Dólar com. 5.007
IBovespa -0.93
18 de junho de 2021
min. 21º máx. 27º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel SMTT altera sentido de ruas no bairro de Mangabeiras a partir deste sábado (19)
13/05/2021 às 18h47

Blogs

Em Harmonia com a Natureza...

... Somos Seres do Meio Ambiente

Qualquer reunião, é sempre sob a craibeira, seja que motivo for...

Nesse 133º dia de 2021 no calendário gregoriano, 13 de maio é marcado como o dia em que princesa Isabel assinou a Lei Áurea em 1888, mas infelizmente, ainda vivemos num Brasil onde ainda existem pessoas que se acham melhores que outras por terem dinheiro e poder, e perpetuam relações trabalhistas análogas à escravidão. Assim, infelizmente, não há reais motivos para se celebrar a data nesse país que mantém o absurdo e imperdoável ranço escravocrata. 

Sem deixar de falar no preconceito, social e principalmente racial que segue presente nesse Brasil atrasado e em pleno retrocesso, em todos os sentidos. Mas vamos resistir e avançar, com Ordem e Progresso, sem esquecer a Paz e o Amor. 

Mas hoje, além desse histórico assunto, tenho mais dois para abordar. 

Como já publiquei aqui no blog e em outras mídias, eu e todos os outros moradores do loteamento Gurgury, em Guaxuma, estamos envolvidos numa negociação com a Prefeitura de Maceió para evitar que se construa estação elevatória de esgoto aqui entre nossas casas, especificamente numa linda e importante Área Verde que reúne diversas espécies da tão sofrida Mata Atlântica, natural habitat de muitos animais, incluindo uma solitária raposinha, sempre vista por aqui.

Com as construções de muitos  condomínios aqui no litoral norte de Maceió, tanto de casas quanto de enormes edifícios, e a duplicação da AL101Norte, animais de várias espécies têm aparecido aqui. Não são poucos os cassacos que aparecem atrás de mangas, sapotis, bananas... que cultivo aqui no jardim. Como tenho cadela naturalmente caçadora, a grande maioria deles vira presa e acabam mortas. Claro que é horrível a cena, principalmente quando são fêmeas e são mortas pela Toda, minha filha de quatro patas, e sem raça definida. 

Outras espécies também perdem seus locais de moradia e acabam assustando os moradores, como jiboias, por exemplo. Há umas 3 semanas, uma vizinha teve dois gatos devorados por uma dessas cobras, que vem vagando sem ter onde ficar. Infelizmente, essa devoradora de felinos não foi encontrada, o que provocou medo em todos por alguns dias. Outro dia, uma jiboia morreu atropelada atravessando a pista. 

Na última 3ª-feira, uma foi encontrada numa casa aqui perto da minha, mas não sabemos se era a mesma ou outra. O Batalhão Ambiental da Polícia Militar foi acionado para capturar e levar para a sede do Ibama, de onde será reintroduzida em alguma área onde viva tranquila, preservada e protegida. 

Vieram Nelo, Araújo e Anderson Góes, que se mostraram preocupados com o bem estar da jibóia, evitando aglomeração de curiosos, o que pode estressar o animal. Rapidamente, conseguiram colocar na viatura e levá-la, para a segurança e tranquilidade de todos os envolvidos, principalmente a cobra. 

Gostaria de ter postado essa captura ontem, mas ai entra minha 2ª pauta, completamente interligada com o resgate da despejada jiboia "sem lar". 

Como já postei aqui e alguns companheiros jornalistas também já publicaram matérias sobre a área verde que temos aqui no loteamento. 

Além de ser morada de aves, mamíferos, répteis... é também proteção natural contra poluição sonora e do ar, provocada pelo trânsito, que deverá aumentar com a duplicação da rodovia, naturalmente rota de muitos ônibus e  caminhões, principalmente. Mudança no projeto original da obra, avançaria sobre a área verde, destruindo-a. 

