Dólar com. 4.9938
IBovespa 0.58
24 de fevereiro de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Vigilância Sanitária apreende 500 kg de produtos vencidos na Levada
02/01/2024 às 07h00

Blogs

Em 2024, saúde!


E então meu querido leitor, minha querida leitora, como passou as festas do final do ano? Já encarou uma corrida hoje ou os quilinhos extras ganhos nesta semana de festejos serão perdidos mesmo é na academia? Morando em uma cidade com praias, não me canso de observar a quantidade de pessoas se exercitando nos calçadões, o que me fez refletir sobre a perseverança dos que conseguem fazer disso um hábito diário. Ainda que minha percepção esteja equivocada, a sensação que tenho é a de que todo mundo malha! Geração saúde, percentual dos fumantes em declínio, enfim um ótimo sinal.

Aí me vem a questão: será que se cuida tanto da saúde financeira como se cuida da saúde do corpo? Gostaria que sim, e percebo que avançamos muito neste sentido, o assunto educação financeira ficando cada vez mais presente nas conversas, na mídia e nas publicações em geral. Mas ainda vejo muitos se enrolando, botando os pés pelas mãos, e gastando além da própria capacidade de pagamento, empurrando assim o seu prazer à vista para financiamentos a prazo... com taxas nem sempre razoáveis. O grande paradoxo é que afoitos para consumir mais, acabam por consumir menos já que parte de sua renda será utilizada para o pagamento de juros, veja que roubada!!!

Como fazer para não se meter nesta enrascada é o tema do artigo de hoje, pois quero que mais e mais pessoas consigam seguir um saudável 2024. Planejar gastos sempre sairá mais barato do que ficar à espera das contas que chegam, nem sempre no momento adequado. Arrisco a dizer que o primeiro sintoma de que algo não vai bem é quando o pagamento de uma conta essencial – a de luz, por exemplo, para evitar o corte! – ativa o limite do cheque especial.

E, para operacionalizar o planejamento, não vejo melhor forma do que estabelecer metas a atingir ao longo do ano: com tal motivação em um horizonte próximo fica mais fácil fazer a radiografia de suas próprias contas para saber o que pode ser melhorado, não é mesmo? Voltando ao paralelo que tracei com a saúde do corpo, você acha que os que hoje conseguem terminar uma maratona, não traçaram suas próprias metas e se planejaram para chegar lá?

Assim, um roteiro simples a seguir é você fixar uma meta de poupança para 2024 a ser conseguida por meio da combinação do aumento de receitas com a diminuição de gastos, ainda que, conforme já tenha abordado neste espaço, a redução de despesas, por estar sob nosso controle, acabe sendo mais simples do que o aumento das receitas, que dependem de terceiros (patrões, clientes, pacientes, por exemplo). No artigo “Onde cortar” trouxe uma sugestão de como “passar a tesoura” de forma menos dolorosa!

Será esta poupança que permitirá você liquidar dívidas, aumentar patrimônio, adquirindo ativos que gerem mais receitas para você, ou mesmo realizar um sonho de consumo mais caro. Tremendo ciclo positivo, concorda? Sem dívidas, sem gastos com juros, com mais renda disponível...

Mas para que sua boa intenção não fique pelo meio do caminho, trago um passo-a-passo simples para ajudá-lo, ajudá-la, com esta tarefa: (1) Estabeleça um sonho que você queira ver realizado neste ano e verifique quanto ele custará. Exemplificando, suponha que o seu sonho custe R$ 6.000; (2) Estabeleça um prazo para alcançá-lo... suponha 12 meses; (3) Sua meta mensal será obtida dividindo o valor do sonho (item 1) pelo prazo estabelecido no item 2; em nosso exemplo, isso significará uma poupança mensal de R$ 500; (4) Verifique se sua meta mensal é possível de ser atingida. Esta meta deve ser desafiante, mas não irrealista: verificar o seu padrão de consumo pode ajudar a ter os pés no chão; (5) Envolva quem te cerca: família é importante e não apenas por apoio, mas por que precisará contribuir com seu esforço também; (6) Crie pontos de verificação em bases regulares: a cada trimestre, por exemplo, você deverá ter atingido mais 25% de seu objetivo total. No exemplo apresentado, ao final de março você deverá ter acumulado R$ 1.500, ao final de junho R$ 3.000, e assim sucessivamente; (7) Reprograme gastos diante de objetivos não cumpridos, mas nunca deixe de comemorar quando perceber que chegou lá: nesta corrida, imagine que a medalha de final de prova é sua, que tal?

Um grande abraço, um excelente 2024 e até a próxima semana!


Inteligência Financeira por Roberto Zentgraf

Graduado em Engenharia Civil (UFRJ), teve experiência profissional construída marcadamente na área financeira, iniciada na Controladoria do Grupo Exxon Foi professor no Grupo Ibmec lecionando disciplinas da área financeira (Matemática Financeira, Estatística, Finanças Corporativas, Gestão de Portfolios, dentre outras)

Paralelamente a estas atribuições, passou a assinar uma coluna semanal sobre Finanças Pessoais no jornal O Globo, tendo a oportunidade de esclarecer as principais dúvidas dos leitores sobre orçamento pessoal, dívidas, aposentadoria, financiamento imobiliário e investimentos. O sucesso atingido pela coluna proporcionou inúmeras participações em palestras, comentários na mídia escrita e televisiva, além da publicação de outros sete livros tratando o tema.

Após obter a certificação de planejador financeiro (CFP® Certified Financial Planner) associou-se à BR Advisors, grupo especializado em soluções financeiras.


Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]