Dólar com. R$ 3,297
IBovespa +0,09%
11 de dezembro de 2017
min. 26º máx. 29º Maceió
sol com poucas nuvens
Agora no Painel Justiça Federal aceita denúncia e Rocha Loures vira réu por corrupção passiva

Blogs

O dia das crianças

16.10.2017 às 20:41

Dia 12 de outubro é o dia das crianças e todos os anos, nessa época, toda a sociedade se mobiliza para oferecer momentos de alegria aos nossos pequenos. 

Entretanto, por que reservar a eles apenas um dia, sendo que deles depende o futuro do nossos país?

Segundo dados da Fundação Abrinq., o Brasil possui aproximadamente 60,5 milhões de crianças e adolescentes entre 0 e 19 anos, que representam aproximadamente 30% da população total. 40,2% da população entre 0 e 14 anos, ou seja, 17,3% milhões de pessoas, possuem condição de baixa renda. Desses, 5,8 milhões em situação de extrema pobreza. É importante que analisemos que a maioria dos municípios de todo Brasil não possui centros culturais e que a taxa de creches era de apenas 30,4% em 2015. 

Ou seja, faltam aos nossos pequenos condições de se desenvolver, de deixar a infância com perspectiva de futuro. A pergunta que vos faço é simples: essas crianças vão estar aonde quando não forem mais tão pequenas assim? A resposta é tão simples quanto, porém deveria nos preocupar: elas estarão mortas ou na criminalidade. A média brasileira de homicídios de crianças e adolescentes por armas de fogo foi 20,7% em 2015.

Essas crianças ainda estão ai, felizes e aproveitando cada segundo ao som do Patati Patata na sua festinha de bairro. E chegou a hora de olharmos para elas com um olhar de cuidado. 

Perceba aquela criança que você acha que está "perdida” e estenda sua mao, a incentive a ir à escola, a leve para ver um filme, dê um conselho. A responsabilidade também é nossa, não podemos e não devemos depender só do poder público. 

Nossos pequenos precisam de nós. Nossa preocupação, quanto sociedade, não pode se dá apenas em um dia por ano.

Postado por #pensarjovem

Vamos mudar o Brasil?

01.10.2017 às 20:16


Que o país precisa mudar e que uma das formas para isso é alterando quem nos representa lá em Brasilia, isso nós concordamos. Porém esse caminho é o único? Devemos simplesmente trocar as pessoas para que o sistema funcione? Ao meu ver, não.

Acredito que podemos ajudar a mudar o Brasil com algumas ações e são elas:

1- Analisar os candidatos.

É clichê, eu sei. Porém, como mudamos o país se não pensamos e analisamos nem as pessoas que queremos nos representando? Esse é o primeiro passo, pense em quem você quer dar voz ativa na defesa de seus direitos.

2- Fiscalizar os eleitos.

Se você seguiu o primeiro passo e analisou os candidatos assim como suas ideias, provavelmente conhece as propostas dos que se elegeram. Aqui está, na minha visão, o grande dever do cidadão. Não podemos simplesmente escolher as pessoas e darmos a elas carta branca para falar por nós, isso não tem como dar certo em nenhum tipo de relação social, quanto mais politicamente. Os políticos devem saber que eles possuem uma responsabilidade, representar a população que o colocou naquele lugar e que essa mesma população está de olho.

3- Não fuja do debate

Não deixe de discutir algum assunto por preguiça de ter que explicar seu ponto de vista. Pode parecer besteira conversar sobre política com os amigos em um bar, a discussão que a novela das nove nos traz ou aquele post no facebook que tem mais de 100 comentários, mas é ai que formamos nossas ideias e analisamos pensamentos diferentes dos nossos. 

Aqui, temos a oportunidade de pensar no futuro e dos ideais que queremos para nosso país.

OBS: Nunca fuja da boa conversa, mas lembre-se de tomar cuidado com qualquer tipo de extremismo.

4- Junte-se a outras pessoas

Você já pensou, analisou e discutiu , nesse momento já sabe as coisas que quer defender. Então, por que não se unir a pessoas que querem lutar pelas mesmas causas que você? Vai desde a reunião de condomínio, à associação de moradores, a projetos voluntários, chegando a filiação no partido que mais combina com sua forma de pensar.

5- Candidate-se

Se for seu desejo, coloque seu nome à disposição, seja a sindico de seu prédio ou a deputado federal. Quem melhor que você mesmo pra lutar pelas causas que você acredita? Já imaginou se mais pessoas pensam como você? Bingo! 

O Brasil precisa de pessoas diferentes, ideias inovadoras e principalmente, comportamentos novos.

Postado por #pensarjovem

Em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher!!!

