Dólar com. 5.1318
IBovespa 0.58
24 de abril de 2024
min. 23º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Nova vacina contra a covid-19 chega à população em 15 dias
02/03/2024 às 13h20

Blogs

Eles roubam nós pagamos


PARA REFLETIR

Em política, a comunhão de ódios é quase sempre a base das amizades. (Charles Tocqueville).


Eles roubam nós pagamos

Foram os políticos que roubaram descaradamente os fundos de pensões, os Correios, Caixa Econômica e Banco do Brasil. Tudo descoberto e com todas as digitais na Operação Lava Jato. Alguns foram presos, outros apontados, com todas as provas, mas ficaram livres pelo “compadrio” com aqueles que julgaram. Os únicos penalizados foram os aposentados da Caixa, Banco do Brasil, Correios, Petrobras e outros órgãos lesados pelo roubo dos parlamentares, que descontam todos os meses parcelas de seus salários. 

Setor de eventos

A extinção do Perse (programa emergencial de retomada do setor de eventos) por meio da Medida Provisória n.1202/23 é inconstitucional e afronta o princípio da segurança jurídica.

 O Perse foi instituído por meio da Lei Federal n.14.148/21 com objetivo de criar mecanismos de funcionamento do setor de eventos em virtude da pandemia da Covid 19 que praticamente arrasou o setor.

Dentre as medidas a lei federal isentou o setor do pagamento de impostos e contribuições sociais por um período de 60 meses, portanto, juridicamente inaplicável sua extinção por MP.

Mulheres são maioria

As mulheres são atualmente 52% do eleitorado brasileiro, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Apesar de serem maioria, há menos de um século elas não podiam nem sequer votar. O direito de votarem e ser votadas só foi garantido em 1932, com o Código Eleitoral assinado em 24 de fevereiro pelo então presidente Getúlio Vargas. Por isso, a data de 24 de fevereiro foi instituída (pela Lei 13.086, de 2015) como o Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil. 

Na frigideira

Dentro do Palácio do Planalto (principalmente no núcleo de Lula) e também entre dirigentes petistas, o hoje ministro Renan Filho está “próximo a frigideira”. Minas Gerais foi um estado simbólico para a eleição do presidente e ele pediu atenção especial com os mineiros. A malha rodoviária do estado mineiro é a terceira pior do país e quase nada foi feito desde o novo governo. Segundo fonte palaciana “o ministro é mais de redes sociais do que de trabalho”. Lula estaria insatisfeito e preocupado, pois 2026 vem aí. Se bobear, vai cair.

Inferno astral

Está só começando o inferno do senador Renan Calheiros. Vetado pelo palácio do planalto para ser o relator da CPI da Braskem, perdeu as estribeiras e como não teve coragem de atacar quem vetou, renunciou a comissão praguejando contra os membros da comissão que o descartaram. O próximo passo do seu calvário político poderá ser sua convocação para depor sobre sua relação com a empresa que destruiu parte de Maceió.

Vai ganhar

Meu amigo Benedito de Lira, prefeito da Barra de São Miguel me contou que está muito animado com sua candidatura a reeleição. Quem imaginou que ele iria pendurar as chuteiras” errou feio. Quer continuar seu trabalho de transformar a cidade como o melhor polo de turismo da região, zerar o saneamento e coroar sua administração com grandes obras que serão anunciadas. Com o deputado Arthur Lira (seu filho) viabilizando recursos vai dar cara nova e muitos avanças no balneário procurado no litoral Norte. Só precisa escolher um vice que não o traia, como o atual. 

Violência anunciada

Assisti esta semana uma cena degradante e imprópria para as relações e embates políticos em tempos atuais. Em um evento público no interior o prefeito de Igaci, Petrúcio Barbosa, na presença do governador Paulo Dantas fez duras ameaças a adversários no município de Estrela de Alagoas (deputada Ângela Garrote) o fato em si já constrangeu, mais ainda foi o sorriso do govenador, como se fosse uma piada. Que a Justiça esteja preparada, para a eleição não descambar para a violência que não queremos e até tínhamos esquecido.

 


Pedro Oliveira por Pedro Oliveira

Jornalista e escritor. Articulista político dos jornais " Extra" e " Tribuna do Sertão". Pós graduado em Ciências Políticas pela UnB. É presidente do Instituto Cidadão,  membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Palmeirense de Letras.

Todos os direitos reservados
- 2009-2024 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]