Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
15 de dezembro de 2019
min. 23º máx. 27º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Comércio adota horário especial no final de ano
15/07/2019 às 11h16

Blogs

Respeitando a história, cuidando do futuro


Respeitando a história, cuidando do futuro


Os jornalistas alagoanos deflagraram greve no dia 25 de junho passado, motivados pela proposta patronal de redução de 40% no valor do piso salarial da categoria, que é atualmente de R$ 3.565,27. Os patrocinadores da proposta foram a Organização Arnon de Mello, o Sistema Pajuçara de Comunicação e a TV Ponta Verde, que também tem o site de notícias OP9.


A adesão à greve atingiu mais de 90% da categoria.Resultado para o telespectador: telejornais de má qualidade, reportagens antigas novamente no ar, a TV Pajuçara cancelou o telejornal da noite e a sociedade de uma forma geral se uniu à luta dos profissionais e estudantes de Comunicação.


O movimento defendeu duas frentes: o passado que conquistou em dias duros a concretização de um piso salarial para os jornalistas de Alagoas, e o futuro de quem hoje e amanhã está e estará nas redações em nosso estado.
O site Painel Notícias e a Revista Painel Alagoas se solidarizaram com os colegas.


Câmara de Vereadores vai instituir piso para jornalistas


 A Câmara Municipal de Maceió vai instituir o piso salarial dos jornalistas para os profissionais que atuam na Diretoria de Comunicação da Casa. Um projeto de lei deve ser apresentado em agosto, quando os trabalhos legislativos serão retomados após o recesso, segundo já se comprometeu o presidente da Casa, Kelmmann Vieira (foto).


Solitária

A Prefeitura de Maceió está dentro do Pinheiro desde janeiro de 2018, quando se percebeu os primeiros problemas de rachaduras em algumas casas. Nem mesmo quando se decretou o estado de emergência e recentemente o estado de calamidade no bairro e mais no Mutange e Bebedouro, o trabalho político de pressão ao governo federal para minimizar os prejuízos deixou de ser solitário por parte do município. Agora, oportunistas aparecem toda hora, fazem discursos, criticam o que não conhecem, prometem o céu e somem, e nadinha de nada da presença de fato na causa. Enfim, é a picuinha eleitoreira ditando regras (de novo) na política de Alagoas. Benza Deus!


Meia volta

O ex-deputado Ronaldo Lessa (foto) e o seu partido, o PDT, arrumaram as malas e deixaram o Governo do Estado. Ele pediu exoneração do cargo de secretário de estado da Agricultura, entregou a mixaria de cargos que possuía e está na pista. Se volta para o grupo do prefeito Rui Palmeira? Em política não dá para fazer apostas desse porte, mas fácil, certamente, não será.


Ronaldo tinha uma secretaria na gestão de Rui Palmeira e todos os cargos comissionados da pasta, era um nome que o prefeito via como viável para o governo do estado ou para o senado em 2018, e até para a Prefeitura de Maceió em 2020, aí o cara abandonou tudo, avisou ao prefeito que estava saindo de lá por uma mensagem no zap, danou-se para o lado dos Calheiros, coordenou a campanha de reeleição do governador Renan Filho, perdeu o próprio mandato de deputado federal e virou um peso “morto”(?) no Palácio República dos Palmares. Em todo caso, bagagem política Ronaldo Lessa tem, precisa é ter inteligência para não se encantar com sereias.


Criando força


A deputada federal Tereza Nelma (foto) pode ser um dos nomes do PSDB para a disputa pela Prefeitura de Maceió ano que vem. A parlamentar tem construído seu nome junto à direção nacional do partido e à bancada de parlamentares tucanos no Congresso Nacional. Foi vereadora de Maceió por quatro mandatos e tem na capital um trabalho social que é referência para outras cidades. Não se pode subestimar um nome desse porte.


