paciência.

E sobre o Covid-19, quando raramente saio, tomo todos os cuidados, e +. Tudo que possibilitar minha segurança, não deixarei de fazer. Chego a trocar o calçado que cheguei em casa, antes de entrar no jardim. Se normalmente não toco em balcões, corrimão, maçaneta... agora + ainda. E álcool em gel, sempre. Chego em casa, boto a roupa pra lavar, limpo e guardo as compras, ainda de máscara. Só depois é que lavo a máscara, tomo banho e vou abraçar a Toda... Já vou entrar no meu ano 60, e não quero correr risco algum.

Minha mãe tem Alzheimer aos 92 anos, e desde março, não a via, e neste domingo, fui até a casa dela pra desejar Feliz Dia das Mães e dizer que a amo, mesmo da porta do quarto e, mesmo que ela não vá se lembrar da minha visita por muito tempo, a felicidade dela e minha enquanto estou ali, já valeu.

E ontem, fiquei horrorizado com algumas pessoas que não respeitam o isolamento, nem o bloqueio do estacionamento, da calçada e das praias. Eram poucos, mas estavam lá, mostrando desrespeito, principalmente com os profissionais que estão na linha de frente, tanto no contacto direto com pacientes, mas também os que se arriscam pra manter a vida de quem está em casa, com as necessidades básicas, em dia.

Vi 1 ciclista e também 1 senhorinha cadeirante que não deixou de circular pela calçada, como faz sempre. Essa, tadinha, não deve nem ter a real noção do que está acontecendo no mundo. Mas o cúmulo, na Ponta Verde, alguém tirou a faixa, estacionou, e foi pra praia, como se não precisasse respeitar o coletivo. Uns 3 homens, e nenhum usava máscara. Preocupação com a proibição? Nenhuma.

Na China, com o relaxamento do isolamento, os números de infectados aumentou, e novas medidas estão sendo tomadas. Infelizmente, aqui no Brasil, muita gente desrespeitando o isolamento, num total desrespeito, e acabam na Internet, eternizando a total ignorância.

Tomara que este Coronavírus sirva pra modificar a “vida normal” que vínhamos tendo até então. Egoísmo e ganância devem ser comportamentos transformados em solidariedade, humanidade, compaixão e empatia. Torço por isso!!!


Fonte: Felipe Camelo

Galeria de Fotos


Felipe Camelo por Felipe Camelo

Felipe Camelo é jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]