Dólar com. 5.166
IBovespa 0.58
17 de agosto de 2022
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Câmara aprova reajuste linear de 4% para todos os servidores públicos municipais
28/04/2022 às 14h14

Blogs

Na Passarela da Vida

FC

“É no mangue que peixes, moluscos e crustáceos encontram as condições ideais para reprodução, berçário, criadouro e abrigo para várias espécies de fauna aquática e terrestre, de valor ecológico e econômico. Os mangues produzem mais de 95% do alimento que o homem captura do mar”. Esta definição encontrei no http://ecologia.ib.usp.br e confirma o que eu já sabia e reforça meu encantamento por este ecossistema. 

Além da beleza, não só da vegetação, com parte de suas raizes expostas, mas também pela fauna. Observar principalmente os carangueijos entrando e saindo de suas tocas é realmente muito lindo. Por isso tudo, fico profundamente triste quando vejo que crimes ecológicos serem cometidos para o avanço imobiliário. Claro que é inevitável o crescimento das cidades, mas respeito ao Meio Ambiente é respeitar a vida, afinal, nós seres humanos seremos fatalmente vítimas da destruição desordenada da natureza. Assim, ontem, produzindo uns vídeos aqui em Porto de Pedras, me emocionei na ponte/passarela sobre o rio Tatuamunha, construída e entregue em setembro de 2021 pelo governador Renan Filho em parceria com o prefeito Henrique Vilela.

Toda feita em madeira, totalmente integrada ao Meio Ambiente, atende não só aos nativos moradores da região mas também aos turistas que visitam o santuário do Peixe-boi, mantido bravamente pela Associação Peixe-boi, que vem realizando importante trabalho de preservação desta espécie que já figurou, tristemente, na absurda lista dos animais em risco de extinção.

Maior unidade de conservação marinha e costeira do Brasil, a Costa dos Corais de Alagoas atrai muitos visitantes, brasileiros e estrangeiros, gerando emprego e renda para milhares de pessoas, sendo de suma importância sua preservação. Quase R$ 2 milhões firam investidos na chamada ‘passarela do Peixe-boi’, por onde é possível caminhar ou pedalar, já bicicleta é meio de transporte altamente utilizado por aqui. Mas qual foi minha tristeza quando soube que alguns querem atravessar a ponte guiando motocicletas. Confirmei ao ver barreiras estrategicamente colocadas nas extremidades, e aumentando minha revolta quando soube que já destruíram estes obstáculos, que são devidamente recolocados, gerando + gastos para o município.

Enquanto estive lá, percorrendo toda a extensão, flagrei turistas guiados por bugueiros, operários da construção civil, pescadores, e até 1 moça, vestida de vermelho, numa bicicleta, atravessando os 445 metros de extensão para entregar correspondência. Ou seja, é fundamental que se mantenha integra a ponte/passarela, em benefício de toda a comunidade, principalmente. Ontem de manhã o rio estava com pouco volume d’água mas não diminuiu sua encantadora beleza, confirmada pelas fotografias que fiz. Não posso deixar de registrar a imperdoável presença de lixo, atestando a ignorância humana (sic!), já que é, comprovadamente necessária para a sobrevivência do planeta e da vida que o que for descartável deva ser colocado nos devidos lugares, evitando a contaminação do Meio Ambiente e a morte de muitos animais. Por + que o poder público invista em limpeza, + o povo suja. 

Mas enfim, apesar deste imperdoável comportamento de alguns, em querer atravessar a ponte/passarela de moto, quebrar as barreiras que impedem este acesso, e o descarte, principalmente de objetos plásticos, o passeio é imperdível e a paisagem estonteante, inclusive do mirante ao lado do cemitério de Tatuamunha, no ‘Alto do Casado’, de onde se avista todo o estuário/santuário onde alguns exemplares deste dócil mamífero vem se recuperando e se reproduzindo.

Confesso que não vi, mas soube que foi bem divulgado por meus colegas da Imprensa o nascimento de 1 filhote, que deve servir como maior estímulo sua preservação. Aproveito para convidar, venham ou voltem a Porto de Pedras, e divulguem a fundamental importância de se preservar a Natureza para assim, manter a vida, inclusive humana, afinal, sem o Meio Ambiente, seres vivos não sobrevivem, nem nós humanos. Não sejamos nossos próprios algozes e vítimas ao mesmo tempo. Socorro!!!

Galeria de Fotos


Felipe Camelo por Felipe Camelo

 Jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2022 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]