Dólar com. 5,366
IBovespa -1,18
20 de setembro de 2020
min. 23º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Caixa: 770 agências estão abertas hoje até 12h

Blogs

Ser Pai é Amar

30.07.2020 às 17:10
Imagens: Reprodução

Ao ouvir sermão sobre as mães, a filha de 1 veterano das forças armadas americanas pensou em homenagear seu pai, surgindo assim, o Dia dos Pais.

Claro que o comércio lucrou muito, a comemoração se espalhou pelo mundo, mas as datas variam de país para país. Nos ocidentais, coincide com o dia dedicado a São José, pai adotivo de Jesus.

Ora, se até Cristo teve pai “não natural”, qualquer cidadão que crie, cuide e ame seus filhos, são pais, não só os que geram.

Com a evolução humana e suas descobertas, não somos somente 2 gêneros, muito além de simplesmente mulheres e homens. Acredito que nosso corpo é somente embalagem, casca. O psicológico é o que comanda tudo.

Antigamente, quando não haviam estudos e conhecimentos, natural que não tivéssemos tantas informações sobre nós mesmos. As inquietudes entre cabeça e corpo devem existir desde sempre, mas só agora, estes desencontros ganharam destaque, e com as pessoas, cada vez +, procurando se conhecer, se descobrir e se encontrar, natural que se busque a plena identificação de sua identidade.

Com a evolução da ciência, muita gente assumindo sua verdadeira formação, seu verdadeiro “eu”, buscando íntima felicidade. Claro que a medicina e a psicologia são fundamentais para esta ligação entre como a pessoa se sente e como se vê. Estas transformações são ajustes entre o interior e o exterior.

Com esta irreversível decisão, a natural inserção na sociedade deve ser, no mínimo, respeitada e aceita, afinal, ninguém tem que ficar julgando a vida de ninguém.

Com estes novos tempos, novas formas de famílias surgiram, e todo mundo tem que encarar com naturalidade. Não cabe julgamentos nem cobranças. Não importa se 2 homens ou 2 mulheres formam suas famílias, e consequentemente, tem filhos. Não importa se adotados, ou como foram gerados. São tão família quanto as formadas por 1 homem e 1 mulher, heterossexuais. Se alguém trans for o pai ou a mãe, não é menos que os que geraram tradicionalmente, por relação sexual, gestação, maternidade e paternidade.

E a sociedade não tem opção, tem mesmo é que respeitar. Não há “plano B”.

Claro que ignorantes ainda resistem, agridem, violentam, julgam e condenam os que não seguem as tradicionais e antigas fórmulas parentais, familiares. Triste é aceitar que homens héteros batam e matem suas companheiras, agridam os filhos, roubem, pratiquem a hedionda pedofilia... e sejam considerados pais de família, homens de bem, cristãos. Muitos são até pastores religiosos.

Estes são comportamentos que denigrem a espécie humana.

Mas os que aceitam e respeitam somos maioria, embora esta minoria preconceituosa insista em querer manter padrões antigos, arcaicos, obsoletos. Cada vez que alguém trans ganha destaque, violentas reações desta minoria, tentando de todas as formas, fazer valer sua (retro) visão, querendo fazer valer sua ideologia. Ora, se a pessoa não é homossexual, porque ser contra casamento entre 2 pessoas que não são necessariamente 1 mulher e 1 homem? Se é heterossexual, viva sua vida e não se meta na dos outros. Se cada 1 cuidar de si, a felicidade será coletiva, indistintamente.

Mas estas preconceituosas atitudes ganham enfrentamento.

Como agora, que Natura convidou Thammy Miranda para estrelar com Bento, seu filhinho recém nascido, a campanha em homenagem ao Dia dos Pais 2020.

