Dólar com. 4.9551
IBovespa 0.58
28 de fevereiro de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel PL destitui assassino de Chico Mendes de diretório do partido no PA
30/04/2023 às 10h40

Blogs

Arthur Lira vai punir


PARA REFLETIR - O preço que o homem de bem paga para não se envolver na política é ser governado por pessoas sem caráter


Arthur Lira vai punir

Em meio aos casos de xingamentos, brigas e bate-bocas com deputados na Câmara, o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), pressionou os líderes das bancadas para controlar os parlamentares nas sessões de comissões e no plenário.

Lira quer advertência a deputados, com corte de salário e verba de gabinete, contra escalada de hostilidades. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), pretende colocar um freio no que considera “excessos” na conduta de deputados em comissões e no plenário.

Lira vai punir II

A presidência da Câmara anda incomodada com as agressões verbais entre bolsonaristas e governistas especialmente em reuniões de comissões com sabatinas de ministros. A avaliação é de que as baixarias não mancham as imagens dos parlamentares individualmente, mas sim da Câmara. E Lira quer dar um freio nessas situações.

Em várias reuniões de líderes, o presidente já sinalizou que não vai impedir o direito de deputados falarem o que querem, mas que as falas - se desrespeitosas - podem ter consequências. Por isso, a ideia de dar um

exemplo. E punir três deputados bolsonaristas e três governistas para ver se o exemplo acaba com situações desse tipo.

Imposto para armas

Deputados do PT pretendem protocolar na próxima semana uma proposta que prevê a criação de um imposto sobre propriedade de armas de fogo, a exemplo do IPVA (sobre veículos), para financiar as ações de segurança nas escolas anunciadas pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).O Ipaf (Imposto sobre Propriedade de Armas de Fogo), da União, teria alíquota de 20% e seria anual. Autor do projeto, o deputado Alencar Santana (PT), diz que, assim que os ajustes forem concluídos, pretende procurar o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para pedir urgência na votação. “A arma, assim como um veículo, por exemplo, possui registro do proprietário. E o estado também deveria taxar, porque é um bem”. Até que a ideia é boa.

O chá é grampo e o suco prego

O governo tem se articulado em busca de vislumbrar um nome para enfrentar o bem avaliado prefeito da capital, mas as dificuldades são imensas. Além da fortaleza eleitoral que reveste o alcaide, os nomes até agora apontados não têm densidade para ganhar uma eleição, que a cada dia se torna mais visível do enorme capital de votos do hoje ocupante do cargo. José Wanderley, Rafael Brito, Alexandre Ayres e até o folclórico “estrangeiro” George Santoro, (acho que este citado de brincadeira) não são capazes fazer frente, nem de longe, ao poder de votos de JHC. Portanto, que os governistas se preparem, pois, “o chá é grampo e o suco é prego”, adianta um vereador de Maceió.

O velho Zema

Não me espanta que o governador Zema tente vestir a roupa do Bolsonaro. Ele nunca imaginou um minuto que Minas Gerais é a terra de Tiradentes, de Tancredo Neves, é a terra da democracia. Então, não é possível que um governador de modo vil se alinhe à extrema direita para proteger terrorista. Para os que o conhecem, Zema se revelou Zema e não enganou ninguém, com essa história de Novo. Ele e seus comparsas.

Cunha definhando

Imaginei que o senador Rodrigo Cunha tivesse aprendido a lição de casa dada pelas urnas e pesquisas. A maior causa de sua derrota foi sua distância do eleitor e do próprio mandato ao optar pela obscuridade no plenário e corredores do Senado Federal.

Pra completar seu entorno tem criado muitos problemas de relações políticas o que o complica a cada lance.

Está mesmo a cada dia, definhando mais.

O grande embate

Eleições se aproximando e as composições se ajustando, traições acontecendo e começou o “pega pra capar” da roubada de votos e das trapaças do ambiente político tóxico.

Maceió e Arapiraca, no contexto, são as cerejas do bolo. No caso da terra de Manoel André é difícil que alguém apareça com capilaridade para roubar a cena de Luciano Barbosa. Já em Maceió o atual prefeito, pelo menos no momento leva em WO. Mas na verdade o grande embate vai ser travado em duas frentes lideradas por Arthur Lira e Renan Calheiros, os chefes maiores da nossa tribo.

Pílulas do Pedro

Briga entre blogueiros tira do ar a página do INSTAGRAN “Política Alagoana”.

O juiz Braga Neto, sendo o juiz Braga Neto.

Entidades do setor de bares e restaurantes aplaudem a abertura de ruas no passeio Vera Arruda. Corretíssimo 


Pedro Oliveira por Pedro Oliveira

Jornalista e escritor. Articulista político dos jornais " Extra" e " Tribuna do Sertão". Pós graduado em Ciências Políticas pela UnB. É presidente do Instituto Cidadão,  membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Palmeirense de Letras.

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]