Dólar com. 4.952
IBovespa 0.58
28 de fevereiro de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel PL destitui assassino de Chico Mendes de diretório do partido no PA
22/05/2023 às 10h40

Blogs

Olha a Beija Flor aí gente

Itawi Albuquerque - Secom Maceió


PARA REFLETIR “Está se sentindo deprimido, suprimido ou reprimido, tome uma atitude. Com gelo ou pura, levante a cabeça e siga em frente”.


Olha a Beija Flor aí gente

A feliz ideia da Prefeitura de Maceió em levar nossa história, folclore, gastronomia e belezas naturais para o Carnaval do Rio, como enredo da consagrada escola de samba Beija Flor de Nilópolis, agradou muito ao trade de turismo da capital, que se pronunciou “a ideia é de extrema importância para atrair o público nacional, ou estrangeiro. A cidade disputa um mercado concorrido, com outras ofertas de lazer, sol e mar e para que possa ser vista por mais gente tem que se investir em promoção de sua imagem e nada mais oportuno que o grandioso desfile de escolas de samba, na passarela mais famosa do país, a Marques de Sapucaí”. 

Haja mordomia

Pelas leis brasileiras todo ex-presidente tem direito a 8 assessores para acompanhá-los durante toda a vida e dois veículos de luxo, com salários bancados pelo governo federal.

Durante os dias de férias ou reclusão nos EUA apenas com diárias foram gastos quase 400 mil reais.

Todas essas mordomias bancadas com o nosso dinheiro, em um país no qual milhões passam fome não é justo.

Madame Bolsonaro

(BRASÍLIA) - A pose de cristã limpinha perdeu o prazo de validade para Michelle Bolsonaro. Madame virou um inquérito policial esperando na fila para acontecer. Os dados arrancados pela Polícia Federal do celular do coronel Mauro Cid tornaram o interrogatório de Michelle incontornável. De coadjuvante de uma rachadinha do senador Flávio Bolsonaro, a agora presidente do PL Mulher, tornou-se estrela do seu próprio escândalo financeiro.

O cartão de crédito de Michelle está em nome de uma amiga. As contas foram pagas pelo ajudante de ordens do marido. Em plena era do PIX os hábitos de consumo da então primeira-dama são cobertos em dinheiro vivo.

Cardápio físico

Várias assembleias legislativas estão aprovando leis que obrigam o uso de cardápios físicos em bares e restaurantes, item banido desde o início da pandemia para evitar contaminação. O uso apenas de CR CODE está trazendo constrangimento a alguns clientes, principalmente pessoas idosas. O Rio de Janeiro já aprovou a matéria e Minas Gerais e Brasília a lei já está pautada para ser votada.

E os nomes?

Dois estabelecimentos alimentares foram fechados na parte alta de Maceió, pela Vigilância Sanitária, que tem feito um bom trabalho na preservação do bem-estar e da saúde da população.  Apenas um reparo, caso a legislação permita: os nomes dos estabelecimentos deveriam ser publicados pelo órgão controlador, para evitar que clientes frequentem tais ambientes tóxicos, que certamente vão continuar sem regras de higiene e conservação em seus produtos.

Aldo Rebelo “amazônico”

O Aldo Rebelo “amazônico” é uma invenção recente. Até 2010, quando se tornou, na Câmara dos Deputados, o relator do Código Florestal, que o aproximou do agronegócio, não se tem notícia de qualquer iniciativa notável e específica de Rebelo sobre a Amazônia. Diz-se “nacionalista”.

Nos seus ataques ao jornalismo, Rebelo faz fileira com o que de pior foi produzido pelo bolsonarismo em termos de sentimento anti-imprensa. A comparação não é forçada, pois Rebelo traduz fielmente o que os bolsonaristas defendem sobre o destino da Amazônia e dos povos indígenas. (Com informação da Folha de São Paulo)

Flávio Dino vem aí

Nessa segunda feira deverá estar em Maceió, a maior estrela do governo petista, para fazer a doação de veículos ao estado e conversar com a imprensa alagoana. Trata-se do ministro Flávio Dino, da Justiça e Segurança Pública.

O ex-governador do Maranhão tem sido um “espinho” na garganta dos bolsonaristas, graças a sua inteligente maneira de dar respostas a parlamentares da oposição, que aparecem com falácias e provocações ao governo petista.

O “passeio” de JHC

Caso se confirme as tendências postas até agora no campo político da capital, o prefeito JHC vai renovar o seu mandato sem precisar fazer muita força. Com o seu potencial eleitoral, a aprovação nas pesquisas de opinião e o protagonismo de sua administração, crescendo a cada dia, a tendência é que dê  um banho em seus adversários que pelo menos atualmente reúne uma lista fragilizada a enfrentar, a exemplo de nomes como Cibele Moura, José Wanderley e Rafael Brito. Se a briga for essa, pode mandar fazer o terno de posse.

Pílulas do Pedro

Todo político deveria ser obrigado a mostrar “Carteira Profissional”, para comprovar que um dia trabalhou. A maioria não iria atender à exigência.

Por que todos os acusados de corrupção foram perdoados, menos o ex-senador Fernando Collor? Rei posto, rei morto.


Pedro Oliveira por Pedro Oliveira

Jornalista e escritor. Articulista político dos jornais " Extra" e " Tribuna do Sertão". Pós graduado em Ciências Políticas pela UnB. É presidente do Instituto Cidadão,  membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Palmeirense de Letras.

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]