Era de se esperar que minúscula facção fosse estrebuchar, ameaçando boicote aos produtos da marca, mas, qual foi a surpresa, ações da Natura tiveram aumento recorde, “o maior nível de fechamento desde 4 de março”, quando “o indicador da bolsa de valores bateu os 107 mil pontos”, 2* informações da Exame. Os papéis da empresa subiram cerca de 6,73% nessa 4a-feira (29), liderando o Ibovespa.

Além disso, muita gente repercutindo a iniciativa Natura nas redes sociais, e não duvido que as vendas crescerão muito este ano. O que não tem faltado na internet é gente, famosa e anônima, parabenizando pela civilidade da empresa brasileira fabricante de cosméticos.

Assim, com certeza, este será o Dia dos Pais especialérrimo. E na masculina figura de Thammy, presto homenagem aos que são pais, independente de terem gerado seus filhos. Afinal, pai é o que ama, cuida, ensina, e dá os melhores exemplos. Como Rubens Camelo, que a vida me presenteou como pai. Sou muito feliz por isso!!!

Postado por Felipe Camelo

Educação é Evolução

29.07.2020 às 19:52
Felipe Camelo

 Ontem, precisei ir refazer meu plano telefônico, e voltando pra casa, “A escola” escrito no asfalto me chamou atenção.

Claro que me lembrou o absurdo que Educação vem sofrendo no Brasil, confirmando que o governo federal quer manter o povo ignorante para ter controle + facilmente. A pressão que deputados governistas fizeram para desvirtuar o texto da deputada Professora Dorinha em defesa do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, que garante presente e futuro para milhares de estudantes brasileiros, não deu certo.

Como sempre digo, ninguém é alguém sem outro alguém, e a união garante resultado positivo. Nunca se viu mobilização tão grande como agora, com alunos, professores, pais, prefeitos... utilizando a força das redes sociais para cobrar posicionamento favorável dos deputados, lotando suas caixas de mensagens. Tanto que foi histórica a vitória, praticamente unânime. 499 votos de apoio e apenas 7 votaram contra, exatamente os que dizem “amém” aos desejos ideológicos do presidente.

Foi tão retumbante que o próprio aproveitou para contabilizar em causa própria, postando na Internet que a vitória também era dele, que defendeu a Proposta de Emenda Constitucional do Fundeb.

E enquanto pensava nisso, na necessidade de Educação e Cultura na evolução da sociedade, vi estarrecido e incrédulo o filme publicitário do Sindicato dos Estabelecimentos de Educação Básica do Rio de Janeiro, absurdamente afirmando que isolamento social não é ciência, e que é o confinamento (para evitar que o Coronavírus mate ainda + pessoas) é o maior mal que afeta os estudantes.

A ganância capitalista que só visa lucros e dividendos, não se preocupa com a segurança de alunos, professores, colaboradores... sem esquecer das famílias que seriam diretamente afetadas pela transmissão da pandemia.

Inadmissível, impensável, imperdoável.

Claro que as reações de desaprovação surgiram numa avalanche, amplamente compartilhada e repercutida, confirmando novamente que a união é fundamental. Principalmente em defesa da vida.

Que esta força coletiva reverta esta triste realidade, que seja revertida, colocando a Educação no topo das prioridades nacionais.

Acho inclusive que os professores merecem + reconhecimento e valorização. Deveriam ser a categoria + bem paga de todas, afinal, sem eles, não há qualificação de nenhuma outra profissão. Educação e Cultura para todos, indistintamente.  + valor aos professores e eterna gratidão ao Mestre Paulo Freire, que merece todas as honras, eternamente Patrono da Educação do Brasil, reconhecido mundo afora!!!

Imagem: Reprodução

Postado por Felipe Camelo

Vida Verde Venceu

28.07.2020 às 19:20
Fotos: Paula Amaral

Feliz, edito hoje a 2ª  postagem sobre o mesmo tema, já que o assunto é importantíssimo para todos, a preservação do Meio Ambiente e, consequentemente, da vida.