Nos mobilizamos, e o governador Renan Filho e seu secretário Mozart Amaral se mostraram sensíveis ao pedido de se preservar nossa "florestinha", ou "matinha" como carinhosamente a chamamos. É fato comprovado que, com os desmatamentos, os animais ficam perdidos pelo mundo, vagando sem terem para onde ir, onde encontrar moradia, abrigo e comida É óbvia a realidade. Claro que não somos contrários ao 'desenvolvimento' e crescimento das cidades, mas tudo tem limite. Até água demais faz mal. Concordam???

Mas voltando ao fato de que eu pretendia postar ontem a captura da enorme jibóia de uns 2 metros, não consegui, porque eu precisei ir registrar a entrega de relatório assinado pelo Engenheiro Civil e Sanitarista Cleodon de Vasconcelos Leite da Silva e pela também Engenheira Sanitarista  e Ambiental Sílvia Carla Gomes da Silva, pernambucanos contratados (e pagos com arrecadação dos moradores do Gurgury) para estudar e apontar outras opções de possíveis e adequados locais para se construir estação elevatória de esgoto fora de nosso loteamento. Fizemos cota para pagar o trabalho dos engenheiros, que passaram 2 dias aqui estudando "in loco", para apresentar robusto laudo técnico. A Prefeitura nos deu até ontem, dia 12,  para apresentarmos o estudo, o que impossibilitou edição e postagem de matéria aqui no blog. E felizmente, conseguimos cumprir o prazo.

Na comissão de moradores, Lindair Amaral, Louise Texeire, Vinicius Palmeira e eu, e como nossos interlocutores junto ao prefeito JHC, o vice Ronaldo Lessa e seu assessor Judson Cabral, e ontem, ainda tivemos a sorte de encontrar na sede da prefeitura os secretários Francisco Sales, Nemer Ibraim e Lívio Lima, que nos atenderam, Louise e eu, que precisamos voltar lá para entregar o protocolo do processo,. e os encontramos. 

Explicamos em detalhes, que todos os moradores do loteamento não somos contra obras de saneamento, mas radicalmente contrários ao desmatamento da área verde para a construção da obra que, com certeza, compromete nossa qualidade de vida, principal motivo para morarmos aqui, garantindo tranquilo e harmonioso estilo de vida, em pleno convívio com a natureza. 

Já havia escurecido quando saímos da prefeitura, em Jaraguá, mas felizes e confiantes de que, com a ajuda do Sales, Ibrahim, Lívio, Ronaldo e Judson, o prefeitos se mostrará sensível e concordará em construir  essa "bendita" estação elevatória de esgoto fora da Área Verde, conforme a necessidade e vontade da comunidade. 

Claro que não posso deixar de citar e agradecer a boa vontade, entendimento, visão e apoio do dr. Carlos Eduardo Monteiro, ativo Defensor Público, cuja força tem sido fundamental. 

Mas enfim, estamos muito confiantes de que nossa Área Verde será preservada e que a Prefeitura de Maceió concluirá as obras de saneamento do litoral norte, sem comprometer nosso bem maior, nosso maior e melhor investimento, o estilo de vida que queremos, precisamos e merecemos. 

Assim, nesse post de hoje, misturo a jiboia capturada e salva, e os registros que fiz ontem na prefeitura, com nossos interlocutores com o prefeito JHC, aqui acima citados, confirmando gratidão, em meu nome e de todos os moradores do loteamento Gurgury, que seguimos felizes. 

E com certeza, os animais também. 

Ah! Regularmente, recolhemos o lixo que é jogado na rodovia e que se acumula na área verde, onde criamos trilha para passeios e contemplação da natureza, cujas árvores, como craibeira e pau-brasil, serão identificadas por placas que estão sendo criadas pela publicitária Paula Amaral, da Agência de Conteúdo Estúdio Coletivo. Aproveito para reforçar o convite para que maceioenses possam conhecer a Área Verde do Gurgury/Guaxuma. Afinal, além de nossa, é também vossa

Galeria de Fotos


Felipe Camelo por Felipe Camelo

 Jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]