Dólar com. 5,324
IBovespa 0,88
13 de julho de 2020
min. 24º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Brasil registra 631 mortes por covid-19 em 24 horas
17/06/2020 às 20h02

Blogs

Abraços Fotográficos

Fotos Walter Karwatzki - reprodução

Nestes tempos de isolamento e afastamento social é difícil controlar a vontade de encontrar pessoas que nos fazem bem ter por perto. O contacto físico, o toque, o abraço fazem falta. Como sempre digo, é impossível ser feliz sozinho, nem triste.

Claro que a família é fundamental, é a base, mas existe 1 relação social tão importante quanto, a amizade com pessoas que a existência promoveu aproximação, identificação, carinho... mútuos. Amigos são os parentes que escolhemos pra nos acompanhar vida afora, e pra além dela. Sim, porque a vida não começa na maternidade nem termina no cemitério.

Tenho amigos da vida toda, da infância e da adolescência, que mantemos contacto. Alguns foram morar longe, como 1 turma da qual faço parte há uns 40 anos. Éramos 8, mas a vida levou 1 pra Recife, 1 pra Belo Horizonte, 1 pra Natal, 1 pra Porto Alegre, eu também fui embora, mas nunca nos afastamos, realmente. Com as ferramentas tecnológicas, facílimo manter tudo em dia.

Hoje, trabalhei no jardim até umas 4 da tarde, tomei banho e deitei numa rede pra pensar na postagem do dia. Vi umas fotos minhas que fiz estes dias, cabelo e barba crescendo desde março, observando minhas mudanças externas, consequentemente internas, claro.

E pensando nisso, recebi mensagem pelo Whatsapp com fotos minhas, aqui em Guaxuma, registradas há uns 10 anos. Tomei 1 susto, quase choque, com minhas transformações. Coração acelerou, reagindo. Quem me mandou o presente???  Walter Karwatzki, este amigo que foi morar em Porto Alegre há 40 anos, e sempre que pode, volta aqui pra compensar a saudade.

Nas fotos, detalhes da tatuagem que outra amada amiga, Cláudia Fanti, fez em mim, reproduzindo fielmente fotografias minhas, ela que foi morar na Alemanha há uns 12 anos.

E ai, emocionado com a surpresa, momentos da vida eternizados em fotografias, pelo olhar de alguém que me conhece como poucas pessoas.

E pensando nesta atitude de Walter, confinados pelo Coronavírus e pela distância física, ele não chegou perto de mim. Ele entrou, na minha memória, no meu coração. Maravilhosas lembranças apareceram como filme, muito + que estas 5 fotos que recebi.

Por isso, pensei nesta postagem, sugerindo que, se aproxime de quem você gosta, assim. Aproveite o tempo que sobra, e muito, procure fotos e envie pra quem nelas aparece. Garanto, a sensação é incrível, de carinho, de cafuné, de conforto, de abraço.

Claro que o celular é indispensável, e estamos sempre como ele por perto. Pois então, caça às lembranças visuais. Compartilhe, mande. Bom inclusive pra descansar a mente das notícias da pandemia e da política, já que são 2 assuntos permanentemente abordados em todas as mídias. E principalmente, é 1 forma de estar com queridos, mesmo de longe.

Aqui, imaginando muitas fotos atravessando o tempo, ativando sentidos, aproximando pessoas. Verdadeira corrente de amor, sentimento que precisa ser sempre praticado. Ah! #fiqueemcasa #vaipassar #doeamor


Fonte: Felipe Camelo

Galeria de Fotos


Felipe Camelo por Felipe Camelo

Felipe Camelo é jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]