Como jornalista e 1 dos moradores do Gurgury, fiquei atordoado com a notícia de súbita alteração do projeto original da duplicação da AL-101 Norte, que causaria a destruição de linda e importante área verde que separa a rodovia da rua Xavier de Araújo, que faz parte do loteamento, bastante utilizada por todos, como área de lazer.

Conseguimos espaço no programa Super Manhã, na rádio Maceió, onde Linda Amaral e Vinicius Palmeira foram entrevistados pelo jornalista Marcos Tchola Rodrigues, que, no ar, convidou o secretário Mosart Amaral para entrevista.

Enquanto buscávamos diálogo e entendimento com os órgãos envolvidos, promovemos ato pacífico, claaaaaro, interditando parcialmente o trânsito, chamando atenção da Imprensa e da sociedade.

Fotografei a ação e repercuti ontem.

E qual foi minha felicidade, quando o amigo Tchola me enviou nota oficial assinada por Mosart Amaral, secretário de Estado do Transporte e Desenvolvimento Urbano, que reproduzo  aqui, agora.

“A Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Setrand) informa que o retorno previsto no projeto de duplicação da rodovia AL-101 Norte, que atenderia, sobretudo, os moradores da área, não será mais realizado, e não afetará, consequentemente, a área verde existente no local. O retorno para acesso à região será mais adiante, na mesma rodovia, também já existente no projeto”.

Além da nota, o secretário Mosart convidou representantes dos moradores para reunião. Foram Paula Amaral (que fotografou), Linda Amaral, Adriano Argolo, Regina Coeli, Vinicius Palmeira, que posaram para foto com Mosart Amaral, e André Paes, secretário Adjunto e Executivo de Gestão Interna da Setrand.

Com todos os argumentos entendidos por ambas as partes, ficou concordado e oficialmente definido o projeto que preserva nossa “florestinha”.

Num momento em que a Natureza tem sido tão atacada e destruída, principalmente pelo governo federal, grande vitória esta nossa, moradores do Gurgury, em Guaxuma. Claro que agradecemos a força dos meus companheiros da Imprensa, e dos envolvidos da manifestação de ontem. Gratidão pelo pronto entendimento do secretário do Governo de Alagoas, Mosart Amaral. Esta parceria só confirma que ninguém é alguém sem outro alguém. Sozinhos não teríamos conseguido. Quem gostou da história e quer saber +, aqui,  https://painelnoticias.com.br/blogs/felipe-camelo/176214/crescer-e-preservar

Postado por Felipe Camelo

Crescer é Preservar

27.07.2020 às 21:25
Felipe Camelo

Como publiquei há alguns dias, nós que moramos no Loteamento Gurgury, em Guaxuma, fomos surpreendidos com a notícia de alteração no projeto original da duplicação da AL-101 Norte.

Esta repentina mudança afetaria drasticamente a área verde que cuidamos e preservamos, inclusive com craibeiras e pau-brasil, plantadas há uns 20 anos, por moradores. Este “florestinha” fica entre a rodovia e a rua Xavier de Araújo, que, na modificação, perderia metade de sua largura, passando a ser rua de mão única, prejudicando crianças que aproveitam pra brincar, jovens que se divertem sobre skate ou patins, vizinhos que aproveitam a tranquilidade para conversar sentados na calçada...

Com certeza, todos que optamos por morar ali, buscamos qualidade de vida, incluindo conviver harmonicamente com a natureza, fauna e flora. A absorção da poluição provocada pelo trânsito é 1 das ‘funções’ da área que  é habitada por diversas espécies de animais.

Com estas alterações, preocupações, e consequentemente, ações. Nos mobilizamos para confirmar nossa posição e tristeza, já que a vida de centenas de pessoas seriam absurdamente afetadas. Contactamos a Imprensa e divulgamos o problema nas redes sociais.

E na manhã desta 2ª feira, interditamos parcialmente a rodovia, com pneus, mas sem fogo, já que somos radicalmente contra poluição, seja qual for. Não bloqueamos o trânsito em nenhum dos 2 sentidos, numa pacífica ação. Fomos saudados por motoristas, passageiros, motociclistas. Todos muito solidários com nossa causa.