Errata


Na edição passada, na matéria sobre “2019: ano de Leonardo da Vinci”, cometemos um erro. 2 de maio passado seria a data de 500 anos da morte do artista e não do nascimento dele, como dizemos. Nossas desculpas aos leitores, anunciantes e à jornalista Dora Nunes, autora da reportagem.


Transparência


Na Câmara Municipal de Vereadores de Maceió, Cleber Costa  tem dado exemplo de transparência do mandato. Vem prestando publicamente contas de suas ações e chamando audiências públicas para o debate democrático que envolve a população da capital. É verdade que ele cumpre uma obrigação, mas quando só poucos fazem dessa obrigação uma prática, faz diferença.

Voo Maceió-Salvador


A malha aérea de Alagoas vai ganhar, a partir de setembro, mais uma importante operação para o estado. A companhia Azul Linhas Aéreas anunciou um novo voo regular que proporcionará uma ligação direta com Salvador (BA), recuperando uma das rotas mais pleiteadas pelos alagoanos.  Os voos serão feitos diariamente, de segunda-feira a sábado, em uma aeronave Embraer 195, com capacidade para 120 passageiros (Agência Alagoas).


UPA de Maceió recebe selo de qualidade


Mais um passo importante para a saúde municipal. Semana passada,  o vice-prefeito de Maceió, Marcelo Palmeira, entregou o selo de Instituição Acreditada Nível I pela avaliação da Organização Nacional de Acreditação (ONA) à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), localizada no Trapiche da Barra. O selo reconhece a qualidade da assistência prestada aos usuários, o que torna a UPA a primeira instituição pública de Alagoas a receber tal reconhecimento (Secom Maceió).

*O prefeito de Palmeira dos Índios, Júlio Cezar, pode voltar ao PSDB. Tem gente trabalhando nesse retorno. Só para lembrar, Júlio se elegeu vereador pelo partido tucano em 2012 e em 2014 disputou o governo de Alagoas também pelo PSDB.


*O vereador de Maceió Eduardo Canuto, licenciado do mandato, está fazendo um excelente trabalho de articulação política na Secretaria de Governo do prefeito Rui Palmeira, sobretudo entre os poderes executivo e legislativo.
*O Podemos e o PDT podem fazer dobradinha com o PSDB em vá­rias cidades alagoanas na disputa eleitoral do ano que vem. Especialmente em Maceió e Arapiraca.

*O PR desapareceu do protagonismo político de Maceió, embora tenha dois vereadores bem eleitos em 2016, Ib Brêda e Lobão, e um secretário de Estado, Maurício Quintella, ex-ministro do governo Temer. Mergulharam no ostracismo.


*O líder do SOS Pinheiro, Geraldo Vasconcelos, continua destoando da realidade do Pinheiro, Mutange e Bebedouro. Prefere o discurso politiqueiro contra o município do que propriamente ajudar a divulgar o que de fato importa para os moradores desses locais.

A história da sal-gema no desastre do Pinheiro

A edição de junho da Painel Alagoas trouxe reportagem sobre a extração de sal-gema em Maceió e as consequências para os bairros do Pinheiro, Mutange e Bebedouro. A matéria relata o drama e a luta de um ambientalista e pesquisador para que a indústria se instalasse em uma área no Tabuleiro do Pilar e não no Trapiche da Barra. O texto conta também a agonia dos moradores das áreas atingidas pelo, segundo laudo do Serviço Geológico do Brasil, o trabalho da mineradora em extrair matéria-prima do solo da capital. São mais de 30 mil moradores nesses três bairros à espera de respostas para algumas perguntas urgentes: Para onde ir? Como ir? Quando ir? Qual o futuro dos imóveis nas áreas mais críticas de risco?

Galeria de Fotos 

*Publicado originalmente na coluna Palanque da edição 30 da revista Painel Alagoas


Fonte: Painel Alagoas

Galeria de Fotos


Painel Político por Redação

Notas e notícias sobre política e bastidores do poder

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]