Dólar com. 4.9938
IBovespa 0.58
24 de fevereiro de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Vigilância Sanitária apreende 500 kg de produtos vencidos na Levada
22/01/2024 às 07h00

Blogs

Osteoporose


Osteoporose é uma doença que se caracteriza pela perda progressiva de massa óssea, tornando os ossos enfraquecidos e predispostos a fraturas.

Em meus estudos, encontrei alguns artigos que relatam que o ser humano começa a perder massa óssea por volta de 20, 30 anos, mas de maneira lenta, gradual. Daí a importância de cuidar bem da saúde de seus ossos desde cedo. Entretanto essa perda começa a se acentuar no homem por volta dos 50-60 anos, a uma taxa de 0,3% ao ano e na mulher mais precocemente a uma taxa de 1% ao ano dos 45 aos 75 anos.

Daí eu ressalto a importância de você cuidar bem da saúde do seu osso, tomando medidas saudáveis para aumentar a densidade de massa óssea, já que quando começar a perda, não traga grandes repercussões/sintomas ao seu corpo.

Os principais causadores da osteoporose são fatores genéticos, sedentarismo e deficiência de cálcio e de vitamina D.

Entre estes fatores de risco de desenvolvimento de osteoporose o que se destaca é o genético, uma vez que 60-70% das mulheres que desenvolvem osteoporose são descendentes de mães com história clínica de fraturas vertebrais ou de colo de fêmur.

Alguns pacientes perguntam, qual a diferença entre osteopenia e osteoporose. A osteopenia é uma condição relacionada a perda de massa óssea que acontece de forma natural e gradual. Esse processo pode levar a situações mais graves, como a osteoporose, doença que compromete diretamente a resistência dos ossos pela perda grande de massa.

Na osteoporose, há uma diminuição na formação de tecido ósseo pelos osteoblastos (células que produz matriz óssea), enquanto a atividade dos osteoclastos (células que remodelam, reabsorve matriz óssea) se encontra elevada. Como resultado, ocorre uma perda progressiva da densidade mineral óssea e da integridade estrutural dos ossos.

É importante você realizar consultas de rotina, já que a osteoporose é considerada uma doença silenciosa, pois não apresenta sinais ou sintomas no início, sendo muitas vezes detectada apenas em estado avançado, em casos em que o paciente sente fortes dores ou apresenta fraturas. Outra importância é realizar a classificação/estágio da osteoporose pelo profissional de saúde para que ele possa realizar a melhor tomada de decisão para o tratamento.

O tratamento deve ser indicado para pessoas com história de fratura vertebral ou de quadril, ou precocemente para prevenção destas fraturas, quando apresentar alteração significativa na Densitometria óssea, a qual deve ser realizada em um mínimo de dois anos de intervalo, podendo, ser realizada em períodos maiores se for adequado. Também não existem dados para indicar qual a idade apropriada para iniciar/cessar o rastreamento. Depende muito da sintomatologia apresentada pelo(a) paciente e da avaliação do médico assistente. Daí a importância da consulta com o seu médico de maneira rotineira.

Existem vários medicamentos e/ou suplementos que são usados no tratamento da osteoporose, a depender da classificação, do estágio da osteoporose. Existem os medicamentos orais, alguns injetáveis, outros com intervalo diferente de tempo entre uma dose e outra. Não existe uma receita pronta, o tratamento deve ser individualizado.

A osteoporose não tem cura, não sendo possível reverter a perda óssea completamente. Alguns especialistas defendem, que medidas preventivas, podem evitar ou retardar o desenvolvimento da doença.

Portanto, é importante cuidar do seu corpo desde cedo, para que você tenha uma melhor qualidade de vida. Isto só depende de você, mude um hábito, pensando em seu bem maior, o seu corpo. Ninguém falou que é fácil. Mas você pode, isto é uma decisão que só você pode tomar.

Cuide-se!


Medicina & Saúde por Dr. Rogério Barboza

Rogério Barboza  é médico ortopedista, com área de atuação em trauma desportivo, ortopedia pediátrica, gestão em saúde e auditoria médica. Supervisor do programa de residência médica em ortopedia e professor especialista da disciplina de ortopedia do curso de medicina. Coordenador do Núcleo de Assistência do Pé Torto.

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]