Não teríamos conseguido sem apoios da Prefeitura de Maceió, SMTT, BPTRAN e Polícia Militar, e de vários profissionais da Imprensa.

E qual foi nossa surpresa e felicidade quando soubemos de nota oficial do secretário de Estado do Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mozart Amaral, divulgada hoje, confirmando reunião com representantes dos moradores para chegarmos ao que consideramos ideal. Concluir a duplicação sem afetar o Meio Ambiente.

Na certeza de que chegaremos ao ideal, agradeço em nome de todos os moradores do Gurgury e arredores. Afinal, com a Natureza preservada, a Vida ganha. E o Futuro agradece.

Postado por Felipe Camelo

#LiveElzaPorMarielle

24.07.2020 às 19:42
Reprodução

Triste do lugar onde se “resolve” a vida com morte.

 Antigamente, com pouca Educação, nenhuma Cultura, ignorância e violência eram a “política”, todos andavam armados e certos da impunidade.

Com a civilidade confirmando evolução humana, a certeza de que este tipo de solução não será mais aceita, desavenças, desentendimentos e diferenças não devem terminar em assassinatos.  Ou pelo menos, deveriam.

Mas, infelizmente, no Brasil, vivemos bélico momento, onde armas ganham plena e ampla legalidade, e verdadeiras quadrilhas milicianas se confundem numa estreita convivência e parceria política. Rifles d revólveres ganham as ruas, oficialmente, e balas se inserem como forma de dominar e manter o poder e os desmandos políticos/policiais.

Especificamente no Rio de Janeiro, surgiu uma mulher que se preocupava com os problemas e as carências da população, e para resolver problemas sociais, entrou em conflito com politiqueiros profissionais cujas atuações sempre foram em causa e benefício próprios. Seu trabalho com comunidades carentes garantiu-lhe poder político e destaque como alguém que realmente se preocupa em legislar para garantir qualidade de vida a todos.

Claro que suas posições confrontavam com opositores cuja ideologia rima e se confunde com tirania, em absoluto confronto com democracia.

Esta líder comunitária foi eleita e da tribuna da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, Marielle Franco foi firmando seu nome contra o poder paralelo de milicianos, que extorquem e matam quem se opõe.

Em março de 2018, metralhada, a deputada, mulher, preta, de origem humilde, ousada e corajosa perdeu a vida e a voz mas não diminuíram sua força. Com inúmeras evidências, nada foi ainda provado e comprovado, mas o processo ainda segue, e os culpados serão exemplarmente punidos.

A força popular tem feito muita pressão, e estou certo de que, pode demorar, mas este absurdo e imperdoável assassinato será esclarecido. Os executores já estão presos e os mandantes, também serão. Por mais poder que tenham, perderão.

E para manter esta chama acesa, muita gente de bem envolvida nesta missão, de cobrar Justiça. Com Marielle “presente”, seus 41 anos (na próxima 2a-feira, 27, serão celebrados, como se fisicamente, viva estivesse, qual foi minha felicidade quando soube desta ação de outra mulher igualmente guerreira marcará a data. E aqui, vai o convite.

Em tempos de pandemia e isolamento, a icônica Elsa Soares aceitou convite do Instituto Marielle Franco, e se apresenta ao vivo, com Renegados, às 7 da noite deste domingo, 26, no YouTube do Instituto Marielle Franco, especial “live/homenagem” #LiveElzaPorMarielle

Postado por Felipe Camelo

“10cascados”

23.07.2020 às 19:55
Instagram/@academico.cesmac

Nesta pandemia, consciente de que a única maneira de evitar ser infectado pelo Coronavírus é o isolamento, estou 100% em casa. E tenho aproveitado o tempo para atividades até então, inviáveis, impensáveis. Nunca tinha tempo.

