Dólar com. 5.2607
IBovespa 0.03
18 de maio de 2021
min. 23º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Com novas doses, Alagoas inicia imunização por idade simples a partir de 59 e 58 anos
08/04/2021 às 18h30

Blogs

Sobre ontem

Umas 4 da tarde de ontem, 7 de abril, comecei texto sobre o Dia do Jornalista, mas descobri que a data também marca o Dia Mundial da Saúde além do Dia do Médico-Legista. 

Fui pesquisando e encontrei casuais pontos em comum entre as 3 datas, numa só. Me empolguei, fui escrevendo e perdi a hora. Tive que parar para a troca dos curativos da cirurgia a que minha filha de 4 patas, Toda,  foi submetida, para retirar alguns caroços de câncer malígno na pele. Quando acabamos era quase meia noite, e cansadaço não consegui concluir a edição e deixei para repercutir hoje, mas tive dia cheio e só agora consigo sentar para finalizar e me desculpar pela involuntária ausência ontem.  Resolvi não atualizar o texto, deixando como se houvesse publicado. 

Assim, aqui, minhas curiosas descobertas sobre os fatos citados acima, e comentados abaixo. Para ilustrar, fotos de conjuntos de várias colunas que publiquei nos últimos anos nos 2 jornais que trabalhei. Preferi, evitando colocar fotos minhas, do meu rosto. Não vai dar para ver as fotos em detalhes, muito menos ler as notas nas antigas colunas, Minha ideia é chamar atenção para a estética das colunas, sempre em movimento, todas bem diferentes umas das outras, imprimindo meu estilo, minha linguagem. Então, agora, o texto que era para ter sido postado ontem. 

Guardando as devidas proporções, e diferenças em alguns pontos e detalhes, o enredo é praticamente o mesmo.Parece que estou escrevendo em tempo real, factual. Sobre agora. Neste dia 7 de abril, é marcado como Dia Mundial da Saúde, criado pela Organização Mundial da Saúde, como movimento para que sérias políticas sejam voltadas para a saúde e o bem estar da população. Seu principal foco é conscientizar, informar e cuidar para que todos tenham consciência de seus direitos relacionados à promoção da saúde pública. Não parece atual???

Então, esse dia também é dedicado aos médicos-legistas, numa das áreas mais importantes da Medicina, a Medicina-Legal, responsável inclusive pelas análises de corpo de delito, auxiliando na elucidação de fatos criminosos, com vítimas vivas e/ou mortas. 

E este 7º dia do 4º mês do ano é igualmente lembrado como o Dia do Jornalista, numa ação da Associação Brasileira de Imprensa, como forma de manter aceso o nome de Líbero Badaró, que foi o 1º jornalista assassinado por causa de suas atividades profissionais, eentre elas,denunciar os desmandos autoritários  ditatoriais de Dom Pedro 1º,  envolvido no assassinato do jornalista que também era médico. Como imperador, criou cargos vitalícios para seus apoiadores, e suas atitudes eram observadas como características de déspotas, num momento em que o herdeiro do trono estava bem desgastado pelo fracasso brasileiro na guerra da Cisplatina e pelo caos da economia. 

Badaró era o maior crítico do império, e além da medicina, escrevia artigos com ideias liberais e logo ganhou destaque como jornalista. 

Incrível como estas 3 datas citadas no início do texto tem relações com esses atuais dias, quando o Brasil vê os frequentes e sistemáticos ataques que jornalistas vem sofrendo na função de bem informar, sendo o Brasil  um dos países onde seus repórteres são violentamente atacados, inclusive por pessoas severamente influenciados por ideológica  ignorância. Carecemos seriamente de políticas públicas de saúde, e garantia de notícias transparentes e verdadeiras, no enfrentamento contra notícias falsas veiculadas em alguns meios de Comunicação e principalmente na Internet, atrapalhando o combate ao pandêmico Coronavírus. Num país onde armas são francamente liberadas e as mortes, alarmam Brasil afora. E os médicos-legistas têm tido muito trabalho na elucidação de tantos crimes. 

Coração acelerado escrevendo esse texto, que comecei no comecinho da noite.

Confirmo minha paixão pelo jornalismo, tanto quanto pela fotografia, que agrega valor ao meu ofício. Como jornalista, mesmo num formato 'coluna social', com poucos espaços para bem informar, procurava sinônimos menores, que eu pudesse dar o maior nº de informações em tão poucas linhas, Garanto, é muito mais difícil dizer tudo e escrever pouco. Literalmente, o cúmulo da síntese. Esse detalhe era mais 1 desafio, que eu enfrentava diariamente, com o maior prazer. 

Tristeza profunda por estar entre uns 70 profissionais demitidos de 1 jornal que não teve a decência de reconhecer como todos nós nos dedicamos para enriquecer a publicação com nossos trabalhos. 

Mas voltando ao 1º parágrafo, iniciamos assim outro ciclo de vida, inclusive profissional, e me confesso bem feliz com o convite de Eliane Aquino e Ricardo Leal para assinar coluna em 2 páginas da revista Painel, e blog no Portal homônimo. 

E assim, transformei as colunas de notas em matérias que podem ser crônicas, desabafos, comentários, artigos... e/ou qualquer outra classificação que meus escritos possam ter. Reforço a importância da Imprensa na manutenção da Democracia, única forma civilizada de governo, em contraponto ao autoritarismo das ditaduras e tiranias, independente de correntes ideológicas. 

Salve os dias do Jornalismo, da Saúde e da Medicina Legal, sem dúvida, fundamentais para a vida. 

Ah! Como cidadão e jornalista, reforço a importância de isolamento social e o uso constante de máscara, além da total higiene das mãos, com água e sabão ou álcool em gel. Covid19 segue matando

Galeria de Fotos


Felipe Camelo por Felipe Camelo

 Jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]