Dólar com. 5.6093
IBovespa -3.39
28 de novembro de 2021
min. 25º máx. 32º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Música clássica, MPB e afoxé povoam cultura no Jaraguá
23/09/2021 às 10h20

Blogs

Para as proporcionais, é o “salve-se quem puder” em 2022


Acabou a novela, o Senado rejeitou, ontem (22), o retorno das coligações para eleições do legislativo. 

A volta dessas alianças era parte de Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 28/2021, com mudanças em regras eleitorais, aprovada na semana passada na Câmara, por iniciativa do presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL).

A proibição de coligações proporcionais vigorou pela primeira vez em 2020. 

Legendas consideradas ideológicas, como Rede, PCdoB e Cidadania, estão entre as ameaçadas de ter menos parlamentares eleitos e, mais adiante, até de extinção.

Entre os trechos também aprovados ontem está um dispositivo para incentivar candidaturas de mulheres e negros. 

Aprovada em agosto pela Câmara, a proposta segue agora para promulgação. 

O texto precisa ser promulgado até 2 de outubro para que as regras tenham validade nas eleições de 2022. Foram 70 votos contra três na votação em primeiro turno, e 66 a três na votação em segundo turno. 

Como é uma PEC, a proposta não passa pelo presidente Jair Bolsonaro.

Agora, começa pra valer a largada para a formação de chapas proporcionais. 

Salve-se quem puder!


Ponto Final por Redação

 Blog Político

Todos os direitos reservados
- 2009-2021 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]