Como registrar tudo que me chama atenção aqui em casa. Andar pelo jardim atento a tudo, por exemplo. Outro dia, fiz umas 40 fotos de 1 tronco podado, com seus fungos, musgos, cogumelos, cicatrizes. E nestes registros, tenho interagido nas imagens com os filtros do celular. Não tenho usado a câmera, só o iPhone, e seus recursos, bem diferente do que venho imprimindo fotografias sem nenhuma alteração.

Esta semana, observei a ação do tempo num muro que tenho aqui no jardim, e + 1 série surgiu. “Quarentenado”, tenho mantido contactos e conversas com alguns amigos, entre eles, Suel & Carol Gusmão, e na + recente, recebi convite pra participar do projeto da Coordensção Geral de Extensão Universitária, que tem promovido ações multi e interdisciplinares, e na programação, todas as 5a-feiras, a Galeria Cesmac de Arte Fernando Lopes ganha sua “Versão Remota”, reunindo trabalhos educacionais, culturais, científicos.

Me honrando, enriquecendo e valorizando meu trabalho,  hoje, com curadoria de Carol Gusmão, minha série “10cascados”, cuja apresentação, reproduzo aqui. assinada pela Coordenação Geral da Extensão Universitária Cesmac, comandada pelo incansável Rodrigo Guimarães.

“Na postagem de hoje, a Galeria CESMAC de Arte Fernando Lopes em Ações Remotas apresenta uma exposição do fotógrafo e jornalista alagoano Felipe Camelo com uma mostra de dez fotografias originais. As fotos foram realizadas no período de isolamento social, trazendo à tona uma reflexão poética sobre o passar do tempo. Camelo é um dos artistas que estarão presentes na primeira exposição coletiva física a ser realizada após a pandemia.

Viva a arte e a cultura alagoana!! “.

Aqui no blog, apenas as 3 primeiras das 10 “lâminas” da postagem que vale acesso no @academico.cesmac

Postado por Felipe Camelo

Movimentos da Vida

22.07.2020 às 21:05
Imagens: Reprodução

Em 1998, conheci Fafá Cavalli, gaúcha, fera da decoração e especialista em tapetes orientais que veio pra Maceió com seu filho Fredherico, que na época, tinha entre 4 e 5 anos. Ambos precisavam trocar o frio do Sul pelo calor e os ares do Nordeste.

Logo ficamos amigos, e qual foi minha alegria quando conheci o talento de seu irmão Luiz Cavalli, cujas obras foram se destacando no mercado artístico com estilo próprio, pessoal e intransferível. Confirmando seu nome além das fronteiras brasileiras, ele, entre os artistas convidados para imprimir seus trabalhos em cartazes e participar de exposição oficial de cartazes da Copa do Mundo de Futebol na África do Sul, e obviamente, foi matéria que publiquei no blog e na coluna que eu assinava na época.

Seus pincéis são livres, tanto quanto os fortes traços circulares, carregados de vida e movimentos, plenos com as cores da alma. Luiz Cavalli imprime personalidade com suas cenas urbanas, repletas de carrinhos de ambulantes, figuras humanas, lambretas, cadeiras... mas as bicicletas roubam a cena, como marca registrada.

Sua Arte vem sendo atração nas + importantes galerias nacionais e internacionais, valorizada com exposições individuais e coletivas, incluindo Bienais mundo afora, enriquecendo seu currículo com inúmeros prêmios.

Telas de Luiz Cavalli já ganharam destaque no Domingão do Faustão, tornando seu trabalho ainda + conhecido do grande público. E qual foi minha alegria quando, nesta última 2a-feira, reconheci seus vigorosos e coloridos traços no Encontro com Fátima Bernardes, onde serão cenário durante esta semana. Ela, que não economizou adjetivos e superlativos ao apresentar a obra de Cavalli.

Com certeza, para qualquer artista, ver sua obra ser reconhecida na tela do maior canal de televisão do Brasil, só agrega ainda + valor ao nome deste brasileiro que deixa a vida + bonita e reflexiva, inclusive.

