Dólar com. 5.3757
IBovespa 8
14 de junho de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel STJ anula provas contra dois investigados pela Lava Jato
26/08/2023 às 12h45

Blogs

Em nome do acerto


Joaldo Cavalcante – Secretário de Estado da Comunicação de Alagoas


Embora haja controvérsias, especialmente entre acadêmicos do mandarim, convencionou-se disseminar pelo mundo o termo “weiji” - crise, escrito em chinês, como ideograma constituído pela junção de dois outros, significando, respectivamente, “perigo” e “ocasião propícia”.

Bem antes do fato controvertido, Albert Einstein, físico alemão e pai da Teoria da Relatividade, escreveu sobre o assunto, em torno do qual cunhou o seguinte pensamento: “Acabemos de vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la”. Crise, portanto, não surge repentinamente. A experiência leva a concluir que, às vezes, ela eclode de pequenas ocorrências.

Pois bem, sob o ângulo da comunicação de governo, o “Manual de Gerenciamento de Crise”, que a Secretaria de Estado da Comunicação (Secom) acaba de lançar, é uma ferramenta que se a propõe a discutir e estabelecer diretrizes para identificar eventuais riscos, e como administrá-los, à luz da sociedade.

No cotidiano da comunicação governamental, aprendi que o poder público deve exercitar sempre o ato explicativo, sobretudo diante do direito à informação pelo cidadão, garantido pela Constituição da República. Assimilei também que, diante de controvérsias e eventuais erros detectados, o melhor detergente continua sendo a transparência, que gera respeito e credibilidade.

Devemos apurar o fato controverso na origem, levantando dados, reunindo documentos, números, gráficos e tudo mais que se tornar útil com argumento para esclarecer o ocorrido. Melhor ainda se, em tais ocasiões, for também possível observar o princípio da antecipação.

Como ensina o nosso Manual, na área pública, além de se observar o princípio da honestidade, que é uma obrigação de qualquer agente público, é indispensável atentar para o fato de a prestação de serviço à população ser cuidadosa, transparente e de qualidade.

Como nenhuma instituição está imune a eventuais crises, o Manual nasce sob a égide do ineditismo, nesses 38 anos de existência da Secom do Estado de Alagoas.

O Manual também se destaca pelo pioneirismo entre as demais secretarias de Comunicação dos estados brasileiros, que já receberam sua versão digital. É a contribuição à reflexão ofertada por um governo que cultiva o princípio de acertar mais a cada dia, como sempre acentua o governador Paulo Dantas.

Publicado originalmente na edição 72 da revista Painel Alagoas


Painel Opinativo por Diversos

Espaço para postagens de opinião e expressão dos internautas

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]