Dólar com. 5.166
IBovespa 0.58
17 de agosto de 2022
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Câmara aprova reajuste linear de 4% para todos os servidores públicos municipais
25/04/2022 às 17h44

Blogs

Sequestro Virtual

Meu @felipecamelo HACKEADO

arte Afrânio Aquino - reprodução

Sempre fui muito corajoso, mas obviamente, cauteloso, tanto que nunca cliquei em nenhum link que receba. Pode ser de quem for, não entro. Assim como também nunca fiz compra por telefone.
Mas observo a absurda quantidade de golpes na internet e fico ainda + cuidadoso.

Como já publiquei, estou em Porto de Pedras trabalhando com o prefeito Henrique Vilela, e na intenção de travar novos contactos, venho adicionando pousadas, restaurantes, hotéis, prestadores de serviços… que estejam aqui na Rota Ecológica.

Desde dezembro, venho vivendo noutro ritmo e se não tenho compromisso, umas 8 da noite já escovo os dentes, coloco água e ração pra Lili e Zazá e vou pr’o quarto.

Na noite da última 5a-feira, estive acompanhando o prefeito na Associação do Peixe-boi, onde aconteceu evento da Mostra Farol da Rota de Cinema AmbientaL que movimentou Porto de Pedras, São Miguel dos Milagres e Passo de Camaragibe na última semana, e passei o dia sem notícias de minha mãe. Cheguei umas 11h, bem cansado, e assim que deitei, olhei no celular se meu irmão havia mandado alguma novidade de nossa mãe.

Foi quando vi mensagem pelo “inbox” do Instagram. Era, aparentemente, o perfil de 1 das pousadas que estou seguindo, me agradecendo e convidando para que eu passasse 1 fim de semana hospedado, para conferir os detalhes, o conforto, as belezas, mas como precaução e segurança, eu teria que entrar no perfil deles, “printar” a página e enviar, confirmando que eu sou eu, atestando minha identidade. Inocentemente, assim fiz. 

Não hora que enviei a imagem da página da pousada, o diálogo foi encerrado e eu descobri que não tinha + acesso ao meu @felipecamelo , onde publiquei + de 6.000 fotografias e vídeos. No dia seguinte, amigos me contactaram para saber sobre diversos eletrodomésticos que estavam sendo anunciados entre meus “storys”. Foi a confirmação do golpe.

 Estive na delegacia daqui da região, onde fui recebido por 1 policial militar, que me informou que somente polícia civil formaliza Boletins de Ocorrência, às 3as, 4as e 5as. 

Enquanto isso, amigos se mobilizavam para denunciar ao Instagram que eu havia sido “hakeado” e avisar uns aos outros, evitando que alguém se interessasse pelos objetos, depositasse o pagamento numa conta supostamente minha, e fosse tbm vítima. Alguns amigos até entraram com contacto com quem está administrando minha página para tentar que desistisse do golpe. Obviamente não conseguiram, e foram bloqueados, perdendo o acesso, já que os miseráveis haviam transformado minha conta publica em privada.

Bem, tentei fazer o B.O. pela Delegacia Digital de Alagoas mas na hora de fazer o reconhecimento facial, recebi repetida orientação “olhe pra frente”, mas como tenho estrabismo no olho esquerdo, não consegui. Tentei várias vezes e nenhuma delas foi possível. Também não pude fazer através de conta bancária, já que nunca utilizei celular para transações financeiras.

Só me resta aguardar e voltar lá amanhã para, presencialmente, formalizar a denúncia do golpe que estou sendo vítima para finalmente conseguir o B.O.

Claro que desejo recuperar minha página no IG e ter de volta minhas fotos e vídeos, e hoje soube de alguns casos que as contas foram recuperadas, mesmo tendo levado muito tempo. Mas enfim, quero agradecer profundamente o carinho de todos que me contactaram em solidariedade.

Aproveitei para criar nova página no Instagram, onde vou focar e publicar notícias positivas daqui da região de Porto de Pedras, porque podem ter sequestrado meu trabalho, mas não minha capacidade de seguir produzindo, muito menos minha sensibilidade de observar a vida e o mundo, registrando novas imagens em fotos e filmes.

Assim, indico, convido e recomendo, sigam-me no @narotaecological , onde seguirão comigo na Rota Ecológica de Alagoas. Triste estou, mas não estou sofrendo, nem vou. Se a Existência quis assim, que assim seja. Eu? Sigo pra frente e pra cima, enquanto estes criminosos, padeceram escondidos, fugindo, anonimamente, se confirmando os vermes que são.

ResponderEncaminhar

Galeria de Fotos


Felipe Camelo por Felipe Camelo

 Jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2022 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]