Dólar com. 4.9938
IBovespa 0.58
24 de fevereiro de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Vigilância Sanitária apreende 500 kg de produtos vencidos na Levada
15/01/2024 às 07h20

Blogs

A importância do cuidado ao joelho



O joelho é uma articulação do corpo humano formada pela extremidade distal do fêmur, pela extremidade proximal da tíbia e pela patela/rótula, além de dois meniscos, ligamentos e músculos.

A face articular dos ossos que compõem o joelho é revestida pela cartilagem hialina. A cartilagem é um tecido fibroelástico, sem inervação ou vasos sanguíneos, e tem a função de amortecer os impactos e suavizar o deslizamento das superfícies articulares.

Os meniscos funcionam como uma espécie de amortecedor e estabilizador do joelho. Auxilia também os ligamentos na estabilidade da articulação.  E é essencial na nutrição da cartilagem articular, uma vez que ela é avascular.

Os ligamentos do joelho são constituídos de tecidos feitos de fibras colágenas resistentes e auxiliam a fortalecer e estabilizar esta articulação, permitindo movimentos somente em determinadas direções. Existem quatro ligamentos principais nos joelhos: os ligamentos cruzado anterior, cruzado posterior, colateral medial e colateral lateral, cada um exercendo uma função especifica mediante a um determinado movimento.

Os músculos são outras estruturas que compõem e são essenciais ao movimento do joelho. Estes são importantes estabilizadores secundários e ativos, pois são estruturas contráteis que proporcionam controle do movimento, coordenação e atenuação de cargas.

O líquido sinovial é o principal agente responsável pela lubrificação e nutrição da cartilagem, menisco e ligamentos.

Por tudo isto, o joelho é a articulação mais complexa do corpo humano. Sendo responsável pela sustentação do peso e pelos movimentos de extensão, flexão, medial para lateral, anterior para posterior, rotação e axial.

Os principais motivos de dor na articulação do joelho, em geral, estão ligados a lesões, como torções ou pancadas; estresses frequentes como excesso de atividades físicas de impacto; doenças, como artrites inflamatórias, ou ao próprio envelhecimento do corpo.

O fortalecimento muscular é uma das melhores formas de proteger os joelhos, prevenir dores futuras e diminuir o risco de problemas como condromalácia patelar, rupturas de ligamentos, lesões do menisco, tendinite patelar, tendinite da pars anserine, entre outras.

Por isso, é importante realizar um planejamento com o pensamento de proteger seu joelho como: Fazer alongamentos diários; Desenvolver um plano de atividades periódicas.

Vai aqui algumas dicas para proteger seu joelho:

1.  Exercícios diários e planejados;

2.  Bebe água;

3.  Alimentação: Salmão; Iogurtes e leites fermentados; Cúrcuma; Proteínas magras; Chá verde;

4.  Vale salientar também, os alimentos ricos em Colágeno tipo II, como: Gelatina; Feijão e lentilha; Brócolis; Caldo de ossos; Frango e carne vermelha; Mocotó; Alho; Cenoura; Frutas cítricas, tropicais e vermelhas onde se destacam: Morango, framboesa e amoras, entre outras.

5.  Manter Indice de Massa Corporal adequada.

6.  Procure sempre um profissional, para orientação.

7.  Outros.

Portanto, vale apenas você fazer um esforço para proteger o seu joelho, para potencializar a sua qualidade de vida. Atividade física e uma boa alimentação é a dica, mas nada de exagero.


Medicina & Saúde por Dr. Rogério Barboza

Rogério Barboza  é médico ortopedista, com área de atuação em trauma desportivo, ortopedia pediátrica, gestão em saúde e auditoria médica. Supervisor do programa de residência médica em ortopedia e professor especialista da disciplina de ortopedia do curso de medicina. Coordenador do Núcleo de Assistência do Pé Torto.

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]