08.08.2017 às 22:45


A lei Maria da Penha completa 11 anos neste dia 07 de agosto e após mais de uma década devemos ter aprendido uma coisa: nao devemos meter a colher em briga de casal. Até porque qual seria o sentido de chegar no meio de uma briga com uma colher, não é mesmo?

Em pesquisa realizada pelo Datafolha, uma em cada três mulheres sofreram algum tipo de violência em 2016. Para 43% dessas mulheres a agressão mais grave aconteceu dentro de suas próprias casas. E 52% delas não denunciou o agressor ou procurou ajuda.

São números impressionantes que nos mostram o quão longo ainda é o caminho que se deve percorrer para que a violência doméstica seja extinta. É importante que nós, como sociedade, estejamos atentos e entendamos que devemos, SIM, nos meter.

Ao agredir a vítima, o agressor se sente forte e muitas vêzes sabe que dificilmente será punido. Mas existe uma coisa mais forte que ele, a Lei 11.340, a Lei Maria da Penha. Ela é a nossa arma mais forte no combate a violência doméstica, então devemos utiliza-la.

Postado por #pensarjovem

Lula condenado, quem vai nos salvar?

13.07.2017 às 11:49

Aconteceu o que todos já esperavam, Sergio Moro condenou Luís Inácio Lula da Silva no caso do triplex. Na sentença, o juiz determinou pena de 9 anos e 6 meses, podendo o ex-presidente recorrer em liberdade.

Mas e ai, o que muda? Com Lula recorrendo em liberdade e podendo ser candidato em 2018, a decisão apenas fortalece a polarização, fazendo com que ambos os lados gritem cada vez mais alto. Ficamos no meio do "Lula ladrão" e "Moro Golpista".

E é nesse cenário que surgem os "novos messias" ; foi assim na Alemanha de Hitler. Lá o líder Nazista chegou ao poder com o apoio da população como o salvador da pátria. Claro que não acredito em algo parecido com o nazismo no Brasil, longe disso até, mas devemos ter muito cuidado com esses que se colocam como a única alternativa para o pais.

Não confiem em quem se diz a solução, independente de ser de esquerda ou direita, partido A ou B, ele não conseguirá sozinho. Para resolvermos os problemas do pais precisamos de 513 deputados federais bons, 81 senadores melhores ainda, um presidente comprometido com o povo e todos os outros políticos do pais dispostos a honrar seus votos. Com tantos cargos que precisam de gente boa, será que alguém resolve sozinho nosso problema?

Postado por #pensarjovem

Cadê as novas gerações na política?

30.06.2017 às 11:12

Todos os dias ao pegar meu computador e abrir os sites que gosto, me deparo com os mesmos discursos e com poucos rostos diferentes. São sempre as mesmas pessoas, defendendo coisas que já defendem há muito tempo.

Em uma rápida pesquisa me deparei com o seguinte dado: a média de idade do nosso congresso é de 50 anos para deputado federal e de 59 anos para o senado. Eu que acredito tanto que a chave para nosso pais seja os jovens e ideias novas, me surpreendi.

Vivemos em um mundo inteiramente conectado e que se modifica o tempo inteiro. A cada segundo surge um novo aplicativo, novas maneiras de nos comunicarmos, novas maneiras de empreender e até de viver. 

Ao passo que estamos mudando o mundo, precisamos de representantes que estejam dispostos a mudar a cara da política de nosso pais. Necessitamos de pessoas que entendam essa nossa nova maneira de enxergar o mundo. Políticos que, de fato, se importem com o que queremos e com os valores que queremos para o Brasil.

Sem nós, os jovens, o Brasil continuará do jeito que está. Com ideias velhas e pessoas que só entendem os interesses delas mesmas.

Postado por #pensarjovem

Proibir o Funk, é a solução para o Brasil avançar?

23.06.2017 às 10:51

Em meio ao caos, surge a solução para todos os nossos problemas. Vamos proibir o Funk! Afinal, proibindo um ritmo popular que dá voz a quem se vê sem poder de fala há tanto tempo, além de gerar renda a diversas famílias, conseguiremos avançar com o país.  Será mesmo?

A proposta, que tem como autor Marcelo Alonso, após atingir mais de 20 mil assinaturas no site do Senado foi encaminhada para a relatoria da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

Você que está lendo isso, pode até não gostar de Funk e não querer nem ouví-lo. Direito seu, você está apenas praticando seu direito de ser livre, nada mais justo. Mas, aí, ai te pergunto: por que os jovens que gostam do dito estilo musical devem ter sua liberdade cerceada?

Que estado gigantesco é esse que estamos criando? Se até o que ouvimos, o estado quer ter poder de decisão, aos poucos perderemos todo o resto de liberdade que ainda temos.

