Dólar com. 4.9703
IBovespa 0.58
01 de março de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel STF adia julgamento sobre revisão da vida toda do INSS
24/05/2021 às 10h52

Blogs

Empreendedorismo social

 

Mateus Sant'Ana - Advogado

A arte de empreender fascina muitas pessoas pelo mundo. Aliado ao fenômeno da globalização, estreitou as fronteiras geográficas permitindo a rápida troca de informação através da rede mundial de computadores, a Internet. Diante disso, novos mercados e oportunidades surgem como, por exemplo, a inovação da tecnologia e a conectividade que se tornaram extremamente relevante não só para o empreendedor, como para a sociedade. Um grande exemplo é repensar os problemas das cidades.  


O conceito de Cidades Inteligen­tes (smartcities) objetiva au­men­tar a participação cidadão através da tecnologia fazendo com que o cidadão esteja cada vez mais próximo das ações governamentais.

 
Neste contexto, surge o em­preendedor social que é o empreendedor que opta em montar um negócio em que a responsabilidade social é o principal objetivo. São negócios lucrativos que resolvem problemas sociais por meio da venda de produtos ou serviços.  


Um híbrido de intervenção governamental e puro empreendedorismo de negócios, o empreendimento social é capaz de tratar problemas cujo âmbito é estreito demais para instigar o ativismo legislativo ou para atrair capital privado.  
O empreendedorismo social já é uma realidade no Brasil e no mundo; e os diferentes modelos de negócios desenvolvidos por em­preendedores estão quebrando muitos paradigmas e contribuindo para transformar realidades. Um dos maiores desafios para o em­preendedorismo social no Brasil, e em qualquer outro país em desenvolvimento, é a captação de recursos. Por isso, a primeira preocupação é com a alocação que se faz primeiramente pela disseminação das ideias e objetivos das ações sociais a serem empreendidas.

 
Portanto, o Projeto Social deve ser transparente, ter finalidade consistente e corrente com a realidade social, estar voltado a problemas reais e a busca de soluções, ou seja, ser relevante e, além disso, ter um custo também transparente. Sendo assim, será mais fácil conseguir investidores que apoiem e acreditem no projeto e no resultado que ele pode gerar para a sociedade. Independentemente dos obstáculos, empreendedores sociais têm um grande potencial. É um mercado ainda novo e repleto de oportunidades para aqueles que decidirem explorá-lo. Assim, os empreendedores sociais têm a oportunidade de resolver problemas, gerar emprego, ganhar dinheiro e até mesmo mudar o mundo!

*Publicado originalmente na edição 47 da Revista Painel Alagoas


Painel Opinativo por Diversos

Espaço para postagens de opinião e expressão dos internautas

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]