Dólar com. 5.8755
IBovespa -3.98
08 de março de 2021
min. 25º máx. 31º Maceió
sol com poucas nuvens
Agora no Painel 124.729 alagoanos já foram vacinados contra a Covid-19
16/01/2021 às 10h32

Blogs

Dia “D” hora “H” – Um governo paspalhão

PARA REFLETIR

“Democracia com fome, sem educação e saúde para a maioria, é uma concha vazia” (Nelson Mandela).

Não bastassem as excessivas cenas de ridículo protagonizadas pelo destrambelhado presidente da República, seus ministros sintonizados com sua maneira ensandecida de ser, fazem a mesma coisa e como sempre chocam a população que não comunga com o absurdo, nem se alia aos seus fanáticos de plantão.

Desta feita foi o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o único “pau mandado” que foi encontrado para substituir ministros eficientes e éticos, que não se dobraram às vontades doentias de Bolsonaro.

Com o calendário de vacinas ainda sem definição, enquanto o resto do mundo já avança no processo de vacinação, protagonizando uma briga política com governadores e outros adversários, o patético general aparece em público para fazer o esperado anúncio da vacinação e choca os brasileiros ao afirmar que o calendário vai começar no dia “D” e na hora “H”.

Cumpriu um nojento script escrito pelo chefete até no xingamento à imprensa. 

Enquanto EUA, Reino Unido, Canadá, Alemanha, México, Chile, Argentina, Costa Rica e uma fila enorme de países vão vacinando suas populações, no Brasil estamos empacados tanto no “dia D”, que já foi em março, depois fevereiro, depois dezembro e agora pode ser janeiro, ou fevereiro, quanto na “hora H”, que pode ser qualquer uma, desde que Bolsonaro e o ministro da Saúde vacinem o primeiro brasileiro antes do governador João Doria. Para Bolsonaro, que manda, e Pazuello, que obedece, o importante não é vacinar, é vacinar primeiro; não é ter doses para todos, basta uma única dose para a foto.

Bolsonaro mente

 O presidente Jair Bolsonaro afirmou a apoiadores que a Ford não disse a verdade sobre o fechamento dos parques fabris no Brasil.  "Mas o que a Ford quer? Faltou à Ford dizer a verdade: querem subsídios. Vocês querem que continuemos dando R$ 20 bilhões para eles como fizemos nos últimos anos, dinheiro de vocês, impostos de vocês, para fabricar carro aqui?", perguntou o presidente e ele mesmo respondeu na sequência: "Não. Perdeu para a concorrência, lamento". 

O presidente, no entanto, não explicou se a montadora fez algum tipo de pedido em subsídios para manter a operação no País. Fontes do Ministério da Economia afirmaram ao Estadão, sob a condição de anonimato, que a saída da empresa do Brasil faz parte de um movimento global e não está relacionada à frustração de políticas de incentivo no País. 

Marcelo Victor

O deputado Marcelo Victor, presidente da Assembleia Legislativa tem se mostrado um exímio político em sua atividade parlamentar, sendo considerado hoje o personagem mais influente na política alagoana. Irrequieto, articulado e com um destacado espírito de liderança, soube, com maestria, construir uma sólida rede de apoios, dentro e fora do Legislativo que comanda. Analisando sua performance cravo aqui uma aposta: ninguém segura o deputado palmeirense em sua caminhada política. Daqui pra frente é só estrada asfaltada e pé no acelerador. 

Chegou o Alfredão 

O procurador Alfredo Gaspar, derrotado nas últimas eleições para prefeito de Maceió, chega na Secretaria de Segurança do jeito que gosta e merece: carta branca para agir e apoio nas ações institucionais. Como na vez anterior que ocupou com muita eficiência o cargo, a bandidagem treme de medo e os resultados aparecem rápido. O seu estilo é o mesmo: “dá ordem para a polícia agir e vai à frente das operações, sejam quais e onde forem”. Prestigia seus policiais e cuida da sociedade como deve ser. Sua chegada foi comemorada nas polícias Civil e Militar. Chegou o Alfredão, a malandragem se cuide.

