Dólar com. 5.166
IBovespa 0.58
17 de agosto de 2022
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Câmara aprova reajuste linear de 4% para todos os servidores públicos municipais
27/04/2022 às 18h21

Blogs

A poética dos varais.

FC

Confesso que desde criança, ditados populares sempre me chamaram atenção, como “roupa suja se lava em casa”, mas porque não estender na rua???  Sim, claro que concordo com o sentido de que, confusão em família não tem que se tornar pública, desde que não aconteça agressões, principalmente vitimando mulheres, crianças e animais. Nesses casos, o tal “em briga de marido e mulher não se mete a colher” não cabe +. Esse tempo já passou. Se algum vizinho, amigo, conhecido ou qualquer outra pessoa perceber pancadaria, principalmente, tem que denunciar mesmo. Silêncio vira cumplicidade. Mas este não é meu foco de hoje. Neste 27 de abril, aqui em Porto de Pedras, este ‘improvisado’ varal com estampadas e multicoloridas colchas estendidas na grade do muro foi impossível não observar. Eu que adoro varais, não resisti, parei e registrei. Depois de 2 dias de chuva, aproveitar o sol pra lavar e secar foi necessário. Como também adoro cenas urbanas, esta é minha postagem de hoje. Ontem, escrevi textão sobre o tempo, e recebi muitas reações positivas, me deixando bem feliz, claro, já que, fora de minha costumeira zona de conforto, venho iniciando nova fase, inclusive profissional, já que o formato ‘coluna social’ me deu muito prazer, mas não quero seguir com esta fórmula de jornalismo que pratiquei por uns 30 anos. Como estou vivendo num ritmo + lento, pensando muito na vida, crônicas e depoimentos tem sido minha forma de escrever. Assim como meu foco. Morando em Porto de Pedras, longe do burburinho social, cultural e mundano, tenho tido muito prazer em fotografar cenas do cotidiano, imagens que pouca gente percebe. Como a poética dos varais ao vento. Adoro roupas lavadas, ‘infladas’ pelo ar quente do nosso Nordeste. Assim, hoje, estas cores fortes, marcantes, lavadas, imagino que cheirosas, quase prontas para compor a ambientação de quartos e salas. Talvez até sejam utilizadas como divisórias de ambientes, já que é bem comum se usar tecidos no lugar de portas, impregnadas pelas personalidades de seus moradores. Tenho fotografados muitos varais, e qualquer hora dessa, estarão aqui no blog. Como o que registrei outro dia, com uniformes de vários times de futebol, misturados, num inusitado congraçamento de equipes rivais. Mas este é assunto pra outra publicação. Boa noite…


Felipe Camelo por Felipe Camelo

 Jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2022 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]