Propostas como essa muito me lembram da censura existente na Ditadura Militar e, ao mesmo tempo, muito me assustam. Temos que respeitar a liberdade de expressão do nosso povo, mesmo que não concordemos com o que for dito.

Afinal, como Voltaire diria: "Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las”

Postado por #pensarjovem

Avisem ao Congresso que nosso sistema não é o parlamentarismo...

16.06.2017 às 16:39

É inegável que quando se quer se consegue derrubar um presidente no Brasil. Estão ai Collor e Dilma pra contar historia. Mas a pergunta que se deve fazer é: quando quem quer? 

Collor caiu porque os caras pintadas existiam? Quem derrubou a Dilma foi o MBL ou o Vem pra rua? Me parece ingênuo achar que nós, o povo, derrubamos eles. Por mais que seja importante mostrarmos nossa opinião e o que queremos, infelizmente não somos nós. Nossos ex presidentes foram derrubados pelo próprio Congresso, eles saíram por não terem base para governar. Nada mais normal, se nosso sistema fosse o parlamentarista. 

Precisamos avisar aos nossos "representantes", se assim podemos chamar, que em 1993 negamos através de um pebliscito o sistema parlamentarista, infelizmente, diga-se de passagem. Que eles derrubem os presidentes sempre que esses derem motivos, mas que com motivos.

E a pergunta que faço agora: porque Temer ainda não caiu? Pelo mesmo motivo que os outros saíram; eles quem decidem.

Postado por #pensarjovem

Quanto vale o Brasil?

01.06.2017 às 10:39

Joesley Batista detém uma fortuna de 3,1 bilhões de reais, segundo a revista Forbes. É dono do maior frigorifico de carnes do mundo e possui grande parte da JBS, que controla marcas como a Friboi, Seara, entre outras.

Não só o país, mas todo o mercado parou para assistir a delação de Joesley que apresentou provas contra o Aécio e Temer. E aí alguém decidiu não ficar parado, decidiu, na verdade, ganhar dinheiro. Um dia antes da delação, uma empresa comprou muitos dólares e com a queda provocada pela própria delação, no dia seguinte, se fez muito dinheiro. Adivinha qual era a empresa? JBS, claro. 

Nesse país dá pra ganhar dinheiro com tudo, menos com o trabalho honesto. E quanto vale o Brasil eu não sei, mas fazer todos nós, cidadãos brasileiros, de palhaços, certamente não tem preço.

Postado por #pensarjovem

Roupa tem idade?

25.05.2017 às 13:13

Estive pensando, a mulher não pode usar a roupa que quiser quando tiver seus 60 anos pelos mesmos motivos que não poderia aos 6. 

A única e determinante diferença é que nosso poder de escolha é ceifado por nossa sociedade, que assume assim o papel dos pais que determinam o que seu filho pequeno deve ou não fazer, neste caso vestir.

Que problema teria uma senhora de 70 anos vestida em uma mini saia ou usando um vestido coladinho de veludo que viu sua blogueira favorita, esta com 20, divulgando. Possivelmente você deve ter pensado algo como: ’o problema é que eu acho feio’. Neste momento te indago a seguinte pergunta: ‘quem deveria se importar com seu conceito de feio ou bonito?’.

Charles Chaplin foi sábio ao afirmar que não se mede o valor de um homem pelas suas roupas ou pelos bens que possui, o verdadeiro valor do homem é o seu caráter, suas idéias e a nobreza dos seus ideais. Então se você assim como eu, acredita que nosso conceito de feio ou bonito só deveria refletir para dentro de nossas próprias vidas te convido a parar um pouco e pensar o porque da mulher mais velha não poder sair na rua usando roupas que na teoria seriam de jovens.

Afinal, na etiqueta da roupa só se encontra o tamanho e não a idade máxima de quem deve usa-la.

Postado por #pensarjovem

Dia do Fico

18.05.2017 às 18:00

Ao ser solicitada por Portugal a volta de Dom Pedro I, no ano de 1822, ele se dirige a nação e  proclama: "Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que fico".

 Quase 200 anos depois, ao ser questionado pelo STF , Temer se dirige a nação e anuncia: "Não renunciarei. Repito: não renunciarei."

Situações semelhantes com uma ampla diferença: a vontade popular.

 Em 1822, Dom Pedro fica para atender a vontade de seu povo, dando passos em direção a independência.

Agora, em 2017, Temer fica pelo poder, pelo foro privilegiando e pela prepotência em acreditar que o pais está em suas mãos.

Postado por #pensarjovem


#pensarjovem por Cibele Moura

Graduanda em Direito, presidente da Juventude do PSDB da Barra de Santo Antônio

Todos os direitos reservados
- 2009-2017 Press Comunicações S/S
Avenida Hamilton de Barros Soutinho, 1866 - Jatiúca - Maceió-AL
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]