Dólar com. 5.2607
IBovespa 0.03
18 de maio de 2021
min. 23º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Com novas doses, Alagoas inicia imunização por idade simples a partir de 59 e 58 anos
29/04/2021 às 16h28

Blogs

Corpos, Movimentos, Ritmos

No Dia Mundial da Dança

Acervo pessoal - reprodução

Como sempre digo, repito, "tripito"... impossível a humanidade evoluir sem produzir e consumir arte, em todas as suas múltiplas linguagens. Educação e Cultura seguem no topo das prioridades para feliz sobrevivência. 

Entre todas as manifestações artísticas, a dança cada dia mais ampla, sempre agregando novas experiências, vivências, estilos. Grandes nomes 'ganharam' os mais importantes palcos do mundo, como Jean-Georges Noverre, que foi um dos grandes, cujo nascimento em 29 de abril de 1727 e  fez o Comité Internacional da Dança da UNESCO escolher a data como o Dia Mundial da Dança. 

Alagoas é, comprovadamente, berço de inúmeros e talentosos artistas, em todas as formas possíveis e impossíveis de arte, como a dança, que já notabilizou nomes como Maria Emília Clark, por exemplo. E em sua figura, com riquíssima história de vida, tanto pessoal quanto profissional, merece aplausos. 

Com Eliana Cavalcanti e Fernando Ribeiro, deu seus primeiros "pivôs", em 1979. Fez parte do Ballet Íris de Alagoas, de 1983 a 1988, até que embarcou para São Paulo, onde foi uma das estrelas do Ballet Stagium, fundado em 1971 por Marika Gidali e Décio Otero. Com certeza, importantíssima companhias de ballet do Brasil, que sempre viajou muito, sendo aplaudido nos maiores teatros do mundo. 

Lembro bem dessa época, já que eu também morava lá, e coincidentemente, eu era vizinho de Edgar Duprat e Paula Perillo, filho e  nora de Marika e Décio. Lembrei agora que levei queimadura de 3º grau na minha mão esquerda, e foi Edgar quem me levou ao hospital para os 1ºs cuidados. Gratidão sempre. 

Como o mundo é, comprovadamente redondo, e dá voltas sem parar, tanto ela como eu voltamos para Maceió, deixando nossas vidas nos levarem. Com o projeto  "Dança a Serviço da Educação", coordenado por Marika e Décio, a bailarina alagoana aproveitou a incrível experiência para por em prática aqui em Maceió,  com o mesmo sucesso paulistano. 

Desde 2000, ensina e coordena a Academia de Dança Maria Emília Clark, criando em 2001 a Companhia que também leva seu nome. Colecionando prêmios, diplomas, homenagens e honrarias, Maria Emília Clark é sinônimo de talento, foco, garra, coragem, correção, profissionalismo, solidariedade, se confirmando como incrível ser humano. E em sua leve e bela figura, presto emocionado reconhecimento pela importância dos bailarinos em Alagoas, principalmente neste 29 de abril de 2021, Dia Mundial da Dança, momento em que as atividades artísticas vem enfrentando muitos desafios,  seja pela pandemia do Covid19, seja pela política, que vem diminuindo atenção, cuidados, e investimentos em todas as áreas de cultura, entretenimento e lazer. 

Assim, como essas fotografias que capturei dos álbuns digitais de Maria Emília Clark,  reforço meu desejo de que consigamos vacina para todos e que nossas atividades retomem ritmo e continuidade. Como mais reconhecimento , investimento e público. 

Meus aplausos, de pé!!!

Galeria de Fotos


Felipe Camelo por Felipe Camelo

 Jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]