Dólar com. 5.5683
IBovespa 1.28
01 de março de 2021
min. 23º máx. 29º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás
13/01/2021 às 15h55

Blogs

Arte, Cultura, Saúde

Além da Medicina, Bem Estar

Dr. Edgar Antunes Neto no início das obras (FC)

Nestes sombrios e tristes tempos de pandemia mundial, difícil manter serenidade, tranquilidade, felicidade. 

 Com + de 200 mil brasileiros mortos, confesso que não consigo me sentir "normal", feliz, como se nada estivesse acontecendo. Continuo em isolamento e quando tenho que sair, todas as regras de segurança são rigorosamente seguidas. Sair sem máscara? Nem pensar. Nem quando estou sozinho no carro, lá estão elas no meu rosto. Teria vergonha de ser visto na rua sem esta proteção. Minha e de todos. 

Ando bem triste e algumas vezes me flagro sem ânimo e disposição. Parece que me falta energia. Tanto que não venho conseguindo manter este blog atualizado diariamente, como sempre fiz. Aproveito para me desculpar, com os internautas/leitores, mas também com meus editores, Afrânio & Eliane Aquino e Ricardo Leal. Outro dia tomei susto, quando vi que havia ficado 8 dias sem postar nada nas redes sociais. Especificamente no período entre o Natal e 'Ano Novo'. Até então impensável passar a virada de ano sem festas, sozinho em casa. Nunca havia ficado tanto tempo "fora do ar". Fatos de muita relevância aconteceram, 'mexeram' comigo, mas não consegui escrever, editar e postar. 

Mas, consciente disso tudo, aqui estou eu, retornando a atividade, na intenção de manter o equilíbrio, e a fé nas pessoas, que, infelizmente, vem se comportando de maneira absurdamente criminosa, promovendo e participando de festas, festinhas e até festões. Muitas aglomerações. O resultado? Hospitais lotados, dificultando o atendimento público. Mas enfim, este será foco de postagem próxima. Hoje, o assunto é também saúde, mas incluindo Arte e Cultura. Vamos lá...

Em 1999, sofrí grave acidente automobilístico e foi no 'Hospital do Açúcar e do Álcool' que fiquei internado. O resultado não poderia ter sido melhor, já que minha recuperação foi plena e absoluta. Gratidão aos médicos, e demais profissionais. Mas enfim, confirmo felicidade ao constatar as incríveis mudanças que vem acontecendo no antigo 'Hospital dos Usineiros'. Com meu querido amigo Edgar Antunes Neto ao comando de competente equipe, muitas e importantes transformações, internas e externas, físicas e astrais. Neste processo, Veredas foi o nome escolhido para batizar este novo centro de Saúde, que segue se destacando em Alagoas. 

Claro que a capacitação dos profissionais e a tecnologia dos equipamentos fazem diferença e garantem a recuperação dos pacientes, mas está provado que bem estar também é fundamental em qualquer tratamento de saúde.   

Além de reforma interna, o enorme jardim ganhou novo paisagismo, e abriu o hospital para a Fernandes Lima, até então, isolado por intransponível muro. Integração total  com a cidade é a meta. Estava lembrando da emocionante celebração de Natal em 2019, que não pode ser repetida ano passado por causa do Coronavírus, claro. Este espaço 'verde' vem sendo utilizado para caminhadas, contemplação... promovendo a necessária tranquilidade e bem estar para a recuperação dos pacientes. 

Neste projeto de aliar medicina, tecnologia, e bem estar, a visão humanística e sensível de Edgar Antunes ganhou reforço extra com ideias de sua 'metade' Jacqueline Pedroza Antunes, cujo bom gosto estético e artístico é reconhecido. Assim surgiu a Pinacoteca Veredas, reunindo obras de artistas alagoanos, permanentemente em exposição, disponível aos pacientes, acompanhantes, médicos, enfermeiros, visitantes... 

Mas, com assessoria do publicitário, professor, editor e curador Luiz Dantas, o projeto de Edgar Antunes precisou ser reformulado, já que, com a pandemia, a abertura da Pinacoteca não poderia acontecer, mas o projeto Arte Contemporânea de Alagoas, é realidade, cuja 1ª edição aconteceu em 1989, marcando época e colocando a arte alagoana na vitrine do mundo. Luxo. 

Agora em 2021, se renova e se coloca novamente 'em pé', múltiplo, de maneira digital, numa ousada proposta que inclui livro impresso, 1 mini documentário, que inspirou 1 curta metragem e também 1 calendário 2021, aproximando ainda + as obras com o público. Sem deixar de citar o site contemporaneadasalagoas.art.br , que nas 1ªs horas no ar contabilizou dezenas de milhares de acessos e visualizações. Segue neste rítmo.

Adriana Jardim, Agélio Novaes, Alba Correia,Alex Barbosa (in memoriam),Arnaldo Medeiros, Dalton Costa, Daniel Baboo, Dydha Lyra,Edmilson Oliveira, Ednilson Salles, Eduardo Bastos, Eduardo Xavier, Elisabeth Wolbeck, Ênio Lins, Eva Le Campion, Everson Fonseca, Eu, Flávia Correia, Germano Munganga, Heway Verçosa, Ismael Pereira, Israel Melo, Judican Lopes, Laís Lima, Levy Paz, Lú Azul, Lúcio Moura, Lula Nogueira, Marcos Sapata, Maria Amélia Vieira,   Maria Lúcia, Marta Arruda, Murilo Ribeiro, Myrna Maracajá, Pedro Cabral, Pedro Caetano, Persivaldo Figueirôa, Reinaldo Lessa, Roberto Costa Farias, Rogério Gomes, Rogério Sarmento, Rosa Piatti, Rosivaldo Reis, Simone Freitas, Suel Damasceno, Tânia Pedrosa, Vânia Lima, Vera Gamma, Weber Bagetti e Yara Pão somos os selecionados para este projeto que tem realização da Engenho Publicidade & Cia, e patrocínio Hospital Veredas. 

Confirmo que vale acesso o contemporaneadasalagoas.art.br

Galeria de Fotos


Felipe Camelo por Felipe Camelo

 Jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]