E com todos estes movimentos de acrílico sobre telas, movimentos ainda maiores de Luiz Cavalli pelo globo. E na Globo.

Postado por Felipe Camelo

Aplausos e Vaias

21.07.2020 às 19:04
Imagens: Reprodução

Confesso que esta será postagem atípica, na qual homenageio os cidadãos que arriscam suas vidas e as de seus familiares trabalhando incansavelmente para evitar + contaminações e salvar as vidas de quem já foi infectado.

Esta pandemia está mostrando a importância de servidores e prestadores de serviços até então, bem desvalorizados. Pouco reconhecidos. Sim, estou ‘falando’ de fiscais/servidores públicos, que vem sendo absurdamente agredidos por seres desumanos que explicitam publicamente, ignorância, soberba, arrogância, preconceito, violência, deselegância, cafonice...

Há algumas semanas, casal carioca que ignorantemente, acha que o termo “cidadão” é pejorativo, resolveu jogar suas frustrações em cima de alguém a quem jugam inferior. Alguém que estava ali, trabalhando pelo bem de todos.

Ontem, foi a vez de 1 tal desembargador paulista, que, como os cariocas, se recusa ao uso de máscara, arriscando vidas, inclusive as deles. Ê “burrice”!!! Literalmente o cúmulo da ignorância, nos 2 sinistros casos.

Ambos, confirmam que nosso Brasil segue no mesmo tenebroso espírito escravagista. Em pleno 2020. Confesso que me horroriza alguém se achar superior aos outros por vários motivos. Status social, cor da pele, a textura dos cabelos, o poder, a condição financeira... tudo é justificativa para praticar gratuitas agressões e humilhações.

Me flagrei pensando que, com a ignorância (e demais lamentáveis e imperdoáveis agressões), confirma que a certeza da impunidade faz parte do caráter, ou da falta de.

Enquanto médicos, enfermeiros, maqueiros, condutores de ambulância, coveiros... põem suas próprias vidas em risco, estes abjetos e desprezíveis seres estão tão confiantes em seu poder que não se intimidam com a repercussão que suas atitudes podem causar em suas vidas.

Graças ao poder dos equipamentos tecnológicos, tudo é devidamente registrado, e fatalmente, eternizado na Internet. O alcance e o poder das redes sociais são implacáveis, e com certeza, estes miseráveis agressores ficam incrivelmente famosos.

Mas, entre as absurdas características deste comportamento, a falta de humildade e inteligência, já que, apesar da planetária abrangência, estes infelizes não aprendem.

Tanto no caso dos cariocas quanto no paulista, observei que, em entrevistas, não demonstraram arrependimento. Pelo contrário, todos se recusam a pedir desculpas aos agredidos.   Apesar de tantos comentários negativos, seguem se achando superiores, e que não precisam agir como pessoas ‘normais’, que precisam ser gentis, educados, humildes...

Assim, nesta postagem, meu respeito aos que se mostram civilizados e altruístas, que se importam com a vida dos outros, praticando, entre nobres sentimentos, a empatia. Sim, nos colocarmos no lugar dos outros é 1 das lições de Jesus Cristo, atitude que poucos praticam. E, além do meu aplauso aos que se importam com a vida, minha + sonora vaia aos ignorantes que vão precisar de muitas “porradas” da vida, mas, infelizmente, nem assim, aprendem.

Confirmo que preferia estar escrevendo sobre beleza, leveza, fluidez... mas utilizar este nobre espaço para dar minha sincera opinião, tentando chamar atenção para a desumanidade de alguns, é meu dever. Como jornalista apaixonado pela vida e pelas pessoas, contribuir para o crescimento e evolução da espécie ‘dita’ humana, é também minha função. E não posso, nem vou, me furtar.

Claro que não quero provocar nenhum linchamento, mas compartilhar e repercutir estas desumanas e imperdoáveis atitudes, pode ser a opção que temos para chamar atenção para a necessidade de sermos todos, humanos, civilizados, solidários. Concordam??? Tomara!!!