Confundindo as bolas

Alguns prefeitos do interior, principalmente na região do litoral Norte, estão determinando o não atendimento de turistas para testes de Coronavírus e outros atendimentos de urgência, num evidente desrespeito à Constituição Federal, sob risco de sofrerem consequências penais.   

Universalidade é um dos princípios fundamentais do Sistema Único de Saúde (SUS) e determina que todos os cidadãos brasileiros, sem qualquer tipo de discriminação, têm direito ao acesso às ações e serviços de saúde.

A adoção desse princípio fundamental, a partir da Constituição Federal de 1988, representou uma grande conquista democrática, que transformou a saúde em direito de todos e dever do Estado. Lembrando aos prefeitos que eles são “gerentes” e não donos do município.

Pauta animal aguardando

O segmento enorme de criadores e milhares de pessoas que defendem e praticam o cuidado, principalmente com cães e gatos, está aguardando que o prefeito JHC apresente sua pauta de atenção aos animais.  Em seu plano de governo, apresentado durante sua campanha vitoriosa, consta apenas o item “4.11 - Criação do Código Municipal da Causa Animal”. Espera-se muito mais. Enquanto se aguarda a elaboração do Código (que deveria ser elaborado com a participação da sociedade civil). Tenho certeza de que o prefeito dedicará a atenção devida. 

Somos todos idiotas?

O governador Renan Filho, em mais uma de suas trapalhadas, levianamente declarou que o prefeito Luciano Barbosa (eleito prefeito de Arapiraca) seria o seu candidato em 2022 a sucede-lo. Isso depois de mancomunado com seu pai (o terrível Renan Calheiros) tentar destruir a carreira política do seu então vice-governador, por considera-lo um rebelde.

Arapiraca e toda Alagoas conheceram a trama odiosa criada pela dupla Calheiros, contra o líder arapiraquense, que os derrotou na justiça e nas urnas. Conhecendo antecipadamente o quadro desfavorável que o aguarda em uma disputa em 2022, tenta o governador dar macha ré, mas vingança é um prato que se come frio. 

Se cuide, prefeito

Quem avisa... Se você, prefeito, não tem uma equipe preparada, treinada e com domínio da legislação administrativa, licitações, contratos e relações interpessoais, está fadado ao insucesso em sua administração.

Cuide do Controle Interno como se fosse a “joia da coroa”, para não ser flagrado, mais adiante, pelos órgãos de Controle Externo (AGU, TCU, TCE e MP).

Prepare sua equipe de assessoria direta para lidar com a pauta administrativa com competência e conhecimento. Redação Oficial, Processo Administrativo, Assessoria Parlamentar, Direitos e Deveres na Administração, são assuntos prioritários para uma boa administração.

Se fizer o dever de casa bem feito, terá tudo para obter sucesso em sua gestão   

Pílulas do Pedro

Tem pessoas assustadas com o pique do prefeito JHC. Acorda cedo, trabalha muito e dorme tarde. Assessores estão com a língua de fora.

Bolsonaro passa o fim de semana em Alagoas, na Barra de São Miguel. Cuidado, não saia de casa. Dois vírus ao mesmo tempo é perigoso demais.

A “subcelebridade” Antônia Fontenelle teve seu “minuto de fama” ao fazer críticas aos alagoanos nas redes sociais. Deveria ser processada.

Em Palmeira dos Índios o patrimônio público é roubado e o prefeito não está nem aí. 


Pedro Oliveira por Pedro Oliveira

Jornalista e escritor. Articulista político dos jornais " Extra" e " Tribuna do Sertão". Pós graduado em Ciências Políticas pela UnB. É presidente do Instituto Cidadão,  membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Palmeirense de Letras.

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]