Dólar com. 5.007
IBovespa -0.93
18 de junho de 2021
min. 21º máx. 27º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel SMTT altera sentido de ruas no bairro de Mangabeiras a partir deste sábado (19)
03/06/2021 às 10h40

Blogs

Brasileiros jogados à cova dos leões, ou ao vírus da covid-19

Cidades que sediarão a Copa América têm alta taxa de ocupação hospitalar e populações menos vacinadas contra coronavírus

 Vamos ter jogos da Copa América no Brasil, sim senhor!

Então vejamos o cenário das capitais escolhidas “a dedo” pelo governo federal para sediar o campeonato.

Brasília, Cuiabá, Goiânia e Rio de Janeiro passam por dificuldades para conter a pandemia da covid e um dos indicadores mais relevantes diz respeito à taxa de ocupação de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI), cuja média entre as quatro cidades-sede se aproxima dos 85%, segundo dados de prefeituras e da Secretaria de Saúde do Distrito Federal.

Em todos os locais, de cada quatro leitos de UTI, três já estão preenchidos. Brasília tem o maior número, com uma ocupação de 90,58%. Na sequência vem o Rio de Janeiro, com 86%. Cuiabá é o terceiro, com uma taxa de 81,86%. E Goiânia fecha a lista, com 79,3%.

Mas os palcos do torneio de futebol guardam outras semelhanças no enfrentamento à pandemia, como o baixo número de pessoas vacinadas em relação à população estimada de cada local.

Nenhuma das cidades-sede chegou à marca de um quarto dos seus habitantes totalmente imunizados contra a covid-19 e a média nos quatro locais de quem tomou a injeção é de apenas 14,5%, de acordo com números do Ministério da Saúde.

Cuiabá é a capital com o maior índice, tendo aplicado as duas doses necessárias em 23% dos habitantes. No Rio, 13% dos cariocas completaram o esquema de vacinação. Em Goiânia, 12,5% da população foi atendida e Brasília só alcançou 9,8% dos moradores.

Juntas, as quatro cidades contabilizam 974.129 casos do novo coronavírus e 43.097 mortes desde o início da crise sanitária.

E se essas capitais fossem um país da América do Sul, teriam mais infecções do que Equador (428.865), Bolívia (374.718), Paraguai (361.440), Uruguai (301.524) e Venezuela (235.567). E mais óbitos do que Chile (29.385), Equador (20.681), Bolívia (14.639), Paraguai (9.293), Uruguai (4.394) e Venezuela (2.661).

Que venham os jogos!


Ponto Final

 Blog Político

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]