Postado por Felipe Camelo

Se já era bom, agora então...

20.07.2020 às 17:15
Fotos: Acervo Pessoal/Reprodução

Claro que em todas as cidades do interior, assim como na paraibana Picuí, a feira livre movimenta a economia e as atividades. Especialmente na casa  de dona Joana, que tinha privilegiada localização.

E lá, ninguém parava, começando por ela, que nos dias da feira, a vida toda, transformava a sala num café, ficando conhecida como “dona Joaninha do café”, por feirantes e compradores. Sua filha Fátima também fera na cozinha, preparava inclusive coxinhas e brigadeiros, servidos também nas festas e jantares no buffet da melhor amiga, Telma.

Paralelo a isso, o genro de dona Joaninha, Mero, vendia carnes na feira, e no meio disso tudo, entre panelas e caçarolas, assando castanhas pra pé-de-moleque, ralando milhos, fechando pastéis, enchendo os saquinhos de ‘flau’... seu neto, o pequeno Wanderson, que cresceu observando, perguntando, aprendendo, fazendo. Em 1989, a vida trouxe Mero e Fátima pra Maceió, onde compraram 1 restaurante.

Entre 2000 e 2001, Wanderson resolveu investir num curso de cozinheiro-auxiliar no Senac, e foi inventando, se arriscando, desenvolvendo novos pratos pr’o restaurante dos pais, e o sucesso foi acontecendo, até que, em 2.002, começou a participar de festivais, e dos eventos que Reinaldo Almeida promovia, ele que não era chef, mas sempre gostou muito de gastronomia e identificou o talento do jovem cozinheiro. Focado em aprender, Wanderson se oferecia para ajudar na preparação de pratos servidos em congressos e eventos. Mantinha uniforme na mochila, e estava sempre pronto e disposto ao trabalho. Assim, este grande aprendizado o transformou num verdadeiro criador.

Não foi por acaso que seu nome atravessou divisas e fronteiras, principalmente quando foi parar na TV, ficando conhecido nacionalmente como “chef queridinho” de ninguém menos que Ana Maria Braga. De lá pra cá, coleciona sucessos, já tendo sido convidado pra assinar cardápio em cruzeiros, comandando batalhão de auxiliares, preparando milhares de pratos. Sim, porque em navio, são milhares, literalmente. E ao mesmo tempo, sem atraso.

Wanderson foi também se destacando pelos exclusivos buffets que servia em badaladérrimos casamentos, surgindo sua nova marca, WGourmet, num cardápio totalmente diferente do que servia no Picuí, casa que se reinventa aos 31 anos. Tudo tão incrível, que, em vários prêmios nacionais, foi eleito “Banqueteiro do Ano”.

Claro que, nesta pandemia, se manteve ativo, com serviço de “delivery”. Eu mesmo, comprovo a excelência de tudo que ele entrega em casa. Assim como os demais restaurantes de Maceió, estas últimas semanas foram de adaptação aos “novos tempos”, incluindo vários itens de total higienização, reforçando as ações que sempre praticou. E seguindo as orientações dos órgãos de saúde e vigilância sanitária, Wanderson e equipe, felizes da vida, prontos para receber com absoluto grau de segurança.

Do tapete de higienização na entrada, das garrafinhas com álcool em gel nas mesas, as embalagens individuais para louça e talheres, dispositivos automáticos nas pias dos banheiros... tudo, literalmente, preparado com alto grau de desinfecção de ambientes e superfícies, distanciamento de 3m entre as mesas, equipamentos de proteção individual para todos os funcionários...

E festejando este momento de reabertura, supernovidade. Pratos que, até agora, eram exclusivos dos eventos com assinatura WGourmet, agora estão oficialmente no menu Picuí. Como a incrível “Lagosta Gratinada”, e a transcendental  “Paella dos Milagres”, incluindo camarões, lagostas, lulas e polvos, que se destaca entre todas as delicias do cardápio fixo. Entre as sobremesas, o sorvete de tapioca com mel de engenho segue provocando gemidos e profundos suspiros.

