Dólar com. 5.187
IBovespa -2.77
30 de julho de 2021
min. 19º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Maceió: Prefeito anuncia vacinação contra Covid-19 para pessoas de 29 anos
22/07/2021 às 11h43

Blogs

Renan diz que denúncia contra ele vem da milícia


 “A democracia tem contornos às vezes de ficção. Até mesmo quem foge dos promotores há anos sistematicamente pode ir à sede do Ministério Público Federal. No Brasil, até a milícia denuncia! ”, reagiu o senador Renan Calheiros (MDB-AL), em suas redes sociais, à notícia de que o seu colega senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) o denunciara ao MPF por “abuso de autoridade” na Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid.

O senador Flávio Bolsonaro acusa Calheiros de expor dados confidenciais durante as oitivas para pautar os seus “interesses egoísticos’, o que, em sua avaliação, caracteriza crime de abuso de autoridade.

Os assuntos confidencias que o filho do presidente cita dizem respeito a trechos de um depoimento que ele concedeu durante inquérito sobre atos antidemocráticos, e que estão sob sigilo no Supremo Tribunal Federal (STF). Flávio alega que Calheiros divulgou parte das gravações durante a reunião da comissão que recebeu o ex-secretário especial de Comunicação Social da Presidência da República, Fábio Wajngarten.

Na representação, Flávio Bolsonaro também afirma que o relator da CPI da Covid agiu de forma tendenciosa "buscando incriminar testemunhas, fazendo uso de provas obtidas de forma ilícita e ilegítima".

A denúncia do filho zero um do presidente Bolsonaro pode parecer fumaça, mas não há fogo suficiente para respaldá-la. No mais, surge como mi-mi-mi para tumultuar as investigações sobre as omissões e até possível corrupção do governo federal na compra de vacinas contra a covid-19.

Crime de abuso de autoridade deveria ser, em nome da presidência da República, se negar a vacinar e salvar vidas numa pandemia que já chegou a matar 3 mil pessoas por dia no Brasil, totalizando hoje quase 600 mil óbitos.


Ponto Final por Redação

 Blog Político

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]