Dólar com. 5,366
IBovespa -1,18
20 de setembro de 2020
min. 23º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Caixa: 770 agências estão abertas hoje até 12h
25/06/2020 às 16h51

Blogs

Comissão dos Direitos Humanos da OAB-AL constata aumento no número de denúncias recebidas de violência policial


A Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB-AL) constatou que houve um aumento no número de denúncias recebidas pela comissão sobre casos de violência policial em Alagoas. Segundo o relatório, de Janeiro a Junho foram recebidas 14 denúncias, sendo que 10 delas ocorridas desde o início de isolamento social decretado pelo do Governo de Alagoas em Março deste ano.

De acordo com o documento apresentado pela comissão ao presidente Nivaldo Barbosa Jr., no mesmo período em 2019 foram registradas apenas 11 denúncias e que os relatos apontam diversos casos de violência, desde invasão domiciliar, agressão, ameaça e desaparecimento.

Para o presidente da OAB Alagoas, Nivaldo Barbosa Jr., o aumento no número de denúncias tem sido registrado em todo o país e que é preciso apurar todas as denúncias. “Diariamente vemos nos noticiários relatos de violência policial cometidos em todo o país. Sabemos que em sua grande maioria, os policiais seguem seu trabalho corretamente, mas é preciso apurar esses casos isolados. Todas as denúncias recebidas por nós são encaminhadas para os respectivos órgãos de controle, onde é dado prosseguimento na apuração”, disse.

Já para a presidente da Comissão de Direitos Humanos, Anne Caroline Fidelis, o dado que mais chamou a atenção foi o número de denúncias registradas durante o isolamento. Segundo ela, imaginava-se uma diminuição neste período:

“Desde o início do isolamento temos recebido um número significativo de denúncias de várias searas, porém, acreditávamos que com o isolamento haveria uma diminuição de ocorrências relacionadas a abordagens policiais, mas temos presenciado o contrário. Além da recorrência tem sido preocupante a gravidade das denúncias que ocorrem, quase que na sua totalidade, nas áreas mais vulnerabilizadas da cidade. Além disso estes números certamente estão aquém da realidade já que muitas pessoas temem denunciar”, completou.

De Janeiro a Junho deste ano, foram recebidas 13 denúncias envolvendo policiais militares e 1 policiais civis. Destas, 05 eram de agressão, 03 de invasão domiciliar, 02 por tortura, e roubo, ameaça, desaparecimento e homicídio foram 1 denúncia para cada tipo.


*OAB/AL


Painel Jurídico por Redação e Assessorias

Conteúdo informativo sobre assuntos do âmbito jurídico de interesse popular.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]