Claro que este seguimento de “comer e beber fora de casa” movimenta muito a economia, e este momento de reabertura era ansiosamente aguardado por todos, incluindo empresários, funcionários, fornecedores e clientes. E para que esta flexibilidade no isolamento social não tenha vida curta, só depende da gente. É manter atenção e todos os devidos cuidados.

Na figura de Wanderson, minha admiração, amizade e respeito aos cozinheiros e chefs que atuam em Alagoas, que deixam a Vida + saborosa!!!

Postado por Felipe Camelo

Sobrevivência

17.07.2020 às 20:24
Felipe Camelo

Se sempre fui muito observador da natureza humana e do comportamento das pessoas, ainda + agora. Nesta quarentena de 4 meses, o que não me falta é tempo pra pensar em tudo que vivi nos meus quase 60 anos.

Somos, comprovadamente, a única espécie racional, dotados de inteligência e raciocínio, poder de pensamento. E fico horrorizado com a explicita falta de um ponto fundamental para existir, o tal do instinto de preservação da vida, da “raça”. Questão de sobrevivência.

Claro que é fato, morreremos, mas não é por isso que não precisamos nos preocupar com o coletivo. Com as gerações futuras. Com a espécie. Impossível viver sozinho, fazemos parte da população como um todo, e é prioritário não se arriscar nem por em risco as vidas dos outros.

Com tantas informações sobre a necessidade de, nesta pandemia, manter isolamento e o uso de equipamentos de proteção individual, evitando se infectar nem contaminar outras pessoas, já que muito pouca gente fez e teste e sem ele, não temos como saber se estamos positivos ou não.

Com tanta pressão para que indústria, comércio, serviços... sejam liberados, o que tenho visto é muita gente agindo como se não estivéssemos em plena pandemia mundial e o mortal Coronavírus provando que não é “histeria” nem “gripezinha”.

Estou isolado e só saio para comprar mantimentos e remédios, pagar contas. Hj, vi que as piscinas de Maragogi reabriram, o Turismo agradece. E também hoje, fui ao supermercado do Parque Shopping e levar umas coisas pra casa de minha mãe. Movimento na orla, da Jatiúca, Ponta Verde, Pajuçara, com ciclista, skatista, corredor, gente de exercitando nas estações de ginástica... é aterrorizante. Pouquíssimas pessoas usavam máscara. Já li sobre, quando corremos, por exemplo, deixamos um “rastro” de 10 metros de gotículas de saliva. E nelas, o implacável Covid-19.

Com cobertura permanente na Imprensa e Internet, com informações permanentemente atualizadas, impossível dizer “eita, não sabia”. O distanciamento entre todos, hábitos permanente de higienização e usar máscara o tempo todo são regras repetidas exaustivamente. Acho o fim, achar que não precisa se preocupar com a comunidade, a sociedade. Todos temos que ter compromisso e preocupação constante em se preservar e a responsabilidade de preservar os outros também.

Amor ao próximo deve ser praticado, assim como o amor próprio. Infelizmente, a grande maioria das cidades que relaxaram o isolamento, teve que engatar marcha-ré, já que o povo abusou “na vida normal”, como se o vírus tivesse controlado, e não se cuidaram. Eu me sentiria muito desconfortável em não respeitar o que a ciência e a medicina confirmam, sem o uso permanente da máscaras, impossível combater, já que ainda não há vacina nem remédio.

É no mínimo cafona, sai arriscando, inclusive a si. Pensem nisso, usem máscara e mantenham distanciamento social. Por vc mesmo, pelos seus parentes e amigos, por mim, por todos!!! A Vida agradece!!!

Postado por Felipe Camelo


Felipe Camelo por Felipe Camelo

 Jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]