Dólar com. 5.2123
IBovespa -3.08
30 de julho de 2021
min. 19º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Governo do Estado amplia incentivos fiscais para a cadeia atacadista
13/06/2021 às 10h00

Blogs

Barba, cabelo e bigode

 

Para Refletir:

“Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida. Não se faz literatura, política e futebol com bons propósitos”. (Nelson Rodrigues).


Barba, cabelo e bigode

Dá pra perceber que tem sido difícil para o governador Renan Filho cumprir tantos compromissos de lançamentos de programas, obras e novos projetos nas áreas de infraestrutura, saúde, educação e segurança. Não bastasse o tempo que lhe exige o combate a pandemia, mantendo Alagoas como o maior exemplo de eficiência em vacinação, atendimento hospitalar e resultados positivos na guerra contra o vírus, sua agenda está “engarrafada” com tantos compromissos no interior e na capital, iniciando grandes obras estruturais, levando água e asfalto em números nunca vistos em qualquer governo que o antecedeu. Na pauta saúde não basta combater o “bicho”, mas também entregar hospitais novos, modernos e capazes der salvar vidas do povo alagoano. Na educação deu um salto de qualidade e de repente vemos aí um protagonismo de fazer inveja a outros estados da federação. Renan Filho traz debaixo do braço, uma agenda criativa, surpreendente e empreendedora. Continuando nesse ritmo, o que certamente tende acontecer, caminha para o cenário político com folego e cacife para fazer “barba, cabelo e bigode”, não deixando nem rastro para a oposição.

Enrolado e mentindo

A cada dia o presidente é apanhado em uma mentira, novos ataques à imprensa, novas quebras de ética e responsabilidade de governar. Em nota enviada à imprensa, o Tribunal de Contas da União (TCU) desmentiu a declaração dada por Jair Bolsonaro sobre a produção de um relatório de recontagem sobre o número de mortos pelo novo Coronavírus no país. A nota também foi divulgada nas redes sociais.

O órgão também afirmou que "não foi o autor de documento que circulou na imprensa e nas redes sociais intitulado 'Da possível supernotificação de óbitos causados por Covid-19 no Brasil'"

Em conversa com apoiadores no cercadinho do Palácio da Alvorada na manhã de segunda feira (7), o presidente citou um relatório do TCU, onde revelava que metade das mortes registradas por covid-19 foram por outras causas, não pelo vírus.

Tão podre quanto

Sandra Terena, ex-secretária de Igualdade Racial do Ministério dos Direitos Humanos na gestão de Damaris Alves e esposa do blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio, aparece em investigação da Polícia Federal por suspeita de manter como cuidadora de seus filhos uma funcionária comissionada da pasta. Essa mesma funcionária também prestava pequenos serviços para Sandra, como agendar manicure.

A funcionária morou com a família durante alguns meses enquanto, conforme dados do ministério, trabalhava no órgão. O serviço de internet da casa do casal, ainda de acordo com a investigação, está em nome dela. As informações também foram confirmadas pela ex-secretária.

.

Carlos Reis

Fui amigo do relações públicas Jalmeri Fernandes Reis, mais de quarenta anos atrás. Homem digno, profissional competente, que muito contribuiu para a sociedade alagoana. Mais tarde, no governo Ronaldo Lessa fui encontrar e me tornei amigo do delegado Carlos Reis (filho do Jalmeri) com as mesmas características do pai, com um ingrediente a mais: apaixonado pela carreira policial da qual se tornou um dos mais capacitados especialistas do país. Fez vários cursos no exterior. Em Israel, participando de treinamentos com agentes de vários países, foi laureado como um dos melhores, na avaliação de uma das mais conceituadas academias de polícia do mundo.

Hoje, alçado por mérito e justiça ao posto de Delegado Geral do estado, presta uma colaboração inestimável, ao lado do secretário Alfredo Gaspar, na diminuição da violência e na qualidade da segurança pública de Alagoas. 

Vida curta

O jovem secretário de Turismo da capital, Ricardinho Santa Rita, parece que entra na política partidária de maneira enviesada, o que não é bom para quem está começando. Escolheu para chamar de seu o partido do vice-prefeito Ronaldo Lessa, mas ao que parece não foi bem recebido. Dirigentes e militantes partidários têm se queixado da maneira de agir do novo pedetista, considerando suas posições “incômodas”. Na opinião de um cacique do PDT “ele vale pouco e fala demais”. Tudo pode ser ciúme ou mesmo a preparação do tombo do secretário.

Não cabe reclamar

O tenente-coronel Marcos Vanderlei, que foi exonerado do cargo subcomandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC) ocupou as redes sociais para denunciar que e demissão deu-se “por ordem do Palácio dos Palmares com o pretexto que minhas publicações  são contrárias ao governo e ao senador Renan Calheiros, além de ser favorável ao presidente Bolsonaro” E acrescentou: “Cabe indenização”. 

Engano do Coronel, pois ocupava um cargo de confiança, demissível ad nutum (a qualquer tempo) por seus superiores. Sua exoneração é legal e correta. Fica com sua patente, mas não com o cargo de comandante.

A palavra do governador

“O Governo do Estado vai investir, até o final do próximo ano, R$ 1 bilhão em obras de duplicação de rodovias em todas as regiões. No total, serão implantados 597 km. Isso representa um acréscimo de 1.890% na malha viária estadual, uma vez que, até 2015, Alagoas só havia duplicado acanhados 30 km.

Na economia tem um termo que se chama externalidade positiva de uma obra. A implantação de uma estrada tem externalidade positiva de um para cinco. Ou seja, para cada Real que o Estado investe, o setor produtivo investe mais cinco na economia. O que isso significa? Se a gente está investindo R$ 1 bilhão em rodovias em Alagoas – com recursos próprios e operações de crédito – serão investidos outros R$

5 milhões”. – Governador Renan Filho.

Pílulas do Pedro

Não adianta aparecer na mídia atacando a Braskem e tomar cafezinho com diretores da empresa para se confraternizar.

Quer saber a respeito de um gestor? Verifique o seu entorno e encontrará o caráter dele.


Pedro Oliveira por Pedro Oliveira

Jornalista e escritor. Articulista político dos jornais " Extra" e " Tribuna do Sertão". Pós graduado em Ciências Políticas pela UnB. É presidente do Instituto Cidadão,  membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Palmeirense de Letras.

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]